sexta-feira, 12 de julho de 2019

Buscai ao Senhor e a Força do seu Poder

Buscai ao Senhor e o seu poder,
buscai perpetuamente a sua presença. ( I Crônicas 16.11)


Int.
 Como vencer os problemas da vida e ter comunhão com Deus? O buscando através da oração e  de sua Palavra.


 Em toda a Palavra de Deus, todas as pessoas que tiveram problemas em suas vidas e queriam intimidade com Deus, alcançaram o que queriam através da oração e da Palavra de Deus. Deus em sua Palavra ordena a oração, pois ele é um Deus vivo, único e comunicativo, e, que quer se comunicar com o ser mais importante de sua criação, o gênero humano. 
 Antes das pessoas começarem a falar com Deus através da oração, Deus descia todo o fim de tarde(Gn 3.8) para conversar com Adão e Eva. Depois da queda no pecado de Adão e Eva, precisamente no tempo de Sete, o terceiro filho de Adão e Eva, foi que os homens começaram a buscar a Deus através da oração(Gn 4.26), pois o homem sentia a necessidade de se comunicar com Deus e, essa necessidade foi colocada pelo próprio Deus, pois o espírito do homem veio de Deus e, seus antepassados, no caso, Adão e Eva, tinham essa comunicação.
 Toda  criatura foi feita para o louvor, para a exaltação e revelação de Deus; toda criatura louva a Deus, mas ao homem foi lhe dado algo especial: a comunhão com Deus através da comunicação entre eles. E, não há comunhão se não houver comunicação; quanto mais falamos com Deus, mais comunhão e  intimidade temos com ele, quanto menos falamos com Deus, menos intimidade e comunhão temos com ele.
 No texto base dessa mensagem , o salmista Davi convoca o povo a buscar ao Senhor e o seu poder, buscar a sua face continuamente ou perpetuamente, isso é oração. Através da oração você busca ao Senhor e, estar mais perto dele; você busca o poder dele para sua vida, e esse poder te capacita a vencer e superar todo o mal que vem sobre sua vida; e com isso você fica firme e fiel na sua fé em Deus. Quanto mais se busca a Deus em oração, mais poder se tem, quanto menos se busca a Deus, menos poder se tem e com isso mais vulnerável se fica contra o mal.
 A oração deve ser contínua, isto é, perseverante e diária, ou seja, não se deve deixar de orar. A palavra de Deus diz que devemos orar continuamente, que devemos orar em todo o tempo, que devemos perseverar na oração, que devemos orar sem cessar (II Cr 16.11; Ef 10.18; Cl 4.2; I Ts 5.17). 
Por que devo orar sempre? Porque é através da oração que recebemos as bênçãos de Deus, que encontro a Deus, e que ele abre as "portas" pra mim. O próprio Senhor Jesus disse:" Pedi e dar-se-vos-á, buscai e encontrareis, batei e abrir-se-vos-á. Pois aquele que pede recebe, o que busca encontra, e o que bate a porta se abre" (MT 7.7,8).
 A oração nos livra da tentação. Em Mateus 26.41, o Senhor Jesus nos diz:"Vigiai  e orai, para que não entreis em tentação. Na verdade o espírito está pronto, mas a carne é fraca". Por que a nossa carne é fraca? Porque herdamos a natureza pecaminosa de Adão. Todos nós somos tentados pelo diabo, até Jesus que é santo e não tinha a natureza pecaminosa adâmica, foi tentado pelo diabo; o diabo não se cansa de ficar nos rondando como leão buscando uma brecha para nos destruir, a palavra de Deus diz que ele nos ronda como um leão buscando a quem possa tragar, ou seja, ele não deixa de nos perseguir e tentar nos destruir.
 Para vencermos a tentação do diabo precisamos ser pessoas de oração e cumpridores da palavra de Deus.  Jesus era um homem de oração e cumpridor da palavra de Deus, ele estava continuamente aos pés de Deus Pai em oração pois ele sabia que dependia da ajuda do Pai pra seguir em frente na sua missão, ele sabia que só a força vinda de Deus poderia capacitá-lo. Jesus venceu a tentação do diabo através da oração e da Palavra de Deus e não é diferente conosco, se formos homens e mulheres de oração, e obedientes a palavra de Deus venceremos a tentação.
 Queridoª, quando oramos a Deus nos comunicamos com ele, e quando meditamos na sua palavra, que  é a Bíblia Sagrada, ele fala conosco, daí se dá a comunicação entre a criatura e seu Criador, daí se dá a nossa comunhão com o nosso Deus. Que benção, que privilégio temos de falar e ter intimidade com o nosso Deus! E, através dessa comunhão, nossa força, nossa alegria... é restaurada, renovada e conquistada. Vencemos o inimigo da nossa alma, o diabo; vencemos e superamos nossos problemas; vencemos a tentação, enfim, recebemos as bençãos de Deus.
 Você quer ser um vencedor, você quer ter sempre comunhão e intimidade com Deus, você quer que Deus fale contigo? Então busque-O através da oração e de sua Palavra.

 Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:27/03/2017.
Por: Sandra Moura.

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Um Forte Anseio Por Deus

Rich Mullins dizia que adorava ir à igreja porque "é o único lugar onde os seres humanos cantam, onde as pessoas  não têm medo de fazer nada que faça barulho ou pareça extravagante". A igreja não tem nada a ver com estética, com desempenho ou com modernidade. Tem a ver com a integração do Corpo de Cristo e a participação do povo de Deus nos louvores.
 Rich, um compositor cristão norte-americano que faleceu em um acidente de carro, em 1997, nunca viu a igreja como um lugar de entretenimento, onde vamos para suprir as nossas necessidades. Para ele, a igreja não precisa de nós tanto quanto precisamos dela. Rich dizia: Posso ter de me submeter a um milhão de mensagens dizendo que preciso me identificar com o pensamento da sociedade contemporânea. No entanto, uma vez por semana volto à igreja e reconheço que, embora o mundo de hoje seja bem diferente do que era antigamente, uma coisa ainda não mudou; continuo me apresentando diante do Senhor para dizer:" Oh, Deus, se não fosse por sua graça e pelo sacrifício de Cristo, minha vida não teria sentido nem substância."
                                                         James B.  Smith, Home Life(Vida em Casa)

