sábado, 1 de junho de 2013

Perdão, Amor e Justiça


Temos sido juízes para as demais pessoas e seus atos. Mas quando se diz respeito aos nossos próprios atos, somos tão misericordiosos.
Há aqueles que dizem ser melhores e superiores aos demais, criticam seus erros e deslizes. Quantas vezes repudiamos as atitudes alheias. Somos os primeiros a apontar o dedo e a julgar as atitudes das pessoas.
 Mas eles mesmos não enxergam os seus próprios.
Porém, não podemos esquecer de uma coisa: Deus é juiz e justo, para Ele não existe pecadinho nem pecadão.
As atitudes injustas de uma ladrão é tão pecado quanto as de quem difama o próximo.
As atitudes injustas de um adultero é tão pecado quanto daqueles que tem malícia e maus olhos.
Então o que adianta ficar repudiando as atitudes alheias?
Olhe para dentro de você e busque perdão, amor e justiça.
Invoque a misericórdia de Deus, e seja humilde para fazer a vontade dEle.
Examine á si próprio, e não aos demais, e procure andar em justiça. Deixando as mágoas, os fingimentos, os maus olhos, a má língua e toda sorte de impureza.

Extraído.