sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Jesus x Barrabás


Ora, por ocasião da festa, costumava o governador soltar um preso, escolhendo o povo aquele que quisesse.
Tinham então um preso bem conhecido, chamado Barrabás.
Portanto, estando eles reunidos, perguntou-lhes Pilatos: Qual quereis que vos solte? Barrabás, ou Jesus, chamado o Cristo?... De novo perguntou-lhes o governador: Qual dos dois quereis vós que eu vos solte? Responderam eles: Barrabás.
Disse-lhes Pilatos: Que farei então com Jesus, chamado o Cristo? Disseram-lhe todos: Seja crucificado!...
Então lhe soltou a Barrabás. Mas mandado açoitar  a Jesus, entregou-o para ser crucificado.(Mateus 27:15-26)

Introdução.
Jesus ou Barrabás, o justo pelo injusto.

 Assistindo a história de Jesus e seu julgamento, pude vê em Barrabás  toda humanidade pecadora; Barrabás representava a humanidade, e Jesus o justo foi morto em seu lugar. Jesus morreu em nosso lugar para nos reconciliar com o Pai.
 Uma injustiça trouxe a salvação e a paz  para todos aqueles que nele crêem. Mas isso tudo foi plano de Deus, o plano de redenção para uma humanidade pecadora que estava afastada do Pai por causa dos seus delitos e pecados.
 Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu único Filho, para que todo aquele que nele crê não pereça mas tenha a vida eterna.(João 3.16)
 Que morte horrenda! Que dor... que Jesus sofreu, foi tudo por amor. E que grande amor! Capaz de entregar, de dar a própria vida pelos injustos, isso mesmo, não o  mataram, Ele deu a própria vida, pois ele mesmo disse: Ninguém tira a minha vida, mas eu espontaneamente a dou. Eu tenho autoridade para dá-la, e autoridade para tornar a tomá-la. Este mandato recebi de meu Pai.(João 10. 18)
  O justo Jesus morreu, mas ressuscitou ao terceiro dia e está a destra de Deus Pai intercedendo por todos aqueles que se chegam até a Ele.
  " Ho! porque Jesus me ama, eu não posso te explicar. Mas a ti também te chama e deseja te salvar."
  Jesus me chamou, eu o ouvi e o aceitei. E você vai aceitá-lo?
   Jesus te ama e te chama dizendo: Vem filho meu! Ele te diz: Eis que estou à porta, e bato. Se alguém ouvir  a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele comigo.(Apc 3.20) Caroª leitorª, abra a porta do seu coração para Jesus e deixe ele entrar.

  Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em: 11/12/2013.
Autora: Sandra Moura.
     

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

As Marcas de Jesus


Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco!
 E dizendo isto, lhes mostrou as mãos e o lado. Alegraram-se, portanto, os discípulos ao verem o Senhor.
 Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus.
 Disseram-lhe, então, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele respondeu: Se eu não vir nas suas mãos o sinal dos cravos, e ali não puser o dedo, e não puser a mão no seu lado, de modo algum acreditarei. (João 20: 19,20, 24,25)


Introdução.
Para quem são as marcas de Jesus? Para os incrédulos, para aqueles que precisam ver para crer.

 Ao ler o texto base dessa mensagem, fiquei meditando o porque, foram preservadas as marcas dos ferimentos no corpo de Jesus. Lendo o texto, pude perceber, que as marcas de Cristo foram preservadas para os incrédulos, como prova, que de fato, era ele mesmo.
 Jesus conhecia e conhece o coração humano,  conhecia os seus discípulos e sabia que ainda havia incredulidade  em seus corações. A prova disso, quando Maria Madalena, a primeira a ver Jesus ressurreto, quando ela informou que Jesus havia ressuscitado eles não acreditaram.(Marcos 16.11)
E Jesus os repreendeu por não terem acreditado que ele já havia ressuscitado.(Marcos 16.14)
 Segundo a narrativa de João, Jesus aparece no meio dos discípulos e mostra-lhes as marcas dos seus ferimentos  e assim os discípulos se alegram ao verem o Senhor. Se não fosse por essas marcas eles não acreditariam, a prova disso está relatada em Lucas 24 : 36-39, onde relata que os discípulos pensaram estar vendo um espirito, e Jesus teve que mostrar-lhes suas marcas para que vissem que não se tratava de um espírito, que de fato era ele, dessa forma eles creram.
 Segundo o relato de João, Tomé, um dos discípulos, não estava presente quando Jesus apareceu no meio deles, quando estes o contaram, ele disse: "Se eu não vir os sinais dos cravos, e não puser ali o meu dedo, e não puser as mãos no seu lado, de maneira alguma acreditarei." Quando Jesus apareceu novamente Tomé estava presente, então Jesus lhe disse: Põe aqui o teu dedo; vê as minhas mãos. Chega-te  a tua mão, e põe-na no meu lado. Não sejas incrédulo, mas crente. E disse Tomé: Senhor meu e Deus meu! Então Jesus lhe disse: Porque me viste, crestes. Bem aventurados os que não viram e creram. Para esses é que foram preservadas as marcas de Jesus. Para os incrédulos.
 Cheguei a conclusão também, de que as marcas dos ferimentos do Senhor Jesus foram preservadas para os judeus. Pois estes não o receberam, não o aceitaram como o Messias, como o Filho de Deus.
Lá em João 1.11, diz: Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. Os judeus até hoje esperam o Messias; o Messias já veio, mas eles o rejeitaram.
 Quando Jesus vier pela segunda vez ele virá com poder e grande glória, e todos o verão, os judeus e todas as tribos(nações) da terra e se lamentarão sobre ele.(Apocalipse 1.7) Os que não acreditaram que aquele Jesus de Nazaré( filho de Maria e de José o carpinteiro), era o Messias tão esperado, o verão e se lamentarão sobre ele. Acredito que esse lamento será de arrependimento por não terem acreditado nele, por terem o rejeitado.
 Acredito que essa conclusão que cheguei, foi uma revelação e uma resposta  de Deus para minhas indagações. E Jesus deixa uma palavra para os incrédulos: Não sejais incrédulos, mas crentes.[pois]
Bem aventurados os que não viram, e creram.
 Se você ainda não acredita que Jesus é o Messias, o Filho de Deus e que ele virá para buscar os seus, eu oª aconselho a orar a Deus e pedir que arranque do seu coração a incredulidade e coloque a fé, pois você precisará dela para vencer e receber a salvação de sua alma.

 Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Santo Espírito.
Em:14/11/2013.
Autora: Sandra Moura.
   

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

O Poder do Louvor


"Venham! Vamos subir a Betel, onde farei um altar ao Deus que me ouviu no dia da minha angústia e que tem estado comigo por onde tenho andado." (Gêneses 35.3)

 Com que frequência você reserva para relembrar o que Deus fez e para agradecer-lhe por isso? Estamos sempre tão ocupados que aceitamos as bênçãos de Deus enquanto atravessamos correndo nossos dias agitados sem ao menos nos deter para notá-las. Prazos, encontros e compromissos familiares preenchem o tempo que temos para louvar a Deus. Em geral, só paramos para falar com ele quando precisamos de algo ou quando as circunstâncias nos fazem perceber nossa insuficiência.
 Nessa passagem, porém, Jacó reservou tempo para deter-se e construir um altar para o Senhor _ não para pedir algo, mas para lembrar o que Deus fizera. Esse tipo de louvor tem poder. Quando louvamos a Deus, ele nos renova as forças e nos relembra quem ele é e o que deseja que façamos. Quando lembramos como Deus se mostrou fiel no passado, sentimo-nos confiantes para entregar-lhe nosso futuro. Olhar para trás e ver a mão do Senhor conduzir sua vida concede-lhe fé para acreditar que, mesmo diante do futuro inserto, pode ter certeza de que ele não vai abandoná-lo.
 É muito importante reservar tempo para refletir o que Deus tem feito e como tem sido fiel. Com isso, você não temerá o futuro, mas esperará por ele sabendo que Deus estará com você aonde quer que vá.

Extraído do livro Bom dia! de Stormie Omartian

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Jejun e Oração


"Então proclamei um jejum ali junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante do nosso Deus, a fim de lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos pequeninos, e para toda nossa fazenda." (Esdras 8. 21)

 Esdras recebeu permissão do rei Artaxerxes para voltar a Jerusalém a fim de reconstruir o templo. Em carta o rei disse que todo israelita que quisesse voltar a Jerusalém, tinha sua permissão. Aqui o desafio de Esdras não era apenas dar cabo à reconstrução do templo, mas também a viagem, pois esta seria longa e perigosa. Esse é o motivo pelo qual ele estabelece um dia dedicado ao jejum: suplicar a Deus que os dirigisse na viagem e os livrasse juntamente com seus filhos e os bens que levavam. Ele  sabia que por mais competentes e dispostos que ele e os que o acompanhavam fossem, não poderiam ser bem sucedidos a não ser que a boa mão de Deus estivessem com eles.
 Eis aí uma lição importante. O verdadeiro sucesso na vida não depende apenas do nosso esforço e de nossa qualificação pessoal. Tudo isso é importante. Mas nada disso terá valor se a mão de Deus não estiver sobre nossas vidas. Por isso, ao mesmo tempo em que é necessário nos dedicarmos ao máximo afim de fortalecermos nosso potencial, devemos de igual modo nos dedicar à oração e à dependência de Deus. É isso o que Salomão diz em provérbios: "o cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor"
 Dedique-se para ser cada vez mais qualificado para enfrentar os desafios da vida. Mas não se esqueça de dedicar-se à oração. E a boa mão de Deus lhe fará prevalecer.