 " A minha alma anela, e até desfalece, pelos átrios do Senhor".
(Salmos 84.2)

terça-feira, 18 de junho de 2019

Corrupção e Violência

Não há muita diferença entre os dias atuais e os de Noé. O versículo 11 de Gênesis 6 diz que a Terra estava corrompida. E não é de corrupção que mais se fala hoje? Desde os mais altos escalões até as  camadas menores da sociedade.
 Violência era outra características dos dias de Noé. O que se vê em nossos dias? Assassinatos, assaltos, sequestros... Mulheres são alvos de toda sorte de violência, até dentro dos próprios lares. Crianças são mortas por pessoas que mais deveriam amá-las.
 A tristeza e decepção de Deus levaram à destruição de tudo o que ele criara com tanto desvelo. Imagino como Deus está entristecido com a situação do mundo hoje. Mas Deus encontrou alguém justo e reto. Noé não era santo ou perfeito, já que a Bíblia diz que "não há um justo sequer" (salmos 14.1-3). Ele era íntegro diante de Deus, maduro em seus relacionamentos. Deus precisava de um homem desse valor para preservar a vida na terra.
 Outras marcas de Noé eram a fé e a obediência. Não havia previsão de chuvas, ainda mais de 40 dias de chuva abundante. Mas Deus ordenou e Noé pela fé obedeceu. Deus cuidou de preservar a família, pois ela fazia parte de seus planos para recuperar e salvar o homem.
 Ainda hoje Deus espera que as famílias cristãs sejam seus instrumentos para a recuperação dos valores que se estão perdendo. Ele pode contar com sua família?
                                                                                                          Extraído do livro Manancial.

 "Então disse Deus a Noé: 'O fim de toda carne é chegado parante mim; porque a Terra está cheia da violência dos homens; eis que destruirei juntamente com a Terra' " ( Gênesis 6.13)

"Assim como nos dias de Noé, um dia, essa Terra será destruída mas não com água como foi nos dias de Noé, mas com fogo, pois a maldade está muito grande. Em II Pedro 3. 7, Diz: "Ora, os céus e a terra que agora existem, pela mesma palavra, têm sido entesourados para fogo, estando reservados para o Dia do Juízo e destruição dos homens ímpios." Se queremos escapar como Noé, precisamos aceitar a Jesus e seguir seus ensinos sendo obedientes a eles". (por: Sandra Moura).
                                                                                         

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Vitória!

Mas, em todas estas somos mais que vencedores, por daquele que nos amou. ( Romanos 8.37)





Int.

Por causa do amor de Cristo somos mais que vitoriosos.


 O texto base dessa mensagem diz: "Mas, em todas essas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou". Por causa de Jesus e de seu amor, não somos simplesmente vencedores, somos mais que vencedores. O contexto do texto base dessa mensagem, fala de várias situações difíceis que o ser humano passa nessa terra, e nos diz que por meio de Jesus superamos todas elas.

 Por causa de Jesus temos vitória sobre o pecado pela graça. Graça, significa favor imerecido; pela graça de Deus em nos salvar, vencemos o pecado, pois Deus através de seu Filho Jesus nos libertou do pecado e, por causa dele temos condições de diariamente vencermos o pecado e a nossa natureza pecadora. Pois, antes, eramos escravos do pecado, pois eramos praticantes do pecado, mas, quando aceitamos a Jesus ele nos libertou dessa condição. Todavia, a natureza adâmica , ou seja, a natureza que herdamos de Adão, isto é, a natureza pecadora ainda faz parte de nós, e todos os dias ela tende a pender pro pecado, mas, com a ajuda de Jesus através do Espírito Santo, vencemos nossa natureza carnal e consequentemente o pecado.
 Por causa de Jesus, temos vitória sobre Satanás pela palavra de Deus. Jesus, venceu o diabo e sua tentação através da palavra de Deus e, ele nos deu essa mesma condição, mas para isso, é necessário ler, conhecer e viver a palavra de Deus, pois se você vive, ou seja, obedece, pratica a palavra, você tem poder pra vencer o inferno inteiro em nome de Jesus.
 Por causa de Jesus, vencemos o mundo pela fé. Quando nascemos de Deus através da fé em Jesus, vencemos o mundo, o verbo mundo, neste contexto, quer dizer a sociedade, ou seja, o meio que vivemos, e nesse mundo, há muitas coisas e situações ruins, tipo, a maldade, violência, imoralidades...enfim, o pecado; e também, as aflições do tipo: doenças... e desempregos; através da fé em Jesus vencemos tudo isso.
Por causa de Jesus, vencemos todas as circunstâncias da vida. Por causa daquele que nos amou, ou seja, o nosso Deus e Senhor Jesus Cristo, vencemos todas as adversidades da vida, vencemos a dor da morte; a fome; a tribulação; a aflição; a angustia; o perigo; as guerras...enfim, todas as situações adversas que vem sobre nós; pois, é o nosso Senhor Jesus, através do Espírito Santo quem nos capacita a isso.
 Por causa de Jesus, vencemos o medo da morte. A morte é algo ruim e pavoroso de fato, ninguém quer passar por ela na própria vida e nem na de seu ente-querido. Pois, o homem não nasceu para morrer, ele foi criado para viver eternamente naquele paraíso, mas a maldição da morte veio sobre sua vida e se estendeu a todos por causa do pecado; e a dor da separação eterna por meio da morte faz parte de cada um de nós.
 Mas, através de Jesus venceremos a morte e, não tememos mais a ela; pois, assim como Jesus venceu a morte ressuscitando ao terceiro dia, na ressurreição do último dia os mortos em Cristo ressuscitarão para viverem eternamente.
 Por causa do amor de Jesus grande será a recompensa do vitorioso. O Senhor Jesus diz: "Ao que vencer dar-lhe-ei assentar-se comigo no meu trono, assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono."(Ap 3.21). Assentar-se com Cristo no seu trono, quer dizer exaltação, honra; ser cristão nesse mundo não é fácil, é luta, é guerra...a aflição é grande, tem que ser valente, corajoso para se manter firme na fé até o fim, pois o diabo, o inimigo de nossa alma luta contra nós para nos fazer desistir da nossa fé; mas, diz a palavra de Deus que em todas essas coisas, somos mais que vencedores por meio daquele que nos amou, Jesus.
 E, aquele que perseverar até o fim será considerado por Cristo um vencedor e será grandemente honrado por ele, pois venceu todas as dificuldades e se manteve fiel ao Senhor.
 Tal vez, você tem passado por muitas aflições e, tem sido difícil pra você se manter firme na sua fé em Deus nosso Senhor Jesus, mas, se coloque nas mãos de Deus, coloque essa causa nas mãos dele, e creia que Deus está cuidando de você e que te dará a vitória, pois em Jesus, você é mais que vencedor. Você crê nisso! Se você crê, tudo é possível ao que crê!

 Que Deus te abençoe ricamente e te dê a vitória em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.

Em:01/02/2017.
Autora: Sandra Moura.

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Vencendo as Tribulações

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.( Romanos 8.28)
Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo. (João 16.33)




Int.
 As adversidades fazem parte da existência humana, e não é diferente na vida do cristão; no entanto, este, pode contar com a ajuda de Deus para vencer a tribulação e sair dela aperfeiçoado e fortalecido na fé.

