segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

O Sapo, Os Dois Sapinhos e o Escorpião (Ilustração)


Um sapo descansava à beira de uma lagoa com seus dois filhinhos quando avistaram um escorpião que se afogava.
  Imediatamente o sapo pulou até onde estava o escorpião e conseguiu salvá-lo. Porém, antes que pudesse tirar o escorpião da água o bicho lhe deu três ferroadas.
  Os sapinhos gritaram: "Papai, deixe esse ingrato se afogar!" Entretanto, o sapo ignorou os que os seus filhos falaram e o escorpião foi embora radiante de alegria.
   Ainda bem que o escorpião dessa fábula não era venenoso, se não fosse assim o sapo teria morrido, não é mesmo?
                                                                                                                     (adaptação)
    
  Todos nós em determinada época de nossas vidas corremos o risco de encontrar alguém que nos magoe quando tentamos ajudá-la.
  Quando essa circunstância ocorre a nossa tendência natural nos leva a ter vontade de revidar o dano que nos foi imposto e que nos causou mágoas e diversos tipos de prejuízos.
   Todavia, como cristãos, devemos lutar incessantemente contra nossa vontade, buscando obedecer a vontade de Deus.
   Conseguiremos agradar a Deus quando perdoarmos aqueles que nos prejudicam tratando-os com amor e compaixão.
   Não deixe que os outros ou sua própria natureza ditem o seu comportamento.
  Permita que Jesus dirija a sua vida e que o Espírito Santo guie os seus passos para que a luz do nosso Deus brilhe no seu rosto e ilumine as trevas transformando vidas.


    " Ouviste o que foi dito: Amarás o teu próximo e aborrecerás o teu inimigo.
Eu porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei o bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem." (Mateus 5: 43,44)
(Extraído)




  

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O Espírito de Natal (Ilustração)


  Deixa eu ver se o espírito de Natal já está na sua casa. Não, não quero ver a árvore iluminada na sala, nem quero saber quanto você  já gastou em presentes. Quero, sim, sentir no ambiente a mensagem viva do aniversariante deste dezembro mágico: Toda família está unida? O perdão já eliminou aquelas desavenças que ocorrem no calor das nossas vidas?
   Não quero ver a sua despensa cheia, quero saber se você conseguiu doar alguma coisa para quem tem tão pouco, às vezes nada.
   Não exiba os presentes que você já comprou, mesmo com sacrifício; quero ver aí dentro de você a preocupação com aqueles que esperam tão pouco: Uma visita, um telefonema, uma carta, um e-mail...
    Quero ver o espírito de Natal entre os pais que descobrem tempo para os filhos, em amigos que se reencontram e podem parar para conversar, no respeito do celular desligado no teatro, na igreja, na gentileza de quem oferece o banco para os mais idosos, na paciência com os doentes, na mão que apóia o deficiente visual na atravessia das ruas, no ombro amigo que se oferece para quem anda meio triste, perdido.
   Quero ver o espírito de Natal invadindo as ruas, respeitando os animais, a natureza que implora por cuidados tão simples, como não jogar papel no chão, nem o lixo nos rios.
   Não quero ver o Natal nas vitrines enfeitadas, no convite ao consumo, mas no enfeite que a bondade faz no rosto das pessoas generosas.
   Por fim, mostra-me que o espírito do Natal entrou definitivamente na sua vida, através do abraço fraterno, da oração sentida, do prazer de andar sem drogas e sem bebidas, do riso franco, do desejo sincero de ser feliz e, de tão feliz, não resistir ao desejo de fazer outras pessoas também felizes.
   Deixe o Natal invadir sua alma, abrace à sua família e lembre-se do sacrifício de Jesus, e façam uma oração agradecendo por tudo que Ele tem realizado em sua família, oração que vai subir aos céus, e retornar com um presente eterno, duradouro: O suave perfume de Jesus, perfume de paz, amor, harmonia e a eterna esperança de que um dia todos os dias serão como os dias de Natal.
(Autor desconhecido)
(Extraído)
  

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Tu Podes (canção)



 Disse Jesus: "Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê."

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Não Olhe para o Tamanho do Seu Problema, Olhe Para o Tamanho do Seu Deus.


 E não enfraqueceu na fé, nem atentou para o seu próprio corpo amortecido, pois já era de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara. Ele não duvidou da promessa de Deus, deixando-se levar pela incredulidade, mais foi fortificado na fé, dando glória a Deus, estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para cumprir. (Romanos 4.19-21)


Introdução.
  Diante das lutas o "segredo" é olhar para Jesus, ao fazermos isso o milagre acontece.


  Muitas das vezes  diante dos problemas a pessoa costuma olhar para as circunstâncias, humanamente falando isso é natural pois é o que a pessoa está vivenciando, é o que ela está vendo com os seus olhos físicos. Mas essa atitude é danosa e prejudica a nossa fé, pois a fé é "a certeza de coisas que se esperam, e convicção de fatos que não se vêem" (Hebreus 11.1)
 Diante do problema a nossa atitude tem que ser como a de Abraão e a de muitos outros personagens bíblicos, e essa atitude é: "Não olhar para o tamanho do problema e sim olhar para Deus." 
 No texto base desta mensagem fala da fé de Abraão, ele teve a mesma fé narrada em Hebreus 11.1, Abraão não atentou, isto é, não olhou para o tamanho do seu problema, ainda que visivelmente parecesse tudo perdido, parecesse impossível o seu milagre acontecer, porém, Abraão creu Naquele que era poderoso para cumprir a sua promessa. E essa fé, que não vê o que é real, o que é palpável, que vê o invisível e acredita naquilo que se espera, fez com que Abraão recebesse o milagre de Deus; e como sabemos Abraão teve o seu tão esperado filho.
  Um outro exemplo foi o de Davi. Quem não conhece a história de Davi e Golias? Esse jovem menino, corajoso, que tinha muita fé e também não olhava para o tamanho do seu problema, e sim, para o tamanho do seu Deus. Davi enfrentou um gigante de pouco mais de quatro metros de altura, seu capacete de bronze pesava cinquenta e sete kilos, sua lança pesava quase sete kilos, todos os guerreiros de Israel quando o viam,  fugiam de sua presença, mas, Davi não, quando Davi o enfrentou não olhou para o tamanho do seu inimigo ele olhou para Deus, e essa atitude fez com que Davi vencesse um homem experimentado na guerra apenas com uma pedra e uma funda, matando assim, aquele grande inimigo; pois com ele estava o que era maior o Deus Todo-Poderoso.
 É assim que você tem que agir; não olhe para o tamanho do "gigante" que tem se levantado contra você, olhe para Deus pois ele é maior.
  Um outro exemplo foi o do rei Jeosafá. Jeosafá rei de Judá, recebeu uma notícia, que seus inimigos estavam a caminho  de sua terra a fim de destruí-los, Jeosafá como homem temeu o grande exército que vinha contra ele, mas quando ele lembrou do tamanho do seu Deus, entrou na casa do Senhor, e prostrado orou a Deus reconhecendo a sua limitação, dizendo que não sabia o que fazer, mas ele declarou que seus olhos estavam postos Deus. Jeosafá deixou de olhar para o tamanho do exército que vinha contra ele e passou a olhar para o tamanho do seu Deus; com essa atitude Jeosafá e seu exército não tiveram que lutar, nem usar espadas, pois Deus disse: "Nessa batalha não tereis que pelejar, pois essa luta não é vossa, mas, minha;" e assim foi, Deus destruiu todos os inimigos de Jeosafá fazendo-os voltarem-se uns contra os outros, e quando Jeosafá chegou todos os seus inimigos estavam mortos.
   Muitas das vezes ao olharmos para os nossos problemas, ficamos como Jeosafá, com medo e não sabemos o que fazer para vencer o problema, mas quando colocamos os nossos olhos em Deus perdemos todo o medo, pois o verdadeiro amor que é Deus, lança fora todo o medo; e então passamos a crer e ver o impossível acontecer em nossas vidas.
   Quando deixamos de olhar para Jesus perdemos a fé, pois passamos a olhar para as circunstâncias e, quando isso acontece começamos a duvidar, a não acreditar mais que seremos capazes de vencer o problema, aí começamos a afundar e somos vencidos pelos problemas. Com o discípulo Pedro foi assim, quando andou sobre as águas, enquanto ele olhava para Jesus o impossível estava acontecendo, ele estava andando sobre as águas, mas quando ele deixou de olhar para Jesus e começou a olhar para a tempestade e as ondas, teve medo e começou a afundar, naquele momento Pedro clamou por Jesus e o Senhor Jesus o ajudou.
   Talves assim como Pedro você tem olhado para as circunstâncias a sua volta, e você está afundando nos seus problemas, isto é, você está sendo vencido pelo seus problemas e não sabe mais o que fazer; o Espírito Santo te diz hoje: " Não temas! Olhe para Mim! Creia em Mim e você terá a vitória!"  Queridoª, deixe de olhar para o seu problema, olhe para Jesus o autor e consumador de sua fé, o nosso Deus diz: "Olhai para mim, e sereis salvos..." (Isaías 45.22a)
  Queridoª, não importa o tamanho do "gigante, do exército, da tempestade," isto é, o tamanho do seu problema, Deus é maior, olhe para ele, clame por ele e você será salvoª desse problema, e será um vencedor uma vencedora em nome de Jesus.


