quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Bem por mal, Amor aos Inimigos

A ninguém torneis mal por mal.(Romanos 12.17a)
Eu, porém, vos digo: Amai vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem, 
para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus. (Mateus 5. 44, 45a)


Introdução.
Muitas das vezes o homem pensa que o seu inimigo virá de fora, de pessoas que não tem nada a ver com ele. Quando derrepente, se surpreende com um inimigo dentro de sua própria casa; como agir diante dessa situação? O Espírito Santo vai nos ensinar através desta mensagem.


Quando pensamos em inimigo, pensamos naquela pessoa má que vai nos fazer mal e até nos agredir, e geralmente achamos que esse inimigo só virá de fora, quando, derrepente, nos surpreendemos com inimigos dentro de nossa própria casa. O senhor Jesus diz em sua Palavra: "Assim, os inimigos do homem serão os seus próprios familiares."(Mateus 10.36)  Inimigos, também são todos aqueles que se opõem totalmente a você e tudo aquilo que você acredita ou faz, principalmente no que diz respeito a sua fé.
Então, eles se levantam contra você, te perseguem, te afrontam e te fazem sofrer; o que fazer diante dessa situação? O senhor Jesus nos ensina que devemos amar e orar por eles, que devemos pagar o mal com o bem; todavia você deve esta pensando: "isso é muito difícil ou até mesmo impossível," é difícil, mas, não é impossível!, com a ajuda do Espírito Santo conseguimos essa proeza. O próprio Senhor Jesus nos deixou exemplo disso, quando seus algozes o crucificaram, ele disse: "Pai, perdoa-os eles não sabem o que fazem."(Lucas 23.34), talves você esteja pensando: "mas Jesus, era Jesus isto é, ele era o Filho de Deus, era Deus"; você está certo!, Jesus era 100% Deus e 100% homem, mas, naquele momento, era o homem Jesus que estava sofrendo, sendo assassinado.
Temos na Bíblia exemplos de vários homens como nós, pecadores como nós, que fizeram o mesmo que Jesus fez, isto é, pagaram o mal com o bem, amaram , perdoaram e oraram pelos seus inimigos. Vamos falar de dois deles: 
O primeiro deles foi José, quem não conhece a história de José do Egito?, que foi odiado, desprezado pelos seu próprios irmãos por inveja, que foi perseguido, maltratado e vendido como escravo pelos seus irmãos; por conta disso José com aproximadamente 17 anos, foi arrancado do seio de sua família, cresceu longe de seu pai que tanto amava, foi preso injustamente, como diz o ditado popular:" José comeu o pão que o diabo amassou;" mas, ele não guardou ressentimentos, isto é, mágoas em seu coração, por ele ser parecido com o seu Deus, Deus o honrou, de escravo passou a ser governador do Egito, e quando se deparou com seus irmãos, ele os perdoou e os abençoou.
O segundo exemplo foi o de Estêvão, o primeiro mártir da Igreja primitiva, quando estava sendo assassinado, apedrejado, ele orou por seus algozes dizendo: "Senhor, não lhes imputes(responsabilizes) este pecado." (Atos 7.60)
Estes homens, movidos pelo Espírito de Deus conseguiram este ato heróico, e eles não eram melhores que nós, nós não somos piores que eles!, se eles conseguiram agir assim, nós conseguimos também; basta pedirmos a Deus capacidade para isso, e Ele nos capacita; pois essa é a vontade de Deus, e precisamos disso para mostrarmos que somos filhos de Deus e  perfeitos como Ele é; pois, Ele mesmo nos deu esta ordem dizendo: " Amai os vossos inimigos, fazei o bem, emprestai sem nada esperardes. Então será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo, porque ele é benigno até para com os ingratos e maus." (Lucas 6.35) "Sedes, vós, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai que está nos céus."(Mateus 5.48) "Como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira fazei-lhes também."(Lucas 6.31)
Caroª leitorª, talves você tem sido perseguido, afligido e maltratado pelos seus próprios familiares, e você tem sentido que o seu amor por eles tem se esfriado e, a mágoa, o ressentimento tem tomado conta do seu coração; o Espírito de Deus te diz hoje: " Não deixe que esses sentimentos permaneçam  em seu coração, liberte-se desses sentimentos que não vem de Deus, esses sentimentos vão acabar com você, busque a libertação em Jesus Cristo, e peça a Ele capacidade para amar, perdoar e orar por seus inimigos, e ele lhe dará essa capacidade. Faça como Estêvão, ele não responsabilizou aquelas pessoas pelo pecado que cometiam contra ele, pois ele sabia que aquelas pessoas estavam sendo influenciadas por Satanás.
A própria Palavra diz que: " A nossa luta não é contra a carne  e o sangue isto é, contra as pessoas, mas sim, contra Satanás e seus demônios."(Efésios 6.12) Amadoª leitorª, você não está só nesta batalha, Deus é contigo," Ele é o socorro bem presente na hora da angustia." (Salmos 46.1), mostre através do amor e da oração pelos que  te perseguem, que você é filhoª de Deus e será grande o seu galardão(recompensa).

Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em: 22/11/2010.
Autora: Sandra Moura.





segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O Nó (Ilustração)

Em uma reunião de pais numa escola da periferia, a professora ressaltava o apoio que os pais devem dar aos filhos. Pedia-lhes, também, que se fizessem presentes ao máximo de tempo possível. Ela entendia que, embora a maioria dos pais e mães daquela comunidade trabalhassem fora, deveriam achar um tempo para se dedicar e entender as crianças. Mas a diretora ficou muito surpresa quando um pai se levantou e explicou com seu jeito humilde, que ele não tinha tempo de falar com o filho, nem vê-lo durante a semana. Quando ele saia para trabalhar era muito cedo e o filho ainda estava dormindo. Quando voltava do serviço era muito tarde e o garoto não estava mais acordado. Explicou ainda que tinha de trabalhar assim para prover o sustento da família. Mas ele contou que isso o deixava angustiado por não ter tempo para o filho e que tentava se redimir indo beijá-lo todas as noites quando chegava em casa. Depois ele dava um nó na ponta do lençol para que o filho soubesse da sua presença. Quando o filho acordava e via o nó sabia que o pai estivera lá e o havia beijado. O nó era o meio de comunicação entre eles.
A diretora ficou emocionada e surpresa quando constatou que o filho desse homem era um dos melhores alunos da escola.
Aquele pai havia encontrado uma maneira simples, mas eficiente de se comunicar com seu filho, pois aquele gesto simples valia muito mais para aquele filho do que presentes ou desculpas sobre não ter tempo para lhe dar atenção.


E você, papai, que gesto tem feito para o seu filho perceber que você o ama?
Pais, que todos os gestos e palavras façam o seu filho ou filha sentir que seu amor por ele ou por ela não tem limites.


"Ainda que eu falasse as linguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor seria como o metal que soa ou como o sino que tine." (I Corintios 13.10)
(Extraído)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Adoração e Fé Racional

Portanto, rogo-vos,irmãos,pela compaixão de Deus,que apresenteis os vossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento,para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.(Romanos 12:1,2)

Introdução.
Deus requer dos seus adoradores, uma adoração verdadeira e consciente; é necessário que aquele que se aproxima de Deus, creia nele e tenha conhecimento dele. O verdadeiro adorador é um inconformado, ele esta sempre
lutando, trabalhando para mudar a situação ao seu redor.


A igreja de Roma, vivia cercada pela idolatria e por todo tipo de iniquidade, o povo de Roma, era um povo que oferecia todos os tipos de sacrifícios(ofertas) aos seus deuses. Assim como, naquela época, também vive a igreja atual, ela está rodeada pela idolatria e por todo tipo de iniquidade.
Muitos crentes, acham, que a adoração é somente cantar bonito, levantar as mãos, dançar, dar glória a Deus e aleluias etc; mas não têm consciência isto é, entendimento ou conhecimento, da verdadeira adoração, do verdadeiro culto a Deus. A verdadeira adoração, é aquela que tem consciência isto é, que tem conhecimento de Deus e de sua vontade, a verdadeira adoração é:"obedecer a Deus, manter-se limpo, santo isto é, separado do pecado, dos prazeres que este mundo nos oferece.
Não adianta nada, a pessoa louvar, glorificar com os seus lábios, sendo que o seu coração está completamente afastado de Deus. O Senhor Jesus falou certa vez para a mulher samaritana:"Vós os samaritanos, adorais o que não conheceis..."(João 4:22)
Precisamos, apresentar os nossos corpos isto é, as nossas vidas, como ofertas(sacrifício) vivas para o Senhor, em santidade. Muitas pessoas acham, que oferta é só aquele dinheiro que ela oferece para a igreja, não, oferta não é só isso, nós também somos ofertas para Deus; o texto base diz:"...apresenteis os vossos corpos como sacrifício vivo...", apresentar é, dar, é oferecer-se a si mesmo para Deus, santo, puro e assim agradá-lo.
Vivemos rodeados, por pessoas que colocam a sua fé em deuses de pau, de pedra, etc, "esta é uma fé irracional;" essas pessoas não têm consciência do que estão fazendo, da inutilidade da sua sua fé. Há também, dentro das igrejas, pessoas que têm um tipo de fé irracional, muitos crentes dizem que crêem em Deus, mas no fundo, duvidam do poder de Deus, elas não conseguem ver e acreditar na sua vitória; os seus pensamentos são:"eu não vou conseguir, fulano não tem mais jeito, essa situação não tem mais jeito, etc; essas pessoas não têm conhecimento do Deus que servem e, a conseqüência disso é o fracasso.
A Palavra de Deus diz:"Ora, sem fé, é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam."(Hebreus 11:6). A Fé racional, é uma fé consciente, que tem conhecimento do verdadeiro Deus, e do que Ele pode fazer.
Que nós, os verdadeiros adoradores, sejamos inconformados com este mundo, que venhamos lutar, trabalhar para transformar, converter este mundo, através da nossa mente renovada, renovada pelo poder de Deus; para que muitas pessoas venham ser transformadas pelo Espírito Santo, através de nossas vidas.