 Quais são as causas das tribulações ou aflições? Primeiro, são as leis da vida, ou seja, situações que ocorrem com pessoas de todo o mundo; por exemplo: desemprego, por causa de uma falência da empresa muitos são mandados embora sem receber nada, e no meio desses empregados estão também os cristãos que fatalmente são atingidos, pois estão envolvidos na mesma situação.
 Há também a crise do Estado ou País aonde muitos sofrem fome, desempregos, falta de saúde pública... como tem acontecido no Rio de Janeiro... e na Venezuela, muitos cristãos também estão sofrendo as mesmas coisas por estarem inseridos num mesmo contexto. Uma outra situação que ocorre em todo o mundo, são os acidentes coletivos, tipo, acidentes aéreos, de transportes terrestres, tipo trens... e ônibus; e muito cristãos são atingidos por estarem no meio. Estas aflições fazem parte do mundo, Jesus mesmo diz em sua palavra:" No mundo tereis aflições..."
 As leis da vida, ou seja, as circunstâncias da vida, atingem a todos, a própria Bíblia, diz: " Tudo sucede igualmente a todos. O mesmo sucede ao justo e ao impio, ao bom e ao mau, ao puro e ao impuro..."(Eclesiaste 9.2). E, Jesus também diz em sua palavra: "... Ele faz que o sol se levante sobre os maus e os bons,  e envia a chuva, sobre os justos e injustos." Ou seja, figuradamente falando, tudo acontece igualmente a todos.
 Deus pode usar as tribulações da vida para aperfeiçoar a nossa fé, aperfeiçoar é torná-la perfeita; e as adversidades da vida cooperam para isso. O povo de Israel foi um exemplo disso, em Deuteronômio 8 .11-16, fala das dificuldades que o povo passou no deserto depois que saíram do Egito, passaram fome...e sede, mas Deus se mostrava presente, os provendo o que necessitavam e, quando o povo via e experimentava isso a sua fé era fortalecida e aperfeiçoada. Além do sustento, Deus os livrava de todo o perigo e os protegia do calor do sol através da nuvem de dia e da escuridão e do frio da noite através da coluna de fogo; na nossa vida não é diferente, Deus cuida de nós em meio a tribulação da vida, nos protegendo e nos sustentando.
 A segunda causa da tribulação é a falta de sabedoria. Há pessoas que não são sábias, agem de maneira insensata; o sábio, é aquele que se diferencia pelo grande saber, pela experiência do mundo e por uma vida exemplar, ou seja, é aquele que age com cautela, que sabe falar e agir na hora certa, que se desvia de tudo o que lhe parece mal, que pensa nas circunstâncias antes de tomar qualquer decisão. O que não tem sabedoria é ao contrario, falta -lhe o juízo, ou seja, a sensatez, é totalmente descuidado, não pensa no amanhã, vive uma vida desregrada ... e age precipitadamente; com isso atrai para si e para os que convive com ele sérios problemas.
 A terceira causa da tribulação é a negligência. Negligência, é o ato de negligenciar, isto é, desleixo, falta de interesse, preguiça, indiferença; resumindo: " a pessoa sabe o que deve fazer, mas não faz."  Um exemplo: A pessoa notou que há uma infiltração em sua casa e ela não se interessou em concertar, depois de muitos anos, o fim dessa casa será um possível desmoronamento; ou seja, a própria pessoa provocou isso por causa de sua negligência.
 Uma outra causa da tribulação é a permissão de Deus. O nosso Deus permite que a tribulação ou adversidade venha sobre nossa vida, para que haja arrependimento, ou seja, para que a pessoa caia em si e se arrependa de seus pecados. Infelizmente há pessoas que são duras de coração, não reconhecem seus erros, e só através do sofrimento é que elas se dobram; um outro motivo, é o retorno dessa pessoa a igreja, há muitos que se afastaram da comunhão com Deus, e da comunhão com a igreja; e, Deus quer que voltem, mas pelo fato de não quererem retornar, Deus permite a aflição em suas vidas para que se voltem para ele.
 Um outro motivo de Deus permitir a tribulação é o despertamento espiritual. Há muitas pessoas que estão despercebidas no que diz respeito a sua vida com Deus, não oram mais, não meditam mais na palavra de Deus... e não vão mais a igreja, pois tudo está bem em suas vidas, não têm falta de nada e, a tendência dessas pessoas é se afastarem mais e mais de Deus, perdendo assim a  comunhão com Deus e consequentemente a salvação de suas almas e, a tribulação ou a aflição às despertam para se voltarem para Deus e buscá-lo.
 O outro motivo que Deus permite a tribulação na vida da pessoa é o aperfeiçoamento da fé. A nossa fé precisa ser perfeita, do jeito que Deus quer, para que possamos alcançar as bençãos, os milagres de Deus e a salvação  de nossa alma; a fé perfeita é aquela que crê unicamente em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo; é aquela que crê apesar das circunstâncias desfavoráveis; é aquela que crê naquilo que não vê, mas tem certeza que irá receber.
 As tribulações aperfeiçoam a nossa fé e ela nos fortalece. O Apóstolo Paulo, declarou:" Pelo que sinto prazer nas injúrias, nas fraquezas, nas necessidades, nas perseguições, nas angustias por amor de Cristo. Pois quando estou fraco, então é que sou forte." A fé do Apóstolo Paulo estava aperfeiçoada e ela o fortalecia; é por isso que a palavra de Deus diz que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. 
 Como vencer a tribulação ou aflição? Tendo esperança. Esperança é a certeza da alma, uma firme convicção a respeito das coisas futuras, daquilo que se espera. Ela está intimamente ligada com a fé e com a confiança em Deus nosso Senhor; quem tem esperança, espera confiantemente pelo Senhor ( Salmos 33.20,21).
 Creia em Deus nosso Senhor JESUS Cristo. A palavra de Deus diz: " Ora, sem fé é impossível agradar a Deus.  Pois é necessário que aquele que se aproxima de Deus, creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam."(Hebreus 11.6). E diz também:" Pois para Deus nada há impossível. "(Lucas 1.37). Sem fé não conseguimos nada Deus e precisamos crer no poder de Deus. 
 Um outro modo de vencer a tribulação é ter paciência. A paciência nos ensina a suportar a dor da adversidade, é justamente por meio da aflição que ela é desenvolvida. A palavra de Deus diz que a tribulação produz perseverança ou paciência; uma pessoa paciente ou perseverante  sabe esperar o momento certo  de receber a sua bênção, não importa o tempo esperado, ela não desiste e é firme na sua fé em Deus. 
 Um outro modo de vencer a tribulação é mudar o foco.  As pessoas tendem em focar, isto é,  em olhar somente para o seu problema, isto é muito ruim e prejudicial, pois ao fazerem isso, atraem para si pensamentos derrotistas e aumenta sobremodo a sua dor. Um exemplo: "quando se foca na dor de uma ferida, mais se sente a dor dela, mas quando se pensa em outra coisa, a dor é amenizada. "
É claro que não tem como ignorar completamente o nosso problema, mas precisamos focar naquilo que nos dá esperança. A palavra de Deus diz que devemos olhar para o autor e consumador da nossa fé, Jesus.
 Queridoª, vimos nessa mensagem que no mundo o cristão não está isento de passar por tribulação ou aflição,  mas, Jesus diz: "...tenha bom ânimo, eu venci o mundo. " Se Jesus venceu, venceremos também, pois ele está conosco. Todavia, no meio da tribulação devemos analisar e ver se ela não foi provocada por nós mesmos, se for assim, é preciso se arrepender e se voltar para Deus, para que seja perdoado e recebido por ele, e  assim ser livre de tudo o que lhe aflige. 

  Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!



Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus. 
Em:18/02/2017.
Autora: Sandra Moura. 


segunda-feira, 13 de maio de 2019

Uma Nova Chance (Ilustração)

Era uma tarde quente e as crianças estavam na sala. De repente as crianças começaram a gritar: Papai! Papai! Tem um bicho aqui! Corri ao encontro delas, e quando cheguei na sala, lá estava uma esperança bem verdinha na parede. Tentei pegar a esperança, que voou causando um novo alvoroço. Ela passou pela porta e foi para a varanda e passou na parede. Peguei o meu chinelo e preparei um golpe para eliminar o inseto, mas parei com o movimento do braço e não matei a esperança. Pensei: "não vou matá-la, é melhor deixar a natureza seguir seu curso." Consegui prendê-la segurando com cuidado as duas enormes patas com os meus dedos. Levei-a  até ao portão e a lancei no ar. Em poucos segundos apareceu no ar um Bem-Te-Vi e,  antes que a esperança pudesse  voar para longe, o Bem-Te-Vi levou-a no bico, parecia que estava esperando o lanche.
 Eu já havia conseguido pegar outras esperanças que invadiam a casa, às vezas até a noite, e elas voavam para longe ou pousavam nas plantas do jardim, mas, nunca havia acontecido o fato como o do Bem-Te-Vi.
 Como esse fato que ocorreu com o bem-te-vi e a esperança, o predador e a presa, assim acontece com as nossas vidas.
 Nossas almas  tem um grande predador e a Bíblia fala em I Pedro 5.8, que ele está bramando como um leão buscando a quem possa tragar.
 Deus, através de Jesus, nos deu uma nova chance  de mudar o destino de nossas almas, reconhecendo Jesus como filho dele e aceitando viver segundo seus ensinamentos que estão na Bíblia.
 Não sabemos o que pode acontecer nas próximas frações de segundos. O que você está esperando? Tome logo a sua decisão, aceite a Jesus e viva uma nova vida. Só Jesus é capaz de transformar sua vida.
                                                                                  
Autor: Eraldo dos Santos Ferreira.

 " Disse-lhes Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao pai, a não ser por mim." (João 14.6)

" Vinde a mim, todos vós que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração e encontrarei descanso para vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve." ( Mateus 11. 28-30)

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Frutificando no Compromisso com Deus

Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.  (João 15.5)

Introdução.
O Senhor Jesus é a nossa vida. Sem ele nada podemos fazer.

 O que significa compromisso? Procurando a definição de compromisso, achei alguns significados, mas o que me chamou a atenção foi esse:"... é a forma pública ou não de  se ligar(permanecer relacionado) ou assumir uma obrigação com alguém, com algum objetivo."
 Há diversos tipos de compromissos; por exemplo: "Compromisso religioso, ou seja, com Deus e a instituição religiosa, no caso, a denominação que pertencemos e como a obra de Deus; compromisso entre casais, isto é, no namoro, noivado e casamento; compromisso com a família..."  Compromisso, portanto, é uma responsabilidade adquirida em virtude de uma afirmação verbal ou escrita, feita por nós mesmos.
 Nesta mensagem falaremos da necessidade de termos compromisso com Deus, com sua obra, com os irmãos e, de não deixarmos que esse compromisso morra; pois o compromisso com Deus, com sua obra e com os irmãos tem que crescer diariamente. Isto é frutificação.
 No texto base que lemos, Jesus nos diz: " Eu sou a videira, vós, os ramos..."  Os ramos, são os pequenos galhos que estão presos no caule principal da videira e, é dele que vem a seiva, ou seja, a vida para os galhos, flores... e frutos. Quando os ramos são desligados ou arrancados do caule principal, eles morrem.
 E, Jesus se compara a uma videira, pois ele é o "caule" principal e nós os "ramos"; pois sem ele não temos vida espiritual, não florescemos e nem frutificamos; pois dependemos dele pra isso.
 Permanecer em Cristo, é ter compromisso com ele. Muitas pessoas querem as bençãos do Senhor Jesus, elas até vão a igreja, gostam do ambiente espiritual, isto é, dos louvores, das orações...e da pregação, mas, quando se fala em aceitar a Jesus como o seu único Salvador e Senhor, ou seja, assumir um compromisso com ele, elas não querem.
 E, há, também, aquelas que levantaram a mão pra Jesus, como um sinal público, declarando que o aceitaram, que assumiram um compromisso com ele, mas, quando se fala de Batismos nas águas, elas não querem, pois pensam: " Isso é comprometimento, não poderei mais fazer isso ou aquilo..." então, se negam a isso.
 Mas, para que Jesus venha fazer morada em nosso coração, ou seja, que permaneça em nós, precisamos ter compromisso com ele, isto é, precisamos estar ligados a ele, ou seja, permanecer nele. 
 Sem esse comprometimento, não tem, como, Jesus habitar em mim. Isso é parecido com o compromisso do casamento, se tu quer se casar com alguém, tem que se comprometer com essa pessoa totalmente, assumir com ela uma aliança, isto é, um pacto de se unir a ela pra sempre, e nessa aliança, tu declara que estará ligada a ela custe o que custar, em todas as situações adversas ou não. Com Jesus é a mesma coisa, eu o assumo como o meu Salvador e Senhor e, declaro publicamente a minha união e a minha fidelidade a ele para sempre, não importa o que aconteça.
 Sem compromisso com o Senhor Jesus, não tem, como, frutificar espiritualmente. Os frutos espirituais são resultado de um compromisso com o Senhor Jesus, a partir do nosso compromisso, isto é, da nossa conversão passamos a produzir os frutos do Espírito Santo, que são : amor, paz, alegria bondade, fidelidade, mansidão..., estes frutos ou características são próprios do Espírito de Deus e, ao habitar em nós passamos a produzi-los também.
 A partir da nossa conversão não somos mais os mesmos, passamos a ser como o Senhor Jesus pois estamos presos nele, e passamos a frutificar na obra de Deus, nas boas obras, na comunhão com nossos irmãos... Só podemos fazer isso porque estamos nele, pois o Senhor Jesus disse que sem ele nada podemos fazer. Sem Jesus eu não tenho vida espiritual, e se eu não tenho vida, logo estou "morto" e consequentemente perdido. Só podemos viver eternamente com Cristo, se estivermos ligados, ou seja, comprometidos com ele, do contrário, é morte eterna, isto é, separação eterna da presença de Deus nosso Senhor Jesus, e isso significa sofrimento eterno.
 Queridoª, o Espírito Santo está dizendo através dessa mensagem ao seu coração, que é preciso, é vital se comprometer com o nosso Senhor Jesus. Se você quer que Jesus habite em seu coração, se quer produzir frutos espirituais, se queres ter vida espiritual e eterna, ou seja, viver eternamente como Senhor Jesus, aceite-O  como o seu único e suficiente Salvador e Senhor, permaneça fiel a ele até o fim de sua vida, e assim será.


    Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em :27/02/2017.
Autora: Sandra Moura.





domingo, 10 de março de 2019

Uma Nova Vida, Uma Nova História

Convidou-o um dos fariseus para que fosse jantar com ele. Jesus, entrando na casa do fariseu tomou lugar à mesa.
E eis que uma mulher da cidade, pecadora, sabendo que ele estava à mesa na casa do fariseu, levou um vaso de alabastro com unguento;
e, estando por detrás, aos seus pés, chorando, regava-os com suas lágrimas e os enxugava com os próprios cabelos; e beijava-lhe os pés e os ungia com unguento. (Lucas 7. 36-38)


Introdução.

 O arrependimento e a gratidão de um pecador, move a mão de Deus à seu favor.


 O poder transformador de Jesus, transforma qualquer situação, por pior que pareça e seja em um tempo de paz, alegria e esperança. Mesmo em meio a tanta crise atual, lutas financeiras e familiares, doenças...enfim, não importa o tipo ou a imensidade do problema; existe uma saída em Deus nosso Senhor Jesus.

 Vimos no texto base desta mensagem, que uma mulher, pecadora, rejeitada pela sociedade judaica, encontrou graça, ou seja, o favor de Deus. E, o amor do Filho de Deus, Jesus Cristo, trouxe a sua dignidade e a sua vida foi transformada. A Bíblia não relata o nome dessa mulher e nem que tipo de pecado ela cometia; mas, podemos observar que o seu pecado não era oculto, era visível a todos; ela poderia ser uma prostituta ou uma idólatra, pois ela era considerada uma pecadora pela sociedade judaica.
  Mas, mesmo diante do desprezo daquelas pessoas, essa mulher ousou  entrar na casa do fariseu, mesmo correndo o risco de ser expulsa ela foi atrás de Jesus para suplicar o seu perdão, pois ela sabia que Jesus era diferente das outras pessoas, ela cria que ele era o Filho de Deus e o único que poderia mudar a sua história. Ela estava arrependida e cansada daquela vida de pecado que vivia; ela estava cansada de tanto desprezo, de tanto preconceito daquela sociedade; ela queria uma nova vida, uma nova história.
 Então, essa mulher, crendo que receberia do Senhor Jesus o que queria, já saiu de casa levando consigo uma oferta de gratidão, um precioso unguento, num vaso de alabastro para oferecer ao Senhor. Ao chegar na casa do fariseu, ajoelhou-se por detrás dos pés de Jesus, chorou aos seus pés, enxugou-lhes com seus cabelos e os ungia com o unguento. Antes, mesmo, dela receber o que queria, ela já oferecia a sua oferta de gratidão.
 A palavra de Deus diz que à um coração quebrantado e contrito o Senhor não despreza. Não importa o tipo de pecado que a pessoa tenha cometido; o arrependimento sincero e a gratidão dela, move a mão de Deus em favor dessa pessoa. Aquela mulher pecadora recebeu o que foi buscar de Jesus, o perdão e a transformação de sua vida.
 Podemos ver isso também na vida de Maria Madalena; antes, ela era uma mulher possessa e atormentada por demônios, e, Jesus à libertou e à salvou. A Bíblia não mostra o momento de seu encontro com o Senhor Jesus e a sua libertação; como o apóstolo João falou, Jesus fez muitos milagres e muitos deles não foram registrados, mas, a narrativa bíblica diz que Maria Madalena foi liberta por Jesus de sete demônios. 
 A vida de Maria Madalena não devia ser fácil, pois a possessão por um demônio já é difícil, quanto mais sete. Mas, um dia, Madalena esteve frente a frente com o Senhor Jesus, e ele mudou sua vida, sua história; de uma mulher endemoniada para uma mulher liberta, transformada, salva e seguidora do Senhor Jesus, e que por gratidão ela servia ao Senhor Jesus com seus bens.
 Um outro personagem bíblico que teve sua vida e sua história mudada, foi o endemoniado geraseno; a Bíblia não fala do nome desse homem, mas ela diz que ele era possesso por uma legião de demônios há muitos anos, que ele andava nu e morava nos sepulcros. As pessoas o acorrentavam, mas ele arrebentava as correntes, certamente ele era violento e colocava a vida da sociedade em risco; devia ser terrível conviver com esse homem por perto.
Mas um dia,  o Senhor Jesus foi até esse homem e mudou a sua vida e a sua história, o libertando daqueles demônios. Ele tornou a ser normal como qualquer outra pessoa, passou a andar vestido e foi reintegrado a sua família e a sociedade. Esse homem em gratidão ao Senhor Jesus quis segui-lo, mas Jesus disse a ele que ficasse em sua cidade e testemunhasse o que ele fizera em sua vida, e assim ele fez, e de um endemoniado passou a ser um pregoeiro dos feitos de Jesus em sua vida, na sua cidade.
 É isso que pode acontecer na vida daquele que passa pela mesma situação. Talvez, há em sua família uma ou mais pessoas com possessão maligna; você precisa levar essa pessoa até a igreja, nas campanhas de libertação para que possam orar por ela, para que seja liberta em nome do  Senhor Jesus.
 Uma outra história de mudança de vida e, de história de sua vida, foi a de Jairo e sua filha. Jairo era um homem importante da sinagoga, tinha uma filha única de quase doze anos e que estava gravemente doente, quase a morte; ele foi até a Jesus pedir que fosse em sua casa para curá-la . Ao aproximar-se de sua casa, um de  seus amigos disse: " Jairo, a sua filha já está morta, não incomodes mais o mestre."Aqueles homens não sabiam que Jairo estava na frente daquele que tem o poder sobre a vida e a morte; que transforma a morte em vida... que ressuscita mortos.
 E, Jesus disse para Jairo: " Jairo, não temas! Crê somente." E, foi isso que Jairo fez, ele creu, e Jesus chegou em sua casa e trouxe de volta a vida de sua filha.
 A história de Jairo tinha tudo pra ser diferente, caso ele não fosse até a Jesus; ele estava condenado a perder sua filha para a morte; a sua filha estava condenada a morte e Jairo seria separado para sempre dela, e nunca mais à veria; essa seria a história de Jairo; mas, Jesus entrou na sua vida e na vida de sua filha, e mudou a vida e a história deles.
 É desse jeito, que pode acontecer na vida de todos aqueles que se encontram com situações humanamente impossíveis em suas vidas, se eles procurarem ao Senhor Jesus e pedirem para que ele entre em sua casa, isto é, em suas vidas, em sua família... ele virá e irá fazer o  milagre, e tudo o que está morto em suas vidas e em suas famílias será ressuscitado. Talvez, você está vivendo algo humanamente impossível de resolver, faça como Jairo, chame por Jesus, entregue tudo nas mãos de Jesus e ele irá mudar sua vida, sua história, trazendo vida, alegria, paz ... e esperança.
 É, isso que Jesus faz quando entra na vida de uma pessoa, ele à transforma completamente; ele trás para ela uma nova vida e escreve uma nova história em sua vida. Jesus quer dar uma nova vida, uma nova história para a humanidade; mas, para que isso aconteça é preciso fazer como esses personagens fizeram, como todos aqueles da atualidade fizeram, é preciso ir até a Jesus e abrir o coração para ele entrar. Como faço isso? Quando clamo por ele e oro a ele, quando ouço a pregação de sua palavra e creio nela, e à recebo com alegria em meu coração, aceitando assim, a Jesus como o meu único Salvador, Senhor e Deus.
 Quando isso acontecer, essas pessoas terão suas vidas transformadas, receberão a cura, o milagre... e as bençãos esperadas; e terão uma nova vida e uma nova história em nome de Jesus.

     Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito Santo.

Em: 12/06/2017.
Autora: Sandra Moura.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Não Despreze a Jesus

Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre.
Mas ele lhe respondeu: Falas como qualquer doida; temos recebido o bem de Deus e não receberíamos também o mal? Em tudo isso não pecou Jó com seus lábios. (Jó 2. 9,10)

Introdução.

Não despreze a Jesus por causa de sua dor; pois ele é o único caminho de solução pra sua vida.

O diálogo acima  trouxe ao meu coração uma reflexão muito importante, trata-se de um diálogo entre Jó e sua esposa. Todo cristão conhece a história de Jó, na sua biografia diz que Jó era da terra de Uz

( mais ou menos no noroeste da Arábia Saudita, com outro nome na atualidade); que ele tinha sete filhos e três filhas, que possuía muitos bens, de modo que ele era o maior, ou seja, o mais bem sucedido em sua terra, resumindo, ele era o mais rico; e diz também a narrativa bíblica, que Jó era um homem íntegro, reto, temente a Deus e que desviava do mal.
 Jó, todos os dias se levantava pelas madrugadas e chamava seus filhos, e os santificava oferecendo ofertas de sacrifícios por cada filho, intercedendo assim por eles a Deus. Certo dia os filhos de Deus vieram apresentar-se diante de Deus e também veio Satanás no meio deles; e disse Deus a Satanás: "Observaste o meu servo Jó? Não há na terra homem semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal." É interessante notar a declaração do Senhor Deus a respeito de Jó, dizendo: Observaste, ou seja, prestaste a atenção, no meu servo Jó? Não há na terra homem semelhante a ele..." essa declaração me faz pensar: "O que Deus pensa e diz a meu respeito no mundo espiritual?"
 Na narrativa bíblica diz que Satanás, rodeia e passeia pela terra, ou seja, ele fica sondando o território e as pessoas que ele considera dele e também os servos de Deus, por isso Deus lhe pergunta: observaste o meu servo Jó? Com certeza Satanás observava a Jó, sua vida e seu comportamento; e, via e sabia que Deus o protegia, assim como os seus e lhe abençoava extraordinariamente multiplicando seus bens na face da terra; que Jó era um homem íntegro e reto, temente a Deus e que desviava do mal. Mas, Satanás não conhecia o coração de Jó, pois ele atribuía a fidelidade de Jó a Deus, porque Deus o abençoava; mas, Deus conhecia o coração de Jó; só Deus conhece o nosso coração; nem nós conhecemos o nosso próprio coração.
 Quando Deus fez a declaração a respeito de Jó, Satanás disse:" Em vão teme Jó a Deus, acaso não o tens protegido de todos os lados, a ele e aos seus; não tens abençoado tudo quanto tem; os trabalhos de suas mãos abençoastes e se multiplicam seus bens na terra? Mas, estende a tua mão sobre tudo o que tem, e tira-lhe, e verás se não te blasfemarás na tua face?" Preste a atenção nesta declaração de Satanás, ele declara e confirma a proteção de Deus de todos os lados na vida de seus servos; as  bençãos e a proteção dos seus; e que ele, Satanás, não tem poder pra tocar no servo de Deus a não ser que ele permita; pois Satanás diz: "Estende a tua mão e tira-lhe." Queridoª, Satanás não tem poder sobre a vida do servo fiel a Deus, e nem tem poder sobre a vida de sua família... e nem de seus bens, pois estão protegidos pelo Todo- Poderoso Deus.
 Satanás por não conhecer o coração de Jó, o julgou erroneamente, mas, Deus o conhecia e sabia da fidelidade de Jó, e do apego que Jó tinha por Ele.  E, foi lançado ali um desafio de Satanás a Deus, pois praticamente Satanás estava dizendo que a declaração de Deus a respeito de Jó não era verdadeira; e, Deus permitiu que Satanás  tocasse em tudo que Jó possuía, nos seus bens, na sua família e na sua saúde; menos na vida dele.
 Quase que simultaneamente Jó perdeu tudo o que tinha, tudo foi roubado e destruído pela força da natureza; seus bens foram roubados por povos inimigos, seus servos assassinados e seus dez filhos foram mortos pela força de um furacão.
 E, diante de tudo isso é interessante notar a resignação e o desapego de Jó; depois de receber a notícia das desgraças ocorridas em sua vida e na vida de seus filhos, Jó se levantou, rasgou suas vestes, rapou sua cabeça em sinal de um grande lamento e dor, lançou-se em terra e adorou a Deus, dizendo:" Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei para "lá"; o Senhor o deu, o Senhor o tomou, bendito seja o nome do Senhor."(Jó 1.20,21). Em outras palavras, Jó estava dizendo: "Vim a esse mundo sem nada, sairei dele sem nada; meus filhos eram de Deus, foi ele quem me deu, se ele os quer de volta eu me resigno e o adoro."
 Essa declaração de Jó nos diz uma grande verdade, viemos nu, sem nada a este mundo e sairemos dele sem nada; quando morrermos não levaremos nada, tudo o que temos ficará aí. Essa atitude de Jó, nos dá um exemplo de vida e atitude, de que não devemos nos apegar ao que temos a ponto de não vivermos sem elas, é claro que devemos gostar e amar o que temos, mas esse amor, esse apego, não deve ser maior do que o amor e o apego que temos pelo nosso Deus e Senhor Jesus Cristo; pois ele é o único que levaremos quando partirmos desse mundo.
 As coisas passam, as pessoas passam e temos que saber e aprender a viver sem elas, ainda que nos doa profundamente. Muitas pessoas estão tão apegadas àquilo que têm, que quando perdem enlouquecem e até morrem, pois não suportam a dor da perda; mas, quando estamos mais apegados a Deus ele nos ajuda a superarmos a dor da perda e nos resignarmos. 