Frase do dia.
  "Não olhe pro tamanho do "gigante" que tem se levantado contra você, olhe para Deus pois ele é maior."


              "Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!"


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em: 24/10/2011.
Autora: Sandra Moura.









quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Um Coração Arrependido (Vídeo)



       " Pois lhes perdoarei as suas maldades, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados." 
         (Jeremias 31.34.b) 

terça-feira, 22 de novembro de 2011

A Lebre e a Tartaruga (Ilustração)


 A lebre vivia a se gabar que era o mais veloz de todos os animais. Até o dia em que encontrou a tartaruga.
_ Eu tenho certeza de que, se apostarmos uma corrida, serei vencedora - desafiou a tartaruga.
A lebre caiu na gargalhada: Uma corrida? Eu e você? Essa é boa!
_ Por acaso você está com medo de perder? - perguntou a tartaruga.
_ É mais fácil um leão cacarejar do que eu perder uma corrida para você - respondeu a lebre.
  No dia seguinte a raposa foi escolhida para ser a juíza da prova. Bastou dar o sinal da largada para a lebre disparar na frente a toda velocidade.
A tartaruga não se abalou continuou na disputa. A lebre estava tão certa da vitória que resolveu tirar uma soneca.
"Se aquela molenga passar a minha frente, é só correr um pouco que eu ultrapasso" _ pensou.
A lebre dormiu tanto que não percebeu quando a tartaruga, em sua marcha vagarosa e constante, passou.  Quando acordou, continuou a correr com ares de vencedora. Mas, para sua surpresa, a tartaruga, que não descansara um só minuto, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar.
  Desse dia em diante, a lebre tornou-se o alvo das chacotas da floresta.
  Quando dizia que era o animal mais veloz, todos lembravam-na de certa tartaruga...


    Imagine que a lebre desta fábula representa obstáculos colocados pelo diabo ao longo do nosso caminho, a fim de nos impedir de enfrentarmos os desafios.
       Como deveríamos reagir diante de tais circunstâncias?
 "Olhando para Jesus, o autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou a destra de Deus." (Hebreus 12.2)
    Alguns desafios, aparentemente, são impossíveis de serem vencidos. Então, porque continuar perseverando e acreditando na vitória? Porque...
  "Se tu podes crer; Tudo é possível ao que crê."  (Marcos 9.23 b)
(Extraído)

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Não Desista de Sua Bênção


Então o homem disse: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Porém Jacó respondeu: Não te deixarei ir, se não me abençoares. (Gênises 32.26)




Introdução.
O segredo para se alcançar a vitória é lutar em oração sem jamais desanimar ou desistir.


  O texto base desta mensagem fala de uma história muito conhecida no meio cristão, tratasse da história de Jacó. Jacó estava vivendo numa terra distante de sua terra natal, pois havia fugido da terra em que nascera por causa do ódio de seu irmão Esaú, que queria matá-lo porque Jacó recebera a bênção da primogenitura em seu lugar. Um dia o Senhor Deus disse para Jacó voltar para sua terra, e Jacó prontamente obedeceu, mas ficou com medo de como seria recebido por seu irmão, e ele mandou seus servos na sua frente com presentes afim de aplacar a ira de seu irmão; porém, Jacó não se sentia seguro só com os presentes, ele precisava da ajuda de Deus para aquela causa e, Jacó lutou a noite toda em oração e não parou enquanto não recebeu a resposta de Deus, e de tanto insistir Jacó conseguiu a sua bênção, ele foi recebido por seu irmão com muito amor.
  Essa deve ser a atitude da pessoa frente a um problema, a perseverança, a persistência na oração. Muitas pessoas desanimam e desistem no meio do caminho, pois acham que não vão conseguir, que Deus não está ouvindo suas orações, que está demorando a sua vitória; desistir não é a solução, muito pelo contrário, quem desiste não alcança a vitória. O segredo do sucesso, da vitória é perseverar até o fim; a Palavra de Deus diz que aquele que perseverar até o fim será salvo; esse texto fala da salvação eterna, mas também pode ser interpretado, isto é, entendido, de que Deus também fala da salvação, isto é, da libertação, do livramento de seus problemas.
  Um outro exemplo de perseverança e persistência na oração foi o de Sunamita. Sunamita era uma mulher de boa situação financeira, seu esposo já era velho e, ela não tinha filhos; um dia Sunamita vendo o profeta Elizeu passar em frente a sua casa, disse para seu esposo: "Vejo que este homem que passa é santo homem de Deus, façamos um quarto, coloquemos uma cama, uma mesa e uma cadeira para quando ele passar por aqui possa se recolher nele, e assim foi. Elizeu agradecido pelo gesto daquela mulher em acolher a ele e seu ajudante, quis recompensá-la de alguma forma, e perguntou do que ela precisava, e ela disse que não precisava de nada; porém, Elizeu perguntou  para o seu ajudante: "O que ei de fazer por ela?" E Geasi disse que ela não tinha filhos, então Elizeu chamou a Sunamita e disse que no tempo determinado ela teria um filho, e Sunamita disse:" Oh! senhor meu não enganes a tua serva;" e assim foi, no tempo determinado Sunamita teve um filho. 
  Certo dia sendo seu filho já crescido, quando estava no campo junto com seu pai sentiu uma forte dor de cabeça e, seu pai mandou levar o menino para sua mãe, Sunamita fez de tudo para sanar aquela dor, porém, sem sucesso algum e, o menino veio a morrer. Sunamita colocou o menino no quarto do profeta e foi ao seu encontro, chegando lá ela lançou-se aos pés do profeta em prantos e disse: "Te pedi algum filho? Eu não te disse que não me enganasse? E, Elizeu mandou o seu ajudante até  a sua casa, porém Sunamita disse: "Tão certo como vive o Senhor teu Deus e vive tua alma que não te deixarei." Em outras palavras Sunamita estava dizendo: "Eu não saio daqui, eu não te largo enquanto não fores comigo;"  e Elizeu foi com ela, orou a Deus pelo menino e Deus tornou a dar a vida ao menino, e Sunamita teve seu filho em seus braços novamente. Sunamita venceu porque não desistiu de sua bênção; e é assim que temos que agir, não podemos desistir daquilo que Deus nos deu, daquilo que queremos alcançar.
  Em Lucas 18:1-8, Jesus fala do dever de orar sempre sem jamais esmorecer, isto é, sem jamais desanimar ou desistir, pois é na insistência, na perseverança que alcançamos a vitória. E Jesus conta nesse texto a parábola do Juiz iníquo e da viúva; de tanto essa viúva bater na porta do juiz pedindo que ele julgasse a sua causa, aquele juiz acabou atendendo sua petição lhe fazendo justiça para que ela parasse de importuná-lo. E Jesus diz: " Se aquele juiz sendo mau fez justiça aquela viúva por causa de sua insistência(ênfase minha), Não fará Deus justiça a seus escolhidos que o clamam de dia e de noite, ainda que os faça esperar? Digo que depressa lhes fará justiça..."
   Queridos o Espírito Santo diz através dessa mensagem: "Não desista de lutar! Não desanime, persevere, insista, não desista daquilo que o Senhor te deu, daquilo que você deseja alcançar, ore, clame até receber a sua vitória; agindo assim com certeza você será vitorioso, vitoriosa em nome de Jesus.


      " Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!"


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em: 27/10/2011.
Autora: Sandra Moura.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O Abraço Restaurador (Ilustração)

   
Dois gêmeos, uma menina e um menino tinham apenas alguns dias de idade. A menina nascera com grave problema no coração e julgava-se que ela não iria sobreviver. Alguns dias se passaram e a saúde da bebê continuava a se deteriorar, ela estava quase morrendo.
  Uma enfermeira perguntou se poderia ir contra a política do hospital e colocar os bebês na mesma incubadora em vez de incubadoras individuais. Foi muito difícil, mas finalmente o médico permitiu que os gêmeos fossem colocados lado a lado na mesma incubadora, exatamente como tinham estado no útero da mãe. De algum modo, o bebê saudável deu um jeito de colocar o braço em volta da irmã doente. Pouco tempo depois, sem nenhuma razão aparente, o coração da menina começou a se estabilizar e a ficar curado. A pressão sanguínea ficou normal e a temperatura do corpo também. Pouco a pouco ela foi melhorando, e hoje são duas crianças saudáveis.
  Um jornal ouviu falar da história e fotografou os gêmeos quando estavam abraçados na incubadora. A foto foi publicada com a legenda: "O Abraço Restaurador."
   Meu irmão, assim como o abraço do Bebê, o seu abraço também é importante. Alguém precisa sentir o seu contato. Deus quer se valer de você para levar esperança, cura, amor e vitória para as pessoas aonde quer que você vá. Se você ousar desviar os pensamentos dos seus problemas, afastar a atenção das suas necessidades e, em vez disso, procurar ser uma bênção para os outros, Deus fará mais do que jamais poderia pedir ou imaginar.
   A escritura diz o seguinte: "Ainda que eu falasse a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine." (I Coríntios 13.1)
É fácil criticar e condenar, chamar a atenção para os defeitos e fracassos dos outros. Mas Deus deseja que fortaleçamos as pessoas, que sejamos uma bênção, que pronunciemos palavras de fé e vitórias nas suas vidas.
   Dar é um principio espiritual. O que você der lhe será devolvido. Se for generosoª com as pessoas nas épocas de necessidades delas, Deus tomará providências para que os outros sejam generosos com você quando precisar. Não é interessante? O que você fizer acontecer com os outros, Deus fará acontecer com você.
                                            (Autor Desconhecido)
(Extraído)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

O Falcão, O Morcego e o Zangão (Ilustração)





 "Dizem que se colocarmos um falcão em um cercado de um metro quadrado, inteiramente aberto em cima, o pássaro apesar de sua habilidade para o voo, será um prisioneiro. A razão, é que um falcão sempre começa seu voo com uma pequena corrida em terra. Sem espaço para correr, nem mesmo tentará voar e permanecerá um prisioneiro pelo resto da vida, nessa pequena cadeia sem teto.
  Dizem também que o morcego, criatura notavelmente ágil no ar, não pode sair de um lugar nivelado. Se for colocado em piso plano, tudo que ele conseguirá fazer é andar de forma confusa, dolorosa, procurando alguma ligeira elevação de onde possa se lançar.
  Dizem ainda que um zangão, se cair em pote aberto, ficará lá até morrer ou ser removido. Ele não vê a saída no alto, por isso, persiste em tentar sair pelos lados, próximo ao fundo. Procurará uma maneira de sair onde não existe nenhuma, até que se destrua completamente, de tanto se atirar contra o fundo do vidro."

                                          (Citado pela jornalista Deyse Melo)


Os bichos citados possuem motivo para agir conforme agem porque seguem a sua natureza, fazendo aquilo que seu instinto lhes possibilita fazer; porém, nós, seres humanos, em especial, aqueles que conhecem Deus, temos a obrigação de crer que quando o natural não é possível o sobrenatural de Deus pode acontecer.


"Ora a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos." (Hebreus 11.1)
(Extraído)






quarta-feira, 12 de outubro de 2011

A Verdadeira Felicidade


Vendo Jesus as multidões, subiu a um monte e assentou-se. Aproximaram-se dele os seus discípulos, e ele começou a ensiná-los, dizendo:
Bem- aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.
Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque eles serão fartos.
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericôrdia.
Bem-aventurados os puros de coração, porque eles verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus.
Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
Regozijai-vos e alegrai-vos, porque grande é o vosso galardão nos céus, pois assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós. (Mateus 5.1-12)


Introdução.
Nesta mensagem o Espírito Santo vai nos falar que a verdadeira felicidade está em ter Jesus e ser como Jesus. 


Definição.
Bem-aventurados = "Felizes ou alegres"


  Caroª leitorª, tenho observado ao ler a palavra de Deus que o homem desde a antiguidade tem buscado o seu bem estar financeiro, isto é, tem procurado sua ascensão financeira. E em busca das riquezas muitos até agiram de má fé, enganando o seu próximo para se dar bem, como foi o caso de Labão sogro de Jacó, que por dez vezes mudou o salário de Jacó, o enganou quando entregou sua filha Lia no lugar de sua outra filha Raquel e, Jacó teve que trabalhar por mais sete anos; por amor a Raquel Jacó trabalhou por quatorze anos para seu sogro sem receber salário.
  Não é errado o homem trabalhar e querer o melhor desta terra, é vontade de Deus que o homem trabalhe, goze do fruto do seu trabalho e tenha o melhor desta terra. Mas infelizmente a grande maioria da humanidade tem buscado nas riquezas a sua felicidade.
  Muitos têm lutado a todo custo para possuir riquezas, mesmo que para isso tenham que matar, roubar, enganar... até filhos têm matado seus próprios pais para tomarem posse de seus bens. A palavra de Deus diz; "Mas o que querem ficar ricos, caem em tentação e em laços e muitas concupiscências loucas e nocivas, as quais submergem os homens na ruína e perdição."(I Timóteo 6.9).
 Vê se não é isso que acontece com as pessoa que agem assim, elas estão em ruína, por causa de suas atitudes loucas e nocivas em busca do dinheiro, muitas estão presas e outras já estão mortas. Mas Jesus fala da verdadeira felicidade, dizendo: "Feliz é  aquele que é humilde de coração, aquele que reconhece a sua condição de pecador, que reconhece que não é nada sem Jesus, que não é soberbo, orgulhoso porque dele é o reino dos céus."
  "Feliz é aquele que tem Jesus em sua vida, porque nos momentos de angústia, de dor e de aflição será consolado. "Feliz é aquele que tem um coração brando, amável, que trata as pessoas com amor e carinho, aqueles que assim como Jesus, são mansos e humildes de coração, porque eles herdarão a terra; os mansos herdarão a terra prometida que é o céu."
  "Felizes são aqueles que tem fome e sede de Justiça isto é, tem fome e sede de Deus, porque eles serão saciados, felizes são aqueles que desejam que Deus julgue as suas causas, porque eles alcançarão justiça."
  "Felizes são aqueles que tem bondade em seu coração, que fazem o bem para o seu próximo, que sofrem por causa da dor do seu próximo, isto é, os misericordiosos, porque eles alcançarão misericôrdia."
 "Felizes são aqueles que tem um coração limpo, sem iniquidade, porque eles verão a Deus. O Senhor Deus diz: "Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma a vaidade, nem jura enganosamente. Este estará no seu lugar santo."( Salmos 24.3,4)
  "Felizes são aqueles que promovem a paz entre seus irmão e as demais pessoas e, a onde há guerra, inimizade eles trazem a tranquilidade e a reconciliação, estes são os pacificadores e eles serão chamados filhos de Deus, porque as características de Deus são vista neles."
 "Felizes são aqueles que sofrem, que são perseguidos e muitas das vezes até tratados com violência por causa de sua fé em Jesus, porque deles é o reino dos céus. O Senhor Jesus diz: Regozijai-vos e alegrai-vos, porque grande é o vosso galardão nos céus, pois assim perseguiram os profetas que foram antes de vós."
  Caroª leitorª, que venhamos buscar a verdadeira felicidade que é o Senhor Jesus, porque a felicidade não está nas riquezas, nos bens materiais, mas, em Jesus. Que venhamos buscar os frutos do Espírito, que são as características de Deus, para que venhamos ser como Jesus, para que venhamos alcançar o bem maior que é a salvação de nossas almas.


" Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus"


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:19/07/2006.
Autora:Sandra Moura.


  



segunda-feira, 10 de outubro de 2011

O Homem Feliz (Ilustração)



Certa vez, um rei adoeceu gravemente e nenhum tratamento surtia efeito. Estavam quase perdendo a esperança quando a velha criada falou: "Sei de uma forma de salvar o rei. Se vocês puderem encontrar um homem feliz, tirai-lhe a camisa e vesti-la no rei, e ele se recuperará."
  Ao ouvir tal afirmativa, o rei enviou seus mensageiros a todos os cantos do reino a procura de um homem feliz. Todavia, por mais que procurassem não encontravam sequer um homem  satisfeito com a vida. Todos tinham uma queixa a fazer: "Aquele alfaiate estúpido fez as calças muito curtas;" "A situação financeira está péssima."
  Se um homem era rico não tinha o bastante; se não era rico, a culpa era de alguém.
  Enfim, naquele reino todos reclamavam de alguma coisa ou de alguém.
  O rei já estava desistindo da busca quando, seu filho, passando perto de uma cabana, seu filho ouviu alguém lá dentro dizer: "Obrigado, Senhor! Concluí meu trabalho diário e ajudei meu semelhante."
  O príncipe exultou de felicidade por ter encontrado um homem feliz. Então, retornou ao palácio e mandou que seus vassalos fossem até a cabana comprar a camisa desse homem feliz e lhe pagassem a quantia que ele pedisse.
  Mas quando os mensageiros do rei entraram na cabana para comprar a camisa descobriram que o homem era tão pobre que se quer possuía uma camisa.


"Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco." ( I Tessalonicenses 5.18)
 "Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome do nosso Senhor Jesus Cristo." ( Efésios 5.20)
  "Dizendo: Graças te damos, Senhor, Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, e que há de vir, que tomaste o teu grande poder e reinastes." ( Apocalípse 11.17)
(Extraído)

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Estamos Preparados Para a Vinda de Jesus?

  
E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações.
 Então virá o fim.(Mateus 24.14)
 Portanto vigiai, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir.(Mateus 25.13)




Introdução.
Os sinais nos mostram que Jesus está mais próximo de voltar do que imaginamos. Temos nos preparado para esse grande dia?




  Caroª leitorª, no texto de Mateus 24, o Senhor Jesus nos fala dos acontecimentos que antecedem a sua vinda. Temos visto que os acontecimentos que Jesus profetizou estão acontecendo e cada vez mais piores do que no passado, a vista de tudo isso, a pergunta é: "Estamos preparados para esse grande acontecimento? Temos sido fiéis a Cristo e as demais pessoas?" Porque nos versículos 45 e 46 de Mateus 24, diz que o servo fiel e prudente será recompensado, isto é, será galardoado com a salvação eterna.
  No texto de Mateus 25 1-13, fala de dois tipos de pessoas as prudentes e as insensatas. Este  texto fala da parábola das dez virgens, cinco prudentes e cinco insensatas, as prudentes foram para as bodas e além do azeite que elas tinham em suas lamparinas elas levaram azeite de reserva, caso o noivo demorasse elas não ficariam no escuro e não perderiam o casamento. Diz um ditado popular que uma mulher prevenida vale por dez, uma pessoa precavida nunca fica na mão, ela não perde porque ela pensa no futuro, ela não vive somente o agora e, esta parábola nos mostra isso, mostra que as prudentes por terem azeite de reserva quando a luz estava se apagando colocaram o azeite que tinham  e não ficaram no escuro e nem perderam as bodas.
  As cinco virgens insensatas não levaram consigo azeite de reserva e correram o risco de ficar no escuro e de fora do casamento e foi o que aconteceu, enquanto foram procurar a onde comprar o azeite, veio o noivo e elas perderam o casamento. Diante desse fato, a pergunta é: "Temos enchido a nossa lamparina, isso é, a nossa alma do azeite(Espírito) de Deus? Temos nos enchido a cada dia para que  a nossa luz, isso é, a luz de Jesus não se apague em nossas vidas?"  Pois sem o "azeite" de Deus a nossa lamparina se apaga, ou seja, a nossa vida espiritual se apaga.
  O Espírito Santo é o combustível para nosso corpo, alma e espírito. As lamparinas das virgens insensatas estavam se apagando e elas pediram um pouco de azeite as suas companheiras, mas elas não poderam dar. A busca do Espírito de Deus é individual, não adianta a sua mãe, seu pai, seu cônjuge... buscar por você, é você que tem que buscar por si mesmo.
  A palavra de Deus diz que temos que buscar à Deus enquanto se pode achar, e invocá-lo enquanto está perto(Isaías 55.6), pois haverá um dia que isso não poderá acontecer, pois o Espírito Santo será tirado da Terra. Enquanto há tempo busquemos o Espírito de Deus, pois Ele está aqui Terra enquanto a Igreja está, todavia quando ela for tirada da Terra, Ele também será tirado; ai poderá ser tarde demais, correr atrás do "azeite" de Deus não vai adiantar, pois a pessoa perdeu a sua chance.  
  Nos versículos 36-44 de Mateus 24, Jesus fala da vigilância. Ele diz que daquele dia e hora  ninguém sabe, Ele exorta à vigiar-mos, e a pergunta é: " Estamos vigiando? Estamos alertas? Estamos de olho nos acontecimentos? Estamos de olho em nossas atitudes, o que estamos fazendo de certo ou de errado? Ou estamos tão preocupados e ocupados com a nossa vida aqui na terra, com as coisa desta terra que não temos nem tempo de nos encher do Espírito de Deus, de buscar as coisas que vem de Deus?"
  Vigiemos! Pois Jesus pode vir a qualquer momento, e quando perceber-mos será tarde demais. Muitas pessoas já não acreditam mais que Jesus voltará e outras dizem que falta muito tempo para isso acontecer,  mas essas pessoas se esquecem que Jesus pode voltar para elas através da morte, se elas morrerem, o fim delas será o céu ou o inferno tudo dependerá da escolha e das atitudes tomadas aqui na terra.
  Caroª leitorª, O Espírito Santo de Deus nos alerta a estarmos atentos, a nos enchermos de sua presença a cada dia para que tenhamos condições e forças para nos manter fiéis a Deus, resistindo a tudo aquilo que nos separa de Deus e nos leva a perder a salvação. Que venhamos nos preparar a cada dia através da nossa santificação, da nossa comunhão com Deus e da nossa vigilância  para que esse grande dia não nos pegue de surpresa, e que nesse dia venhamos ouvir o Senhor Jesus chamar pelo nosso nome, dizendo: "Vinde benditos de meu Pai. Possui por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo." ( Mateus 25.34)


     Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em: 06/09/2011.
Autora: Sandra Moura.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

O Propósito da Oração

   
Deus, por seu incrível amor, deseja relacionar-se conosco. Ele quer que conversemos com ele, que lhe contemos aquilo com que nos importamos e que peçamos a ele o que desejamos.
Ele se satisfaz em responder nossas orações e transformar nossa situação. Ele nos ama, e seu amor transcende todos os limites.
Ele nos dá poder através da oração. Podemos mover montanhas quando nos submetemos ao Senhor. E.M Bounds (1835-1913) escreveu sobre os benefícios da oração para o indivíduo e para o mundo.

      Quanto mais oração  houver no mundo, melhor ele será. A oração, em uma de suas fases, é um "desinfetante" e um preventivo. Ela purifica o ar; destrói o contágio do mal. A oração não é algo irregular e de curta duração. Não é uma voz que clama no silêncio sem ser ouvida. É uma voz que chega aos ouvidos de Deus e perdura o tempo que os ouvidos dele estiverem abertos a um clamor santo; enquanto o coração de Deus estiver acessível as coisas santas.

Os cristãos mais memoráveis são aqueles que fizeram as melhores e mais  numerosas orações. São os heróis, os santos, os servos e os comandantes do exército de Deus. Uma pessoa é capaz de orar melhor por causa das orações que já fez; uma pessoa pode viver de uma maneira mais santa por causa das orações que já declarou; uma pessoa que faz muitas orações presta um serviço maior e mais verdadeiro à geração seguinte.