Extraído.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Paz e Entrega



O homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração.
I Samuel 16.7b


 As vezes, os cristãos têm dificuldade de sentir que estão dedicando-se plenamente a Deus. Têm a sensação de que é impossível ser mais santo, como os grandes homens de Deus e como o próprio Cristo. Todas essas comparações e julgamentos próprios são negativos e nocivos. François de Fénelon (1651- 1715) garantiu que Deus não mede a quantidade de amor que temos por ele, mas observa se estamos aproximando-nos ou afastando-nos dele.

 O método derradeiro para alcançar a paz no íntimo é a entrega a Cristo. Ele deseja tudo de nós, todo o nosso ser; contudo, mais que isso, deseja que queiramos o mesmo. Então quando buscamos a vontade do Pai, mesmo em períodos de luta no íntimo, quando nos esforçamos para desejar a vontade dele, percebemos estar habitando no centro do seu amor.


    Permaneçam em paz; o fervor da devoção não depende de você; tudo que pode fazer é direcionar sua vontade. Entregue-a a Deus sem reservas. A pergunta importante não é o quanto desfrutamos da religião, mas se desejamos o mesmo que Deus.
   Confesse humildemente suas falhas. Desapegue-se do mundo, e entregue-se a Deus. Ame  a ele mais do que a si mesmo e a glória dele mais do que a sua vida. O mínimo que você pode fazer é desejar e pedir tal amor. Então, Deus o amará e enviará paz em seu coração.

                                                                                                                François de Fénelon.

 Não sei afirmar quando ela, essa paz em meu peito, chegou; todavia, sei o seguinte: ela preenche minha alma; [há] um estranho e tranquilo descanso.

                                                                                      John S. Brown.

Extraído do livro: Águas da Rocha.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Os Pensamentos de Deus.



Há! se meu povo me tivesse ouvido! Se Israel andasse nos meus caminhos!
Em breve eu abateria os seus inimigos e voltaria a minha mão contra os seus adversários.
Os que aborrecem ao Senhor ter-se-lhe-iam sujeitado, e o tempo dele seria eterno.
Eu o sustentaria com o trigo mais fino e o saciaria com o mel saído da rocha. (Salmos 81: 13-16)

Introdução.
Não conhecemos a mente de Deus. Mas quando meditamos em sua palavra, podemos ver como Ele é em essência, como Ele age e como pensa.

Ao ler o texto base dessa mensagem fico a meditar nos pensamentos e desejos de Deus para nossas vidas, e o vejo como um Pai que ama seus filhos e quer o que é melhor para eles. Entretanto, ele fica muito triste por ter que discipliná-los, nesse texto podemos ver o lamento de Deus em ter que permitir que Israel fosse subjugado por seus inimigos.
 O povo de Israel não  obedecia a Deus, Israel virava as costas para Deus e se voltava para outros deuses, deuses de pau e de pedra, que tinham olhos e não viam, mãos e não apalpavam... enfim, deuses que nada poderiam fazer por eles. E Deus queria que Israel se voltasse para Ele, por isso teve que discipliná-los retendo suas mãos protetoras.
Mas, isso doía no coração de Deus, por isso o lamento: Há! Se meu povo me escutasse! Se Israel andasse nos meus caminhos! Todavia, a disciplina foi necessária para que o povo de Israel se voltasse para Deus e retornassem ao caminho que Ele queria que seguissem.
É para isso que serve a disciplina divina, é para nos colocar no centro da vontade de Deus. Ainda que doa no coração de Deus ela é necessária.
Do mesmo modo que Deus agia no passado, no que diz respeito a disciplina, Ele age hoje com o seu povo. Entretanto, Ele prefere que seu povo O escute, isso é, O obedeça pra não ter que discipliná-los ou castigá-los.
Muitos filhos acham que seus pais são ruins por castigá-los, eles não entendem que é para o bem deles; e há pessoas que pensam a mesma coisa de Deus. Todavia temos que lembrar que os pensamentos de Deus a nosso respeito é o bem e não o mal. Ele diz em sua Palavra: Eu é que sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor, pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais.(Jeremias 29:11)
Se ao ler essa mensagem você percebeu que está sendo disciplinado por Deus, arrependa-se e volte ao caminho que Deus quer que você ande, para que você possa desfrutar do melhor que Deus tem para oferecê-lo.

 Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:25/10/2013.
Autora: Sandra Moura. 

Só Jesus Faz (canção)

A Alguns anos atrás Jesus falou muito forte em meu coração através desse louvor.
Eu esperava ajuda de muitas pessoas, mas elas não podiam fazer muito por mim, ao ouvir esse louvor pude perceber que tem coisas que só Jesus pode fazer em nossas vidas.
Espero que assim como esse louvor falou em meu coração, possa falar também no seu.

Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Meu Testemunho


José Alves de Moura.
Esse é o meu pai, homem de Deus, um excelente pai e marido, um exemplo de homem de Deus, pastor da igreja Metodista Wesleyana em Rio das Ostras-RJ.