"Que Deus abênçôe a todos!"


Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:02/11/09.
Autora:Sandra  Moura. 

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Um Grande Amor (Ilustração)

Numa aldeia Vietnamita, Um orfanato dirigido por um grupo de missionários foi atingido por um bombardeio. Os missionários e duas crianças tiveram morte imediata e as restantes ficaram gravemente feridas. Entra elas, uma menina de oito anos, considerada em pior estado.
Era necessário chamar ajuda por um rádio e, ao fim de algum tempo, um médico e uma enfermeira da Marinha dos Estados Unidos chegaram ao local. Eles teriam de agir rapidamente, senão a menina morreria devido aos traumatismos e a perda de sangue. Era urgente fazer uma transfusão. Mas, como?
Após alguns testes rápidos, puderam perceber que ninguém ali tinha sangue para doar. reuniram as crianças e entre gestos e arranhados no idioma, tentavam explicar o que estava acontecendo e que precisariam de um voluntário para doar sangue. Depois de um silêncio sepulcral, viu-se um braço levantar-se timidamente. Era um menino chamado Heng. Ele foi preparado às pressas ao lado da menina agonizante e espetaram-lhe uma agulha na veia.
Ele se mantinha quieto e com o olhar fixo no teto. Porém, passado algum momento, ele deixou escapar um soluço e tapou o rosto com a mão que estava livre. O médico perguntou-lhe se estava doendo e ele negou, mas não demorou muito a soluçar de novo, contendo as lágrimas.
Depois , os soluços ocasionais deram lugar a um choro silencioso, mas ininterrupto. Era evidente que alguma coisa estava errada. Foi então que apareceu uma enfermeira vietnamita vinda de outra aldeia e o médico pediu que ela procurasse saber o que estava acontecendo com Heng.
Com suavidade a enfermeira foi conversando com ele e explicando coisas, e o menino foi ficando aliviado. Depois, ele estava novamente tranquilo. A enfermeira então explicou aos americanos: "Ele pensou que iria morrer, não havia entendido direito o que vocês disseram e achou que iria ter que dar todo seu sangue para a menina não morrer.
O médico aproximou-se dele e, com a ajuda da enfermeira perguntou:
"Mas, se você pensou isso, porque se ofereceu para doar sangue?
O menino respondeu: "Ela é minha amiga."
(Autor desconhecido)

É uma história realmente emocionante, entretanto maior do que o amor desse menino por sua amiga é o amor de Jesus por todas as pessoas: tanto as que o amam quanto aquelas que o rejeitam, pois o amor dele é incondicional.

Deus, a todos escolheu para serem salvos; e para que isto aconteça basta que se entenda que somente Jesus derramou o seu sangue na cruz para nos livrar do inferno.


"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3.16)
(Extraído)

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Uma História de Obediência (Ilustração)

Certa vez, um Pai disse a seu Filho amado: "Faz o que eu te peço."
E o Filho disse: "Sim Pai tudo que pedir eu faço."
Então, o Filho foi fazer a vontade do Pai, e durante toda sua vida, ele obedeceu às ordens do Pai fielmente. 
Até que um dia, o Pai pediu algo impossível, que doeria muito, um sofrimento inefável, sem igual, por uma causa quase perdida; então o Filho disse: "Se possível Pai, afasta de mim esse cálice, mas que seja feita a tua vontade, e não a minha."
Então, ele foi traído, preso, açoitado, humilhado, cuspido, julgado e condenado por crimes que nunca havia cometido. Ele pegou uma cruz que deveria ser nossa e trilhou o caminho das dores, sendo morto, mesmo inocente, por cada um dos nossos pecados. Apesar de todo o sofrimento, Ele fez a vontade do Pai.
Olhe agora para a cruz e pense em tudo o que Jesus Cristo fez por você e reflita sobre o quanto você tem feito por ele; o quanto Ele lhe amou e ainda ama, e o quanto você o ama.
Não tire os olhos daquela cruz e pense: Ele deu a vida por você. Agora, em gratidão e amor, entregue a sua vida a Ele, deixe-o guiar seus passos, chame-o para entrar em sua vida e nunca mais sair. Se entregue, como Ele se entregou por amor a você; deixe-o tomar conta do seu ser, e aprenda com Ele como viver uma nova vida.
Pense nisso! Pare de se preocupar, coloque sua vida na mão de Jesus. Em nome dele e com fé não tem como dar errado. Confie nele, pois Ele já mostrou o infindável amor por todos nós.


"Porque Deus enviou seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele." (João 3.17)
(Extraído)