As orações dos santos de Deus fortalecem a geração que há de vir contra as ondas desoladoras do pecado e do mal. Ai da geração que não encher seu incensário com o rico perfume da oração, e cujos genitores tenham estado ocupados demais ou não tenham crido o suficiente para orar! Perigos inexprimíveis e conseqüências impensáveis serão sua triste herança. Bem-aventurados aqueles cujos os pais lhes deixaram um rico patrimônio de oração.
                                                                       E. M  Bounds


Supor que Deus e os seres humanos se comunicam... e que, por causa dessa troca, Deus faz algo que não havia planejado previamente, ou  que evita realizar algo que pretendia fazer, não vai contra a dignidade do Senhor, se for algo que ele próprio escolheu.
                                                                         Dallas Willard

(Extraído do livro: Água da Rocha.vol.1) 
 

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Uma História de Superação

  
"Nestor de Almeida, nascido no Paraná no ano de 1956, tem uma história cheia de obstáculos".
Mas ele é a prova viva de que é possível superar dificuldades e, hoje, ganha dinheiro contando sua trajetória em palestras.
  Nestor foi abandonado pelo pai, perdeu a mãe aos oito anos e foi viver na rua. Chegava a passar quatro dias sem comer e até quinze dias sem tomar banho.
  'Era muito tímido e tinha vergonha de pedir comida' -Lembra ele, que acabou abrigado por uma família, e por vinte dias teve água e comida, até ser vendido para outra família, para quem ficou trabalhando por um tempo, até voltar para as ruas.
  'Nas épocas de muito frio, fazia um buraco no chão e me enterrava com jornal.'
   Entre idas e vindas, foram quatro anos como morador de rua. Aos doze anos, passando em frente uma fazenda, foi  pedir um copo d' água e perguntaram se ele queria trabalhar lá.
   'Fiquei lá com mais oitenta peões. Um deles, inclusive, foi meu mestre que me ensinou a ler e a escrever.
    Como ele não tinha dinheiro pra comprar cadernos e materiais escolares, usava o chão como papel e um pedaço de madeira como caneta.
    'Em seis meses ele me ensinou tudo que sabia e disse: 'Você precisa seguir estudando. Só vai mudar de  vida se mudar seus conhecimentos.'
    E foi o que Nestor fez. Entrou no ginásio e andava sete quilômetros para chegar à escola. Aos dezoito anos, se mudou para Limeira, em São Paulo, onde enfrentou muitas dificuldades. Vivia num quartinho apertado e só tinha dinheiro para comer macarrão com ovo cozido.
   Depois de bater muitas portas, Nestor foi contratado como segurança terceirizado em Campinas. Foi quando a situação começou a se modificar.
   'O supervisor viu todo o meu esforço e me deu um emprego no banco como funcionário administrativo e fui crescendo lá dentro. Aposentei-me em 2008 como superintendente.'
    Em todos esses anos, o paranaense não só terminou o colégio, como se formou em duas faculdades: Administração e Publicidade. Aposentado, começou a motivar pessoas com palestras, dando sua história como exemplo. Nos últimos três anos, fez em média 250 apresentações, pelas quais cobra R$ 2.500. Também escreveu um livro: 'De Menino de Rua a Executivo', em que conta a sua história.


" Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." (Hebreus 12.2)
(Extraído)







quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A Vontade de Deus


Quando Cristo veio ao mundo disse: "Sacrifício e oferta não quiseste, mas um corpo me preparaste...
   Vim para fazer a tua vontade, ó Deus.(Hebreus 10.5,7)



  Qual é a vontade de Deus? Um sábio disse certa vez: "Existem muitas coisas boas para fazer, mas façamos as poucas coisas que o Senhor nos manda". Morrer para o ego, pensar detidamente a respeito dos princípios de Deus e da vida de Cristo, participar da Santa Ceia e realizar atos de caridade realmente são atitudes que agradam ao Senhor, mas apenas quando estamos vivendo de acordo com sua vontade. 
  Quando elas não combinam com a vontade de Deus, além de o Senhor não ter prazer no que fazemos, rejeitará nossos atos completamente.
  O profeta Samuel disse ao rei Saul: " A caso tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto ao que se obedeça à sua palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros" (1 Samuel 15.22). Aquele que segue a própria vontade independente da  de Deus é culpado de um tipo de idolatria. Em vez de adorar a vontade de Deus, a pessoa, de uma certa maneira adora a sua própria.
  A maior glória que podemos conceder a Deus é ouvir e cumprir sua vontade em todas as coisas. Nosso Redentor veio a esta terra para glorificar o Pai celeste e ensinar-nos, pelo seu exemplo, a fazermos o mesmo.
                                                                                                                    Alfonso di Ligouri (1696-1787)
(Extraído do livro: "Águas da Rocha." vol 1)
      

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O que Tens Priorizado?


Mas buscai primeiramente o Reino de Deus e sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.
(Mateus 6.33)


Introdução.
  Desde a antiguidade as pessoas têm se preocupado com suas vidas quanto aos bens materiais, e na modernidade essa preocupação tem sido ainda maior, porque os valores se inverteram, pois o homem vale pelo que tem e não pelo que é. E na correria em obter, o homem tem deixado de lado o que é mais importante: "A busca do Reino de Deus."


 O que vem a ser a busca do Reino de Deus? Essa busca pode ser definida e /ou interpretada de várias formas, pode ser:"A busca da salvação em Jesus Cristo e seu senhorio, isto é, deixar Deus ser o Senhor e Controlador de sua vida."  "A busca da comunhão com Deus a cada dia através da oração e da Palavra de Deus para que assim possa santificar-se, para um dia entrar pelas portas do Reino de Deus, que é o céu a onde Jesus reina..."
 O tema dessa mensagem é: "O que tens priorizado?"  Esse tema sugere uma auto-análise, pois muitas pessoas têm colocado em primeiro lugar a busca pelos valores materiais, têm priorizado a fama, o dinheiro, etc. E a salvação? Essas pessoas nem pensam nisso; pelo fato da sociedade valorizar o homem mais pelo que  tem e não pelo que é, essas pessoa estão numa corrida desenfreada pela busca do status social.
  Muitos cristãos também estão se deixando levar por essa busca, e na corrida em obter, eles têm deixado de buscar o mais importante, o Reino de Deus, a sua comunhão com Deus; a prioridade de muitos desses cristãos tem sido a busca pelos valores materiais. É claro que temos que trabalhar, estudar e correr atrás do que é melhor para nós, mas não podemos deixar que a busca pelos bens materiais tome o primeiro lugar( que é o lugar de Deus) em nossas vidas.
  E muitos crentes têm deixado em segundo ou até em último plano a busca do Reino de Deus. O Senhor Jesus diz se buscarmos primeiro o Reino de Deus todas essas coisas nos serão acrescentadas, pois Deus nosso Pai sabe que necessitamos delas.
  Muitas pessoas têm priorizado os entes-queridos em detrimento ao Reino de Deus, elas têm colocado em primeiro lugar os filhos, os cônjuges...muitos têm trocado o Reino de Deus por seus entes-queridos; Jesus diz em sua Palavra: "Aquele que amar pai, mãe...mais do que a mim não é digno de mim."(Mat.10.37) Jesus não está dizendo que não devemos amá-los, mas sim, que não devemos amá-los mais do que a Ele; pois Ele nos amou mais do que sua própria vida, Ele nos priorizou, Ele deixou a sua glória, o seu estado de Rei e Senhor para se tornar homem e veio habitar na terra, foi humilhado, caluniado, perseguido, maltratado, cuspido, moído pelas chibatadas e crucificado pelos nossos pecados, tudo isso por amor a nós, para que fosse-mos reconciliados com o Pai; por isso Ele diz: "Se você amar alguém ou qualquer coisa mais do que a mim, tu não é digno de mim." E infelizmente muitas pessoas até mesmo cristãs têm trocado a Jesus, o Reino de Deus por alguém.
  Há muitas pessoas que têm vindo até a Jesus não pela busca do seu Reino, mas pelas bênçãos. Elas têm buscado a bênção e não o abençoador, certo dia o Senhor Jesus disse para as pessoas que o seguiam:" Vós me buscais não pelos milagres, mas pelo pão..."(João 6.26) aquelas pessoas não queriam buscar Aquele que operava o milagre, mas estavam atrás das bênçãos que Ele tinha para oferecer, e infelizmente hoje em dia não tem sido diferente. 
  O Senhor nosso Deus e Salvador Jesus Cristo em sua onisciência exorta aos seus filhos que não fiquem ansiosos pelas vossas vidas, quanto às suas necessidades, que não dê o lugar     Dele em seus corações a outras coisas ou alguém, Ele alerta a todos que em breve virá, e só levará aqueles que O priorizaram e que se prepararam para sua vinda.
 Caroª leitorª, se você tem priorizado outras coisas ou alguém e tem deixado a busca  do Reino de Deus em segundo ou em último plano, arrependa-se e volte ao primeiro amor, pois todos o bens dessa terra, a fama, o status social...vai perecer, se você morrer vai ficar tudo por ai, o Reino de Deus é o nosso bem maior e nunca perecerá. Pense nisso!