O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei? (salmos 27:1)

Recentemente nossa família, especialmente meu pai, foi surpreendida com uma notícia ruim, meu pai foi diagnosticado com câncer de próstata, não é uma notícia boa de se receber, aliás é mais que péssima; e, tenho que dizer, que quando eu soube dessa notícia chorei muito, o medo veio ao meu coração, medo de ver o meu pai sofrendo, definhando numa cama, medo de perdê-lo. Porém, não deixei o medo  me vencer, lutei contra ele em oração.
 Começamos uma campanha de oração e, nas minhas orações eu dizia pra Deus: Senhor eu não aceito que meu pai venha ser mais uma vítima do câncer, eu não aceito vê-lo sofrendo em uma cama. Amados certo dia quando fiz essa oração Deus confirmou em meu coração que meu pai não morreria dessa doença. Em minhas orações eu pedia: Pai coloca as suas mãos em volta daquela próstata,  não deixe que o câncer se espalhe para outros órgãos, essa era a minha oração constantemente; pois nós a alguns anos atrás sofremos com a perda do irmão do meu pai com a mesma doença, o câncer se espalhou por todo o corpo e ele veio a falecer.
 Finalmente, chegou o dia da cirurgia, a expectativa era grande, a cirurgia foi um sucesso, a minha preocupação era o diabetes, a cicatrização, depois da cirurgia a glicose do sangue de meu pai foi a mais de 300, mas graças a Deus não trouxe complicações, logo conseguiram que ela voltasse ao normal. Enfim, chegou o dia da alta, estávamos felizes e confiantes de que tudo ia sair bem, meu pai veio pra casa com uma sonda porque depois da operação de próstata a bexiga não funciona, essa sonda só poderia tirá-la de dez a quinze dias após a cirurgia é o tempo que a bexiga volta a funcionar. No terceiro dia de operado levamos um susto, a sonda  saiu, ficamos nervosos sem saber o que fazer, liguei para o médico e ele também ficou preocupado a ponto de dizer: Meu Deus! Será que arrebentou isso ou aquilo(isso ou aquilo é por minha conta pois não lembro os nomes que ele usou), vai ter que operar de novo, ele comeu alguma coisa? Eu disse que sim, ele disse: meu Deus se tiver que operar só daqui a oito horas, e eu ouvindo essas palavras de um especialista renomado, conhecido em todo território nacional e tendo que manter a calma para meu pai não perceber.
 Perguntei ao médico: o que eu faço? O medico respondeu: vou pensar, te ligo daqui a pouco, o médico retornou a ligação e disse:  faz o seu pai beber bastante água e leva-o para a emergência, chegando lá mande ligar para o Dr. Ricardo meu auxiliar, e assim fizemos, o médico demorou um pouco, meu pai começou a passar mau, sentindo dores pois a bexiga estava cheia e ele não conseguia urinar, finalmente o médico chegou, chamou uma enfermeira e disse: prepara uma sala pois vou tentar introduzir uma sonda, se ela não entrar providência um quarto para enterná-lo e iremos para o centro cirúrgico. Ai, que meu pai soube da gravidade do problema pois quando terminamos de falar com o seu médico eu disse: Pai não se preocupe, vamos para a emergência chegando lá é só colocar a sonda e viremos embora. Ao saber da gravidade do problema meu pai disse: Tomara que não seja tão demorado como foi na cirurgia!
 Meu pai entrou na sala junto com o médico para fazer o procedimento e eu fiquei do lado de fora em frente a porta andando de um lado para o outro orando e determinando, dizendo: Essa sonda vai entrar e nós vamos voltar pra casa em nome de Jesus! Repeti essa frase por varias vezes, até que, a porta se abriu, o médico saiu e eu perguntei: E ai, doutor, a sonda entrou? E ele respondeu: Entrou.
Agradeci muito a Deus pela vitória; meu pai disse que quando a sonda entrou o médico respirou aliviado. Deus é fiel! Ele não permitiu que meu pai passasse por uma nova cirurgia, mesmo porque, meu pai não suportaria por oito horas aquela dor que estava sentindo devido a bexiga cheia. Como cri e determinei, assim aconteceu, a sonda entrou e nos fomos pra casa. Todavia, tenho que lhes dizer que quando estamos para ir para o hospital, o diabo me fazia lembrar das palavras que o médico me falou, tentando colocar medo em meu coração, tentando me deixar nervosa pois eu estava somente com o meu pai em casa, eu que cuidei dele sozinha, tinha que dirigir até o hospital, estava chovendo muito e já era noite; mas não dei atenção a Satanás, pedi a Deus que tirasse o medo e me desse calma.
Na viagem para o hospital veio em minha mente o Salmo 27:1, que diz: O Senhor é a minha luz e a minha salvação, o que temerei? O Senhor é força da minha vida de que me recearei? Essas palavras ficaram gravadas em meu coração pois quem tem o Senhor não precisa temer, pois Ele está ao nosso lado segurando em nossa mão, nos guiando em todo tempo e cuidando de nós.
Meu pai se recuperou bem, a cicatrização foi perfeita, a biópsia do material retirado comprovou que não deu metástase, isto é, o câncer não se espalhou, só ficou na próstata, meu pai foi liberado pelo médico pois só a cirurgia foi o suficiente para livrá-lo do câncer. Louvo a Deus por essa grande vitória! Isso é para honra e glória de Deus.