 Diante da situação lastimável de Jó, ele foi tentado por Satanás a amaldiçoar e desprezar a Deus por tudo aquilo. Satanás estava querendo de todas as formas provar a Deus que Jó só era fiel a ele por causa das bençãos recebidas e não por quem ele é. E, Satanás não descansou do seu intento, o que ele conseguiu fazer com a mulher de Jó, ele queria fazer com Jó, usando a própria esposa de Jó como instrumento dele.
 A esposa de Jó, usada por Satanás, chegou perto dele , e disse: " Ainda manténs sua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre." Satanás semeou no coração da esposa de Jó tanta raiva de Deus, que ela já o tinha desprezado e o amaldiçoado, e atribuído a Deus todas as desgraças ocorridas em sua vida e na vida de seu esposo, que ela se irritou e até sentiu ódio pela atitude e Jó, pois depois daquela tragédia ele ainda se mantinha fiel e temente a Deus.
 Mas, Jó, não cedeu aquela tentação, ele não deu ouvidos aquelas palavras, ele reprendeu sua esposa, dizendo em outras palavas: "Então, enquanto eu sou abençoado por Deus, eu sou fiel a ele, mas, quando o mal sobrevém em minha vida eu  o desprezo? Tu falas como uma doida, de maneira nenhuma farei isso." Em outras palavras Jó estava dizendo pra sua esposa e pra todos em sua volta:" Eu não o sirvo, e o adoro pelo que ele  faz em minha vida; eu o sirvo, e o adoro pelo o que ele é. Se Deus fizer, ele é Deus; se não fizer, ele é Deus e sempre será o meu Deus."
 Tal vez, você está passando por uma grande dor, uma grande adversidade e também está sendo tentadoª por Satanás a desprezar e amaldiçoar a Deus e, culpá-lo por tudo o que tem ocorrido em sua vida. Mas, não ceda a essa tentação, não dê ouvidos a ele, pois ele está mentindo pra você, ele só quer te destruir e te distanciar Daquele que é o único que pode te fazer vencer tudo isso; faça como Jó fez, repreenda o diabo e diga para ele, que você não serve a Deus pelo o que ele faz em sua vida, mas pelo o que ele é. Se Deus fizer, ele é Deus; se não fizer, ele é Deus; e sempre será o seu Deus...
 Mesmo em meio a tanta dor, Jó, continuou a ser o mesmo que sempre foi, fiel, integro e reto, temente a Deus e desviando do mal.  Que grande exemplo é este personagem para nós! Quantos não têm agido ou agiram assim; quantos outrora eram fiéis, declararam o seu amor e sua fidelidade a Deus enquanto estava tudo bem, mas quando o dia mal sobreveio na vida deles blasfemaram contra Deus, o desprezaram e deram as costas para ele, não querem nem mais ouvir falar de Deus e de Igreja; seus corações estavam mais apegados ao que tinham do que a Deus.
 Temos que avaliar nosso coração; em que ele está mais apegado, a Deus ou ao que temos? Será que ele sente que vai morrer, que sua vida vai perder o sentido se perder algo que tem ou alguém?
 Apesar de toda aquela dor, Jó, não perdeu sua fé em Deus; e, Jó fez uma declaração linda, que na minha opinião todo aquele que passa por adversidade e crê em Deus deve fazer, ele disse: " Eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. E depois de consumida a minha pele, ainda em minha carne verei a Deus. Vê-lo-ei por mim mesmo, com os meus próprios olhos, eu , e não outros. Como o meu coração anseia."
Jó, estava dizendo com essas palavras que ele tinha certeza que servia a um Deus vivo, que o Deus dele, não era um Deus morto e, que um dia o seu Deus ia se manifestar em sua vida, ou seja, ia mudar a sua história e, que ele viveria pra ver isso. Que exemplo de fé é esse personagem para nós! Queridoª, o mesmo Deus que Jó servia e cria, é o mesmo Deus que cremos e servimos; o Deus Todo Poderoso, criador do céu e da terra, do mar e de tudo o que nele há...o Deus único; se você ainda não serve e crê nesse Deus, saiba que ele é o único Deus; nosso Deus Pai e Senhor Jesus Cristo, é o único Deus que pode mudar a sua história.
 Se Jó, foi capaz de manter sua fé  mesmo diante de tanta desgraça, de tanta dor, nós podemos também; não pense que está tudo perdido, terminado, pois não está, Deus está no controle de sua vida, trabalhando a seu favor, tão somente creia que tudo dará certo em nome de Jesus.
 A fé e a fidelidade de Jó foi grandemente considerada por Deus. E, por isso Deus o recompensou extraordinariamente mudando sua vida, o tirando daquele sofrimento, curou suas feridas restaurando assim sua saúde, lhe deu em dobro de tudo o que antes possuía, o tornando ainda mais rico, e lhe deu outros dez filhos; suas filhas eram as mais belas de todas as mulheres de sua região. Jó viveu farto de dias, viveu cento e quarenta anos, e viu os filhos de seus filhos até a quarta geração; algumas pessoas vivem no máximo pra ver a segunda e a terceira geração, mas, Jó, viu até a quarta.
 É isso que Deus faz na vida daquele que é fiel, que teme a ele e crer nele, Ele acumula de bençãos, ele faz infinitamente mais tudo o que pedimos ou pensamos... 
 Queridoª, eu não sei o que se passa em sua vida, que tipo de prova, de dor que tu tens enfrentado, mas, saiba de uma coisa: " Deus sabe o porque de tudo em nossa vida, nós não sabemos, por isso não entendemos, mas  Deus sabe. E, te digo uma coisa: " Não despreze a Jesus por causa de seu sofrimento, pois ele é o único que pode dar a solução pra sua vida,  te salvar de tudo o que te aprisiona e te entristece."
 Deus está no controle da minha e da tua vida, e os pensamentos dele a meu  e a seu respeito, é de bem e não de mal; para nos dar o fim que esperamos, e que ele espera para minha e para tua vida; creia nisso, e assim será em nome de Jesus.

  Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.

Em: 02/01/2019.
Autora: Sandra Moura.





quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

O Sangue de Cristo Nos dá Livre Acesso a Deus

E Jesus, clamando outra vez com grande voz, entregou o  espírito.
Eis que o véu do santuário se rasgou em duas partes de alto a baixo...( Mateus 27. 50, 51 a)
Respondeu-lhes Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao  Pai senão por mim.(João 14.6)

Introdução.
O sangue de Jesus nos dá livre acesso a Deus e nos trouxe intimidade com Ele. E, na intimidade com Deus há vitórias pra nossas vidas.

 Jesus em sua palavra se compara a uma porta, pois a porta nos dá acesso a um lugar, ou seja, por ela nós entramos e saímos. Com essa comparação Jesus está dizendo que através dele temos acesso a Deus Pai e a salvação de nossa alma; Ele disse: " Eu sou a porta, aquele que entrar por mim, salvar-se-á...(Mateus 1.9). 
 Jesus também se compara a um caminho para se chegar a Deus Pai, Ele diz: " Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida, e ninguém vai ao Pai a não ser por mim."(João 14.6). Aqui Jesus não diz que ele é um dos caminhos, Ele diz que é o caminho, ou seja, o ele é o único caminho e, que não existe outro caminho pelo qual chegamos na presença de Deus. Há um ditado popular que diz, que todo caminho leva a Deus, esse ditado não é verdadeiro; pois vimos através das palavras de Jesus que ele é o caminho e não há outro.
 O sangue derramado de Jesus, ou seja, o seu sacrifício na cruz, nos deu livre acesso ao Santo dos santos ou ao lugar Santíssimo, ou seja, ao Deus Pai. No Antigo Testamento, na época de Moisés, foi construído um Tabernáculo e bem mais tarde foi construído um templo por Salomão; ambos os lugares era para adoração a Deus, e neles havia um lugar chamado Santo dos santos, e esse lugar era separado por um véu dos demais cômodos.
 No Santo dos santos, havia a Arca da Aliança e dentro dela estava as tábuas da lei de Deus, a vara de Arão que floresceu e o maná. A arca representava a presença de Deus e, aonde a arca ia a presença de Deus era garantida e suas bençãos também.
 No Santo dos santos não podia entrar qualquer pessoa, só o sumo sacerdote, ou seja, o maioral dos sacerdotes, podia entrar ali e uma vez por ano oferecia sacrifícios pelos pecados do povo. O sumo- sacerdote tinha que se purificar de seus pecados antes de entrar no Santo dos santos para interceder pelo povo, do contrário, morreria ali dentro e, se uma pessoa não autorizada por Deus entrasse no Santo dos santos também morria.
 Diz os estudiosos que o sumo sacerdote entrava no Santo dos santos com uma corda, com guizos, amarrada na cintura, enquanto o povo ouvia o som dos guizos era porque o sumo sacerdote estava vivo, mas, se o som parasse era porque ele havia morrido, então eles puxavam o sumo sacerdote para fora dos Santo dos santos.
 Através do sacrifício de Jesus o véu do Santo dos santos foi rasgado de alto abaixo, indicando o fim  do impedimento de entrada no Santo dos santos por outras pessoas; quando Jesus consumou a sua missão, que foi entregar a sua vida em nosso lugar, acabou-se a separação e, a partir daquele momento, qualquer pessoa independentemente do pecado que cometeu podia chegar até ao Santo dos santos, que é o nosso Deus Pai, em nome de Jesus, pois nele temos livre acesso ao Pai(Efésios 2.18).
 Através do sangue de Jesus nos tornamos íntimos de Deus. Certa vez, Jesus disse para os discípulos:  "Quem vos recebe, recebe a mim, e quem me recebe, recebe ao Pai que me enviou." Por causa de Jesus e de seu amor recebemos o Espírito Santo e, através dele temos Deus Pai e Deus Filho dentro de nós, estamos ligados a Ele, somos íntimos Dele, pois o Pai e o Filho são um. E, através dessa intimidade somos abençoados e vitoriosos, pois Jesus disse que aquele, que permanece nele e em sua palavra, pode pedir o que quiser e será feito.(João 15.7)
 Através do sangue de Jesus nos tornamos filhos de Deus. Em João 1.12, diz: " Mas todos os que o receberem, aqueles que creem no seu nome. Deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus." A partir do momento em que cremos e recebemos a Jesus como nosso Salvador nos tornamos filhos de Deus; e, como seus filhos, somos cuidados por Ele, pois ele nos providencia tudo o que precisamos; como filhos temos direito a tudo o que ele tem; como filhos somos príncipes e princesas em seu Reino pois somos filhos do Rei.
 Deus como um Pai amoroso e generoso que é, de tudo o que pedimos a Ele, ele nos dará o melhor. Pois a sua palavra diz que ele faz infinitamente mais tudo o que pedimos ou pensamos. O Senhor Jesus diz; " Qual o pai que o filho lhe pedindo pão, lhe dará uma pedra ou pedindo peixe, lhe dará uma serpente? Se vós sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos; quanto mais, vosso Pai que está nos céus, vos dará boas coisas aos que lhe pedirem."(Mateus 7. 9-11).
 Queridos, vimos nessa mensagem, que Jesus Cristo através de seu sacrifício nos deu livre acesso a Deus Pai e, podemos chegar diante dele a qualquer hora e momento; podemos pedir por nós mesmo e por outras pessoas através de Jesus o nosso Sumo Sacerdote. Não precisamos de formalidades, ou seja, de palavras bonitas e especiais, ou de rituais para falar com Deus, pois ele é nosso Pai; podemos conversar com ele com toda intimidade e liberdade, mas com reverência, isto é, respeito, pois além de Pai ele é o nosso Deus.
 Aproveite esse grande presente que nosso Deus Pai através de seu Filho Jesus nos deu: " o livre acesso, ou seja, a liberdade de chegar até a ele quando quiser, e pedir o que quiser, na certeza de seremos ouvidos, atendidos e consequentemente vitoriosos em nome de Jesus."

  Que Deus lhe abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:04/06/2016.
Autora: Sandra Moura.