Frase do Dia.
 "O Reino de Deus é o nosso bem maior e nunca perecerá".


     "Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!"


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:29/08/2011.
Autora: Sandra Moura.


 





quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Deus (Ilustração)

 
Alguma vez sentiste o desejo de fazer alguma coisa agradável por alguém a quem tens carinho?
Era Deus que te falava através do Espírito Santo.
Alguma vez sentiste tristeza e solidão, embora parecesse que alguém estava ao teu lado?
Era Deus que te acolhia através de Jesus Cristo.
Alguma vez ao pensares em alguém que te é querido e não vias há muito tempo, aconteceu que de repente encontraste essa pessoa?
Era Deus, porque o acaso não existe.
Alguma vez recebeste algo maravilhoso que nem tinhas pedido?
Foi Deus, que conhece bem os segredos do teu coração.
Alguma vez estiveste numa situação muito problemática sem teres a menor ideia de como resolver e de repente a solução aparece?
É Deus que toma nossos problemas em suas mãos.
Alguma vez sentiste uma imensa tristeza na alma e de repente é como se um bálsamo fosse derramado e uma paz inexplicável invade teu ser?
É Deus que te consola com um abraço e te dá esperança.
Alguma vez te sentiste tão cansado da vida, a ponto de querer morrer, e de repente, um dia, sentes que tens força suficiente para continuar?
É Deus que te carrega nos braços e te dá descanso.
Tudo é melhor quando... é Deus quem está a frente de tudo.


   "Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus..." (Salmo 46.10)
(Extraído)

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Volta Pra Casa!


Jesus continuou: Certo homem tinha dois filhos. O mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E o pai repartiu os bens entre os dois.
Poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente.


Introdução.
Nesta mensagem de hoje, o Espírito Santo vai nos mostrar que, quando a pessoa se afasta de Deus ela trás para si grandes sofrimentos. Ele mostrará também que Deus nosso Pai sente grande alegria quando seu filho retorna para Ele.


  Caroª leitorª, ao ler esta parábola fico imaginando os pensamentos que passava na mente daquele jovem, certamente ele pensava: "Já estou cansado de receber ordens de meu pai, não posso fazer o que quero, quero viver a minha vida e ser independente." Talves ele tinha planos de nunca mais voltar para as dependências do pai, pois pediu ao pai a sua parte da herança.
  O pai, certamente muito triste, não podia obrigá-lo a ficar, pois ele já era um homem feito e, concedeu o que ele pediu pois estava no seu direito, permitindo assim sua partida. E aquele jovem foi viver a vida da maneira que queria, no início era tudo uma maravilha, cheio de dinheiro, conseguiu muitos "amigos", muitas mulheres, fazia muitas festas,etc.
  Até, que todo o dinheiro acabou, e aqueles que se diziam seus amigos foram se afastando um após um, e não restou nem um amigo se quer, aquele jovem se viu só, longe de sua casa paterna, sem ninguém que lhe estendesse a mão. Até que houve naquela terra uma grande fome, e a sua miséria era tanta, que começou a pedir trabalho, mas o único trabalho que conseguiu foi o de levar os porcos  para o pasto, e vendo os porcos se alimentarem,  tamanha era a sua fome, que desejou comer da comida dos porcos mas ninguém lhe dava nada.
  Um dia, ele se lembrou: "Os servos de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome", ele se arrependeu amargamente por ter se afastado de seu pai e estava disposto a se humilhar diante dele pedindo-lhe o seu perdão e, que o aceitasse de volta mesmo que fosse como um empregado. 
  E voltando ele para sua casa, seu pai o avistou de longe, e sentiu uma profunda compaixão ao ver o estado de seu filho, certamente magro,descalço e com suas vestes rasgadas, e correu até a ele, o abraçou e o beijou, e aquele jovem ajoelhando-se ante seu pai disse: "Pai, pequei contra o céu, e perante ti, já não sou digno de ser chamado seu filho."  Imediatamente o seu pai mandou o seu servo pegar a melhor roupa e vesti-lo, colocou um anel em seu dedo e sandálias em seus pés, e aquele jovem foi restituído de todos os seus direitos, o direito de filho e senhor daquela casa; e seu pai mandou preparar uma grande festa e convidou todos o seu amigos porque grande era a sua alegria por ter seu filho de volta.
  Tal qual essa história, é nos dias atuais, muitos jovens agem da mesma forma, e muitos se dão mal. Mas, quero comparar essa história com a vida dos filhos de Deus que deixam a casa do Pai celestial e vão para o mundo achando que vão ser felizes, que vão se dar bem, que vão ser livres; no início, tal qual essa história tudo são flores, o diabo engana essas pessoas direitinho, depois ele começa a escravizá-las, e essas pessoas de príncipes e princesas do Senhor passam a ser escravos e escravas de Satanás.
  Talves caroª leitorª, você se afastou de Jesus pensando que ia ser feliz no mundo, pois lá você poderia fazer o que quisesse, enfim, estaria livre para viver sua vida, no início foi até bom mas depois....; pois o diabo faz assim, ele vai dando corda, ele deixa a pessoa a vontade e faz ela sentir uma sensação de bem-estar, e à faz pensar que ela não precisa de Deus para viver. Mas logo depois ele começa destruir e escravizar a pessoa, e o sofrimento dessa pessoa é grande, e a pessoa começa a perceber que era feliz e não sabia; talves isso aconteceu com você caroª leitorª, porém o Senhor Jesus te diz hoje: "Volta Pra Casa, Eu te amo e te quero de volta!"  O nosso Pai celestial está de braços abertos para te abraçar, te perdoar e tornar a lhe dar a alegria da salvação, e se assim você fizer Ele te receberá e haverá uma grande festa no céu.
   Talves caroª leitorª, você tem pensado em deixar a casa de seu Pai e Senhor Jesus, todavia o Espírito Santo te alerta hoje: "Não dê ouvidos ao diabo, ele está te enganando!, e a intenção dele é te levar para o inferno."
  O Senhor Jesus diz: O ladrão vem para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida e vida com abundância." (João 10.10)
Ele disse também: Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.(João 8.32)
O mundo e seus prazeres escraviza o homem, e sua "alegria" é passageira, a verdadeira felicidade e liberdade está em Jesus Cristo nosso Senhor. Pense nisso!  


Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:14/09/2006.
Revisada em: 17/08/2011.
Autora: Sandra Moura.



 

terça-feira, 16 de agosto de 2011

A Paz Perfeita (Ilustração)


 Houve um rei que ofereceu um grande prêmio ao artista que fosse capaz de captar, numa pintura, a paz perfeita. Então, muitos artistas tentaram.
O rei observou e admirou todas as pinturas, mas ele gostou de duas: A primeira era um lago muito tranquilo. Este lago era um espelho perfeito onde se refletiam umas plácidas montanhas que o rodeavam. Sobre elas encontrava-se um céu muito azul com tênues nuvens brancas. Todos que olharam para essa pintura pensaram que ela refletia a paz perfeita.
  A segunda pintura também tinha montanhas, mas estas eram escabrosas e estavam despidas de vegetação. sobre elas havia um céu tempestuoso do qual se precipitava um forte aguaceiro com faíscas e trovões. Montanha abaixo parecia retumbar uma espumosa torrente de água. E tudo isso se revelava nada pacífico. Porém, quando o rei observou mais atentamente, reparou que atrás da cascata havia um arbusto crescendo de uma fenda na  rocha. Neste arbusto encontrava-se um ninho. Ali, no meio do ruído da violenta camada de água estava um passarinho placidamente sentado no seu ninho. 
Paz perfeita.
 Esta foi a pintura escolhida pelo rei. Sabe por quê? "Porque _ explicou o rei _ paz não significa está num lugar sem ruídos, sem problemas, paz significa que, apesar de se estar no meio de tudo isso, permanecemos calmos no nosso coração. Este é o verdadeiro significado da paz.