 Talves caroª leitorª, você está passando por algo parecido, te digo, o medo pode até vir em seu coração, mas não deixe que ele permaneça lá, ore a Deus e ele lançará fora todo medo. Creia em Deus Pai, creia em Jesus Cristo e ele te dará a vitória .

   Que Deus te abençoe ricamente e te dê a vitória em nome de Jesus!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

O Propósito do Espírito Santo é nos Libertar do Pecado

 Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança pelo poder do Espírito Santo. (Romanos 15. 13)


Cristo era Deus em forma humana, Ele não tinha pecado, no entanto morreu por causa dos  nossos pecados. Estávamos separados do Pai por causa de nossas transgressões. Entretanto, quando clamamos o nome de Cristo, somos salvos; aceitamos seu perdão purificador e nos tornamos santos para Deus.

Jesus, contudo, não nos livrou apenas do pecado do passado; ele nos deixou o Espírito Santo, que nos ensina todas as coisas e nos dá poder para curar, expulsar demônios e, acima de tudo, sermos como Cristo.

Muitos descrentes argumentam que seria injusto Deus nos criar com a capacidade de pecar e julgar-nos quando cometemos um erro. Entretanto, o Senhor é justo. Ele deseja ter um relacionamento sincero e amoroso com todas as pessoas, por isto possibilitou, pela morte sofrida de seu Filho, que alcançássemos a pureza necessária para estarmos em sua presença e refletirmos sua glória.

Não precisamos preocupar-nos, pensando que Deus é mal ou injusto. Ele não é um tirano sedento de poder. É um Pai amoroso que deseja que seus filhos vivam seguros e em paz; e pelo poder do Espírito Santo, podemos alcançar esse objetivo.

A determinação é boa e impressionante. A genialidade é dom excelente. Os pensamentos inspiram e estimulam. Todavia, é necessária uma capacitação divina_ e mais energia do que a determinação, a genialidade ou o pensamento _ para romper as amarras do pecado e alcançar corações afastados de Deus; para reparar as brechas  e restaurar a igreja aos caminhos antigos da pureza e do poder. Nada além do Espírito Santo pode realizar essa tarefa.


                                                                                                       E. M. Bounds

Extraído do livro: Água da Rocha.
                                                                                            

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Jesus Está no Seu Barco?


Entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram. De repente levantou-se no mar uma grande tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Ele, porém, estava dormindo.
Os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! Estamos perecendo.
Ele lhes disse: Porque temeis, homens de pequena fé? Então levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se grande bonança. (Mateus 8.23-26)

Introdução.
 Quando Jesus está em nosso barco, ou seja, em nossa vida, não devemos ter medo pois ele dissipa toda tempestade.

 No texto base dessa mensagem mostra um momento difícil  que os discípulos enfrentaram, uma grande tempestade que os colocou em risco de morte. Você pode perceber que Jesus estava no barco, porém, o fato dele está no barco não os isentou de passar por um momento de adversidade. Jesus não nos enganou, ele disse: No mundo passais por aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.(João 16. 33)
  Sabe qual é a diferença de ter Jesus em nosso barco? É que ele nos ajuda a passar pela tempestade e superá-la.
  No momento da tempestade(da adversidade) é muito importante o clamor, o nosso Deus diz: Clama a mim e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.(Jeremias 33:3) Quando os discípulos viram que a situação estava difícil clamaram por Jesus e este os salvou.
 Percebemos que no momento da tempestade os discípulos sentiram medo, mesmo com Jesus dentro do barco. Ter medo é normal no ser humano e animal, o medo é um mecanismo de auto-proteção ele serve para nos proteger de nos expormos ao perigo. Mas, quando este medo atinge um grau elevado, aí sim, há um problema; quando chegamos nesse estágio passamos a duvidar de que conseguiremos vencer mesmo Jesus estando em nosso barco, como aconteceu com os discípulos; esse tipo de medo gera a incredulidade e, a incredulidade impede que sejamos abençoados.
 Precisamos crer que Jesus irá dissipar a tempestade, que ele irá nos ajudar a passar por ela e superá-la pois ele está em nosso barco para nos ajudar e nos proteger.
 Jesus está no seu barco? Então creia na sua vitória, creia que ele dissipará esta tempestade e que logo, logo você verá a bonança, a calma em nome de Jesus.

    Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Santo Espírito.
Em: 17/10/2013.
Autora. Sandra Moura.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

O Sorvete (Ilustração)



 Certa vez levei  meu filho de seis anos ao restaurante. Ele perguntou se poderia dar graças.
Quando concordei, ele disse:
- Deus é bom. Deus é maravilhoso. Obrigado pela comida. Ficarei ainda mais agradecido se mamãe me der sorvete como sobremesa. E liberdade e justiça para todos. Amém.
 Junto com as risadas dos outros clientes, escutei uma mulher comentar:
- É isso que está errado com esse país: As crianças de hoje não sabem nem orar. Pedir sorvete para Deus! Eu nunca vi isso!
 Escutando isso, meu filho banhou-se em lágrimas e perguntou:
- Eu fiz alguma coisa errada? Deus está zangado comigo?
Enquanto eu o abraçava, assegurava-lhe que ele havia feito uma oração maravilhosa, que Deus, com toda certeza, não estava zangado com ele.
 Um cavalheiro mais idoso aproximou-se da mesa, deu uma piscada para meu filho e disse:
- Eu fiquei sabendo que Deus achou que foi uma bela oração.
- Mesmo? Perguntou meu filho.
- Dou a minha palavra.
 Então, num sussurro teatral, ele acrescentou, indicando a mulher cujo  comentário havia desencadeado aquelas lágrimas:
- Que pena que ela nunca tenha pedido sorvete a Deus.
 Às vezes um pouco de sorvete faz bem a alma.
 Naturalmente, comprei sorvete para meu filho no fim da refeição. Ele o olhou fixamente por um momento e fez algo do qual me lembrarei para o resto de minha vida: Pegou o seu sundae e, sem uma palavra, na direção da mulher e o colocou em frente a ela. Sorrindo, disse-lhe:
- Olha, este sorvete é para você! Sorvete às vezes é bom para a alma, e a minha já está bastante boa.
                                                                                                                Afonso Hilar.

 "Abomináveis são para o Senhor os pensamentos do mal, mas as palavras dos puros são aprazíveis." (Provérbios 15.26)
"Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida." ( I Timóteo 1.5)

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Fé com Atitude



Meus irmão, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode acaso, semelhante fé salvá-lo?
Se um irmão ou irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento de cotidiano,
e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso?
Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só é morta. (Tiago 2: 14-17)

Introdução.
 Muitas pessoas dizem que crêem em Deus, mas, não têm demostrado através de suas atitudes a fé que dizem ter.

 Sabemos que a justificação(salvação) vem pela fé. É pela graça(dádiva) de Deus que somos salvos; não é por obras que tenhamos feito, porém, essa fé deve ser acompanhada de atitudes. Quando a pessoa ouve  a palavra de Deus e crê, ela tem que demostrar a sua crença indo até a Jesus e aceitá-lo como seu Salvador.
 No texto base dessa mensagem diz que a fé se não tiver obras, por si só é morta, isto é, ela é inoperante; a pessoa não consegue nada de Deus com esse tipo de fé. A palavra de Deus diz: Tornai-vos praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos... Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem- aventurado no que realizar.(Tiago 1:22,25)
 A palavra de Deus diz que a fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus. A prática dessa palavra é  atitude, a fé sem atitude de nada vale. A negligência trás más consequências, o negligente é aquele que sabe o que deve fazer, e não o faz simplesmente porque não quer.
 Na parábola dos talentos, fala de um servo negligente, esse homem recebeu do seu senhor um talento(dinheiro), como os outros servos ele tinha que fazer algo para que esse dinheiro se multiplicasse, ao invés disso, ele enterrou o seu talento. Quando o seu senhor voltou e lhe pediu contas, ele não tinha feito nada, e devolveu o que seu senhor lhe tinha dado; esse servo foi considerado pelo seu senhor como um mal e negligente servo, e ele foi punido por isso.
 Da mesma forma será com aqueles que não tomarem atitudes de acordo com a fé que dizem ter. Muitos dizem que crêem em Deus, que são servos de Deus,  mas, não fazem o que o nosso Senhor Deus manda. Sabem o que devem fazer, mas não o fazem. A palavra de Deus diz também, daqueles que deixaram de praticar o amor ao próximo, ela diz assim: Então, o Rei dirá aos que estiverem a sua esquerda:  Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Porque tive fome, e não me deste o que comer; tive sede, e não me deste o que beber;...estando nu não me vestistes; tive enfermo e não fostes ver-me... E eles lhe perguntarão: Senhor quando te vimos com fome, com sede, nu... e não lhe assistimos? Então lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que deixastes  de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixastes de fazer. Então irão estes para o castigo eterno, porém os justos para a vida eterna.(Mat 25:41-46)
 Muitos lêem o texto acima e pensam que precisam fazer caridade para serem salvos, como eu disse no início dessa mensagem, a salvação é pela graça de Deus e não por algo que tenhamos feito, e ela vem através da fé e obediência a palavra de Deus. O deixar de fazer é que caracteriza o pecado, e o pecado gera a morte; a palavra de Deus diz que o salário(paga) do pecado é a morte...(Rom 6:23).
 A desobediência a palavra de Deus é pecado. Vimos que a negligência, a fé sem atitudes trás más consequências, por outro lado, a fé com atitude trás boas consequências, temos vários exemplos de pessoas que agiram a sua fé, uma delas foi Raabe, a meretriz que salvou os dois espias Israelitas, ela os escondeu em sua casa para os proteger dos inimigos, Raabe tinha ouvido falar do Deus do povo de Israel e de como os libertou com mão forte o seu povo da escravidão do Egito, como Deus abriu o mar vermelho e deu vitória ao seu povo; ela ouviu também que o povo de Deus estava prestes a invadir sua terra e tomá-la;  Raabe, cria no poder de Deus e sabia que isso iria acontecer, e pediu aos espias que salvasse ela e sua família, por causa da atitude de Raabe em salvar os espias, ela e sua família foram salvos da morte.
 Um outro exemplo, foi o de Zaqueu, quem não conhece a história do cobrador de impostos, que devido a sua pequena estatura, subiu em uma árvore só para ver Jesus passar. Quando Jesus o viu, o chamou dizendo: Zaqueu desce depressa pois hoje irei em sua casa; Zaqueu  desceu, recebeu Jesus em sua casa com muita alegria, ao ouví-lo , Zaqueu disse: Olha Senhor. tudo que tenho dou aos pobres e se nalguma coisa defraudei à alguém devolvo quatro vezes mais. A maioria dos cobradores de impostos da época, cobravam mais do devia e embolsavam o que sobrava, pelas palavras de Zaqueu parece que ele fazia o mesmo.
 Podemos perceber na história de Zaqueu, que ele ouviu, creu, atendeu o chamado do Senhor, se arrependeu e mostrou o fruto(atitude) de seu arrependimento, isto é, Zaqueu agiu a sua fé e foi salvo. Quem diz que crê em Deus tem que assumí-Lo, confessá-Lo como o seu único e suficiente Salvador.
 Muitos dizem eu creio em Deus, ele está no meu coração, mas, não O confessam como o seu Senhor, não O aceitam como o seu Salvador; essa "fé" é só de boca, não passa de meras palavras, não surte efeito algum para essa pessoa, ela não receberá as bênçãos de Deus e muito menos a salvação eterna.
 Caroª leitorª, vimos nessa mensagem exemplos de pessoas que creram, agiram e foram beneficiadas por Deus. Vimos também, que aqueles que diziam que tinham fé mas foram negligentes, isto é, sabiam o que tinham que fazer e não o fizeram foram castigados.
 Aprendemos que a fé  deve ser acompanhada de atitudes, do contrário cometemos pecado. Deus quer ver a nossa fé demostrada através de atitudes, portanto, se Ele te chamar, atenda-O, se Ele te mandar, obedeça-O, pois só assim obteremos suas bênçãos e consequentemente a salvação eterna.

  Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito Deus.
Em:16/08/2012.
Autora: Sandra Moura. 

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Vou Deixar na Cruz (Canção)

     


Deixe aos pés de Jesus todas as suas dores, angustias e aflições pois só ele pode te curar, te consolar, te fazer superar todas as dores e ultrapassar todos os obstáculos da vida.

domingo, 29 de setembro de 2013

Paz para Vencer a Ansiedade



Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe  o seu coração, nem tenham medo. (João 14.27)

Na mensagem abaixo, Oswald Chambers (1847-1917) mostra que Jesus é a única fonte de paz.

 Você está ansioso neste instante, distraído pelas ondas e vagas da vida? Continua sem ser capaz de encontrar os poços da paz, de alegria e de consolo?  Todos estão secos? Então erga os olhos e receba a paz inabalável do Senhor Jesus.
 Você está olhando pra Jesus agora, entregando a ele  seus problemas e recebendo dele a paz? Se sua resposta é afirmativa, ele será uma benção em sua vida e através de você. Entretanto, se permanecer preocupado com os problemas, anulará a presença de Deus em sua vida.
 Ficamos ansiosos porque temos enfocado os problemas; não temos considerado a presença do Senhor. Mas, quando alguém vai a Jesus Cristo, a confusão se dissipa, porque nele não há confusão.
Então, nosso único objetivo passa a ser o de habitar nele.
 Sendo assim, apresente tudo ao Senhor e, em meio à dificuldade, apesar de tristeza, ouça-o dizer: Não se perturbe o seu coração.
                                                                              Oswald Chambers.


Toda sua ansiedade, todos os seus cuidados,
Leve ao trono de Deus, deixe-os lá,
Não há fardo que ele não consiga levar,
Não há amigo como Jesus!
                         Edward H. Joy.


Extraído  do livro: Águas da Rocha.  

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

O Poder da Oração (II)


Então o homem disse: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Porém, Jacó respondeu: Não te deixarei ir, se não me abençoares.(Gê 32:26)

Introdução.
A oração é o maior poder que existe. O poder da oração é multiplicado nas reuniões de oração.