Esta paz citada na história somente Jesus pode nos proporcionar.


"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize." (João 14.27)
"Tenho vos dito isto para que em mim tanhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo." (João 17.33)
(Extraído)

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Amor de Pai (Ilustração)


Havia um homem riquíssimo, que possuía muitos bens, uma grande fazenda e vários empregados. Tinha um único filho que não gostava de trabalho nem de compromissos.  O que mais apreciava eram as festas, os amigos e ser bajulado por estes amigos. Seu pai sempre o advertia de que seus amigos só estavam ao seu lado por seu dinheiro, mas ele não dava atenção.
Um dia, o velho pai, já avançado na idade, disse aos seus empregados que construíssem um pequeno celeiro.
 Dentro do celeiro, ele mesmo fez uma forca e uma placa com os dizeres: "Para você nunca mais desprezar as palavras de seu pai."
Mais tarde chamou o filho, levou-o até o celeiro e disse: _Meu filho, já estou velho, e quando eu partir tomará conta de tudo que é meu, e sei qual será seu futuro: Vai deixar a fazenda nas mãos dos empregados e irá gastar todo o dinheiro com seus amigos. Vai vender os animais e os bens para se sustentar e, quando não tiver mais dinheiro, não terá mais amigos.
Nessa hora vai se arrepender amargamente por não ter me ouvido. E foi por isso que construi essa forca para você. Se acontecer o que lhe disse, quero que me prometa que irá se enforcar nela.
O jovem riu, achou aquilo um absurdo, mas para não contrariar o pai, fez-lhe a promessa, pensando que aquilo jamais aconteceria. O tempo passou, o pai morreu e o filho tomou conta de tudo, mas assim como o pai havia previsto, o jovem gastou toda  a herança, perdeu os amigos e a própria dignidade.
  Desesperado, começou a refletir sobre sua vida e viu que havia sido um tolo. Lembrou-se do pai e começou a chorar, pensando: _Há, meu pai, se tivesse ouvido seus conselhos... Mas agora é tarde.
Pesaroso, levantou os olhos e avistou o pequeno celeiro. Era a única coisa que lhe restava. Dirigiu-se até lá e, vendo a forca e a placa empoeiradas, meditou: _ Nunca segui as palavras de meu pai, não pude alegrá-lo quando estava vivo, mas, pelo menos dessa vez, vou fazer a vontade dele, cumprindo minha promessa, porque não me resta mais nada.
  Então, subindo nos degraus, colocou a corda no pescoço e pensou: _Ah, se eu tivesse nova chance... E pulou. Sentiu por um instante a corda apertar sua garganta, mas o braço da forca era oco e quebrou-se facilmente. O rapaz caiu no chão e sobre ele caíram jóias, esmeraldas, pérolas e diamantes. Um bilhete dizia: _ Essa é sua nova chance. Eu o amo muito. Seu pai.


  Esta história serve para inspirar todos que intercedem por aqueles considerados casos perdidos, pois, no final, mesmo o rapaz tendo desistido de viver devido às grandes dificuldades o seu pai lhe proporcionou uma segunda chance, pois nunca desistiu dele.
Portanto, se você já ora há muito tempo por alguém, e às vezes duvida da vitória, não desanime; continue clamando, continue insistindo no seu propósito, porque nosso Deus é amor, por isso ele ouve e atende àqueles que demonstram a sua fé mesmo diante de um quadro aparentemente irreversível.
 Tudo isso eu falo porque Deus nunca desiste de seus filhos, portanto também não podemos desistir de quem já desistiu da vida. Se a pessoa não tem mais força para lutar, nos cabe exercer esse papel, orando e acreditando num final vitorioso.

 "Ora a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem." (Hebreus 11.1)
(Extraído)



quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Maior é o Que Está Conosco, do Que o Que Está no Mundo!


Esforçai-vos, e tende bom ânimo. Não temais, nem vos espanteis, por causa do rei da Assíria, nem por causa de toda multidão que está com ele, pois conosco há um maior do que o que está com ele.
Com ele está o braço de carne, mas conosco o Senhor nosso Deus, para nos ajudar, e para guerrear as nossas guerras. E o povo cobrou ânimo com as palavras de Ezequias, rei de Judá.(IICrônicas 32.7,8)
Então veio o Espírito do Senhor no meio da congregação, sobre Jaaziel... Disse ele: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Jeosafá. Assim vos diz o Senhor: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão. Pois a peleja não é vossa, mas de Deus.( II Crônicas 20.15)


Introdução.
Diante das dificuldades chegamos a pensar que não vamos conseguir pois aos nossos olhos o nosso problema é grande; Mas o Espírito Santo vai te falar hoje: "Por maior que pareça o seu problema, Deus é maior, e Ele pelejará por você.


Os textos base dessa mensagem falam da história de Jeosafá e Ezequias reis de Judá, ambos foram ameaçados por seus inimigos de invadirem e tomarem suas terras( aliás se tratava da mesma terra, só que em época diferente). Seus inimigos eram grandes em número e poderosos, mas Jeosafá e Ezequias tinham em seus corações a fé num Deus que era maior do que seus inimigos; uma das estratégias de seus inimigos era a intimidação, seus inimigos intimidavam o povo de Judá pelo medo, eles se mostravam mais fortes, porém, Jeosafá e Ezequias confiavam em Deus e animavam o povo para que não tivessem medo, passando para eles a fé que tinham fazendo-os crer que Maior era o que estava com eles.
Hoje em dia não tem sido diferente, o inimigo de nossa alma(o diabo) tem usado pessoas e situações para nos intimidar, ele tem falado nas mentes das pessoas algo tipo: "Você não vai conseguir, este problema é grande demais pra você,  não tem mais jeito, você não é capaz de fazer isso ou aquilo,etc." E muitas das vezes as pessoas se deixam levar por essas vozes malignas e passam a acreditar que não podem, que não vão conseguir; se esse é o seu caso, saiba de uma coisa, o seu problema pode ser grande, mas, Deus é maior.
Os reis Jeosafá e Ezequias não se deixaram intimidar, eles usaram armas mais fortes do que qualquer material bélico, essas armas foram: A fé e a oração. A fé e a oração são nossas armas contra nosso inimigo e contra todos os nossos problemas; O nosso Deus diz em sua Palavra: "Tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. E orai em todo o tempo com toda oração e súplica no Espírito. Vigiai nisto com toda perseverança e súplica por todos os santos." (Efésios 6.16,18)
Se você quer vencer os seus inimigos e seus problemas, use essas armas poderosas que são a fé em Deus e a oração, e você terá forças para vencer esta batalha.
Amadoª, falta-nos tempo para falar de todos os personagens bíblicos que não se deixaram intimidar por seus inimigos e que os vencerem através da fé em Deus e da oração.
Talves você esteja angustiadoª achando que não vai conseguir vencer esta batalha da vida, porque aos seus olhos esse problema é grande demais; talves você tem sido afrontadoª e te perguntam: "Você não é crente? Por que está passando por tudo isso? A onde está o seu Deus?  Nessas horas a única coisa a fazer é clamar a Deus e apresentar a Ele as suas causas, e ele pelejará por você e lhe fará justiça; e quando isso acontecer, todos vão ver e reconhecer que o seu Redentor, seu Salvador vive e é grande.
Queridoª, não desanime, não tenha medo, não se deixe intimidar porque contigo está o Senhor dos Exércitos, o Deus de Batalhas, o Todo-Poderoso, o Santo de Israel que guerreia as nossas guerras, Ele pelejará por você; lembre-se de que está peleja não é sua, mas de Deus.


Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:08/08/2011.
Autora: Sandra Moura.



quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Indiferença (Ilustração)



A linha vai paralela à estrada entre a cidade e o rio. As estações estão protegidas por cercas e é necessário subir e descer escadas para chegar ao trem. Cada estação tem duas plataformas altas e, no meio, existe o fosso em que passam os trens.
Numa das plataformas, um homem novo destaca-se dos outros porque avança extraordinariamente devagar e tem um andar vacilante. É cego, arrasta os pés como se esperasse a todo momento encontrar os degraus de uma escada. Ele agita a bengala sem parar, num movimento cadenciado, ora para a esquerda, ora pra direita, e é impossível não reparar nele. 
Estou dentro do carro, preso numa fila de trânsito, na estrada que corre ao longo da linha do trem, e assisto ao descompasso que existe entre o cego e todos os outros que chegam e partem sem olhar para ele. Ou melhor, sem vê-lo.
Homens e mulheres cruzam-se no caminho do cego e afastam-se instintivamente para que a bengala não lhes toque. Indiferentes a necessidade imperiosa que o cego tem de encontrar o chão debaixo dos pés e à vertigem que é para ele o pequeno abismo que separa as duas plataformas. Passam sem se deter porque não lhes ocorre se quer pensar que, naquele lugar, ele precisa especialmente de ajuda para se orientar e não cair na linha do trem.
Enquanto isso, o homem segue o seu caminho visivelmente aflito com a falta de referências, com o espaço que se sente inseguro e, ainda, com a ameaça dos degraus e do abismo entre as plataformas. Os seus gestos são inquietantes e seus passos hesitantes, mas mesmo assim, os outros não reparam. Há um rapaz que vem no sentido contrário, de frente pra ele, mas que também se afasta no exato momento em que vai passar pelo cego.
  Vista do carro, a cena dói porque o cego continua penosamente a tentar encontrar o caminho sem ninguém para ajudá-lo. É a indiferença que se instalou em todos nós.


E, qual é a causa dessa indiferença? A FALTA DE AMOR.


"E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.." (I Coríntios 13.2)
(Extraído)









segunda-feira, 11 de julho de 2011

Ingratidão e Rebelião a Causa de Muitos Sofrimentos



Cantai alegremente a Deus, nossa fortaleza; celebrai o Deus de Jacó.
Isto é um preceito para Israel, e uma ordenança do Deus de Jacó.
Diz ele: Tirei dos seus ombros a carga; as suas mãos foram livres dos cestos.
Clamaste na angustia e te livrei, respondi-te do lugar oculto dos trovões; provei-te nas águas de Meribá.
Ouve-me, ó povo meu, e eu te admoestarei; há Israel, se tão-somente me ouvisses!
Não haverá entre ti Deus estrangeiro; não te prostrarás ante um Deus estranho. Eu sou o teu Deus, que te tirei da terra do Egito...
Mas o meu povo não quis ouvir a minha voz; Israel não me quis. Pelo que eu os entreguei aos desejos dos seus corações, e andaram segundo os seus próprios conselhos.
Se meu povo tão-somente me ouvisse, se Israel andasse nos meus caminhos, de pronto eu abateria os seus inimigos...Eu te sustentaria com o trigo mais fino; com o mel saído da rocha te saciaria.( Salmos 81)


Introdução.
Muitos questionam o por que de seus sofrimentos e, não percebem que suas más atitudes são a causa de muitos deles. 


O texto base dessa mensagem fala da exortação de Deus ao povo de Israel que se rebelou contra ele e se tornou ingrato. Uma das piores dores que existe é a dor da ingratidão e rejeição; a pior coisa para um pai ou uma mãe é quando seu filho ou filha se rebela desobedecendo sua autoridade e torna-se ingrato.
O povo de Israel agiu assim contra nosso Deus e Pai, depois de usufruir das bênçãos do Senhor, de ser liberto e cuidado por ele se tornou ingrato, dando as costas para Deus o desprezando, o desobedecendo, indo após outros deuses e se prostrando ante a eles.
E Deus neste texto exorta: "Ó Jacó(Israel) me ofereçam louvores de gratidão, louvem e adorem somente a mim pois Eu Sou o único Deus e não há outro(ênfase minha), mas, Israel, não quis ouvir ao Senhor e, Deus os entregou aos seus próprios caminhos isto é, os deixou por sua própria conta e permitiu que Israel fosse subjugado, escravizado pelos seus inimigos. Muitos dizem que Deus não castiga isto é, que não disciplina, mas quem fala isso não conhece a Bíblia, se você ler o livro do profeta Isaías do 1º capítulo em diante, você poderá ver que Deus castiga sim; pois Ele mesmo diz: "Reconhece, porém, em teu coração, que como um homem castiga a seu filho, assim te castiga o Senhor teu Deus."(Deuteronômio 8.5), essas palavras foram ditas para o povo de Israel e, também são para nós pois somos o Israel de Deus pela fé.
O povo de Israel sofreu por causa de suas más atitudes, e Deus os disciplinou através de seus inimigos permitindo que estes os escravizassem. Essa disciplina foi para correção do povo, para que através daquele sofrimento Israel se voltasse para Deus, e assim sucedia, Israel sofria, se arrependia e se voltava para Deus e, Deus em sua infinita misericórdia os ouvia e se voltava para eles os livrando de seus inimigos.
E hoje em dia  não tem sido diferente, muitos depois de provarem o amor de Deus e as suas bênção, por causa de um problema ou outro, por causa do pecado e dos prazeres desse mundo etc; têm se rebelado contra Deus, dando as costas para Ele o desprezando e o desobedecendo. Essas pessoas têm agido de maneira contrária a Palavra de Deus, e Deus tem permitido que os sofrimentos atinjam suas vidas para que assim elas acordem e se voltem para Ele, pois tem pessoa que só se quebranta através do sofrimento, só assim, ela se volta para Deus; parece até uma maldade da parte de Deus, mas não é, Deus nos trata como filhos, não é assim com nossos pais, quando fazemos algo de errado enquanto somos crianças, eles nos castigam?, da mesma forma o nosso Deus nos trata, é a maneira que Ele tem de nos dar umas palmadas. A vontade de Deus não é que o homem sofra, muito pelo contrário, Ele sofre quando tem que disciplinar, você pode perceber isso quando ele se lamenta nos versículos 8 e13 do texto base desta mensagem, quando Ele diz:"Ó!, Israel, se me ouvisses! Se Israel tão somente me ouvisse, se andasse nos meus caminhos,de pronto Eu abateria os seus inimigos... Eu o sustentaria com o trigo mais fino; e com o mel saído da rocha te saciaria." Essa é a vontade de Deus para nós, o melhor; Ele fez o homem e o colocou em um jardim maravilhoso, todas as tardes o homem  desfrutava da visita de Deus naquele lindo jardim, mas , o homem desobedeceu as ordens de Deus e como castigo foi expulso daquele maravilhoso jardim.
Muitas pessoas têm perdido a bênção da presença de Deus em suas vidas por causa da desobediência às suas ordens, mas Deus exorta o seu povo para que se arrependam e se voltem para Ele, para que sejam salvos, abençoados e felizes. 
Talvez caroª leitorª, você tem sofrido por causa de sua desobediência , por ter dado as costa para Deus e indo para outros caminhos que Ele te ordenou que não fosse, rebelando-se assim contra Deus. Acorde!, amadoª de Jesus, arrependa-se e volte-se para Deus pois ele te ama,ele quer o melhor para você,  quer te salvar, abençoar e cuidar de você, mas ele só poderá fazer isso se você deixar e se voltar pra ele, pois ele não te obriga a segui-lo, a decisão é sua. 
Deus te convida hoje ao arrependimento, faça isso enquanto á tempo pois o dia de amanhã não nos pertence, hoje estamos vivos e podemos tomar decisões, amanhã, não sabemos; se você morrer hoje ou amanhã, se Jesus vier hoje ou amanhã, você será salvo e irá para o céu morar com Jesus? Pense nisso caroª amigoª.

Frases do dia.
  "Ninguém deseja sofrer. Ninguém gosta de quebrantar-se.
Entretanto, o sofrimento é uma parte necessária da vida cristã, pois força-nos a desistir de levar a vida com nossas próprias forças, em vez de apenas descansar em Deus."(Extraído do livro: Águas da Rocha- V.I)
  "Deus utiliza provações para nos levar diretamente a ele. O Senhor deseja ser nosso tudo. Nada mais neste mundo irá satisfazer nossa alma."(Hannah Whitall Smith 1832-1911)



Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:01/07/2011.
Autora: Sandra Moura.