 As reuniões de oração, ou seja, os cultos de consagração são muito importantes para se buscar o poder da oração. O que vem a ser esse poder?   Esse poder é: Autoridade, força vindas da parte de Deus  através do Espírito Santo. Quanto mais  se ora, se consagra, mais poder recebe.
 O que este poder não é? Este poder  não é força física _ No livro de Jó Deus faz uma pergunta para ele: Tens braços como o de Deus, ou podes trovejar com voz como a dele?(Jó 40.9) Neste texto a palavra de Deus fala que o poder não vem de nós, não temos esse poder, ele só vem de Deus.
 Este poder não é poder intelectual. Isto é, não é um pensamento positivo, uma força da mente, da inteligência. O que é e de onde vem este poder? É o poder de Deus. Em Salmos 138.3 diz: "No dia em que eu clamei, tu me ouviste; alentaste-me, e fortaleceste a minha alma".
 Quando oramos recebemos forças que também é o poder de Deus; essa força nos capacita a vencer todos os problemas e superar todas as dificuldades e dores da vida. Quando oramos recebemos autoridade, dons espirituais para fazermos a obra de Deus, recebemos autoridade para pisar serpentes e escorpiões, ou seja, o diabo e seus demônios.
 Este poder foi prometido por Deus. Em Atos 1:8 Diz: "Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo..." Quando  oramos a Deus pedindo esse poder, ele nos envia através do seu Santo Espírito, é promessa dele.
 Este poder flui da comunhão com Deus. Quanto mais oramos, mais comunhão com o Senhor obtemos, quanto mais unido ao Senhor mais poder, pois ele é a fonte desse poder. Quando os discípulos estavam reunidos em oração, em comunhão com Deus, veio sobre eles o Espírito Santo e  eles receberam poder, ousadia, autoridade para fazer a obra de Deus.
 Como devemos usar este poder? Para a glória de Deus_ No texto base dessa mensagem fala da luta de Jacó com Deus, ou seja, ele orou a Deus a noite inteira, segurou no anjo e não o largou enquanto não foi abençoado. Jacó, depois daquela noite  tornou-se um novo homem para a glória de Deus. 
Devemos usar este poder como um testemunho  as outras pessoas. Este poder tem que ser para a glória de Deus, quando testemunhamos glorificamos o nome de Deus. Jacó saiu daquela oração com uma marca, ou seja, ele saiu mancando, aquela marca mostrou para as pessoas que Deus o havia tocado. Quando oramos a Deus recebemos uma marca, e essa marca é o milagre, a benção de Deus em nossas vidas e todos vêem e glorificam o nome de Deus. 
 Que venhamos buscar esse poder em oração para que sejamos instrumentos da glória de Deus, para a glória de Deus em meios a sociedade. Para que tenhamos forças e autoridade para vencer toda força do mal, para que muitas pessoas ao ver este poder venham crer em Deus nosso Senhor Jesus Cristo e recebê-Lo como Senhor e Salvador de suas vidas.

 Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:18/09/2013.
Título e Tópicos: Extraídos da Bíblia da Pregadora.
Desenvolvimento: Sandra Moura.

domingo, 8 de setembro de 2013

Vai Valer a Pena (Canção)



Deus é Fiel.

Vencendo os Ventos e as Tempestades da Vida


Todo aquele, pois, que ouve essas minhas palavras e as pratica, assemelha-lo-ei ao homem prudente que edificou sua casa sobre a rocha: E desceu a chuva, e correram os rios, e assopraram os ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.(Mateus 7. 24,25)
Não se aparte de sua boca o livro dessa lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas o cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e então prudentemente te conduzirás.(Josué 1.8)

Introdução.
 Neste mundo passamos por muitas aflições e adversidades que vem sobre nossas vidas como ventos e tempestades. O segredo para vencê-los, é a prática da palavra de Deus.

 No texto base dessa mensagem Jesus fala de dois fundamentos, a casa edificada sobre a rocha e a casa edificada sobre a areia. Sabemos que uma casa edificada sobre a rocha fica sobremodo firme, ela não cairá, pode vir os ventos, as tempestades contra essa casa que vai ficar firme.
 Por outro lado,a casa edificada sobre a areia não tem estrutura, quando vem os ventos fortes, as tempestades, os  rios e derem contra essa casa, ela cairá. Jesus, com essa comparação fala de nossas vidas, a casa aqui, simboliza a nossa vida; a rocha, simboliza o próprio Senhor Jesus e sua palavra; a areia, simboliza qualquer outra coisa ou alguém.
 O que ouve a palavra de Deus e não pratica tem sua vida alicerçada em outras coisas ou pessoas não em Jesus. Você pode observar que há pessoas que têm sua fé fundamentada na imagem "a", na imagem "b", alicerçada no pastor "a", no pastor "b"... Quando vem as tempestades e os ventos da vida, isto é, as adversidades, as aflições e as tentações elas não resistem, muitas delas são vencidas pelos problemas, pelas tentações porque não tem estrutura espiritual para vencer.
 Por outro lado, quem ouve a palavra de Deus e às pratica tem sua vida fundamentada, alicerçada na rocha, que é o Senhor Jesus e sua palavra, e quando vem as tempestades, e os ventos da vida elas resistem firmes na fé e vencem os seus problemas e as tentações. Essa é a única forma de vencer e sermos bem-sucedidos:A prática da palavra de Deus, isto é, a obediência ao Senhor.
 A palavra de Deus diz que não devemos ser somente ouvintes da palavra de Deus, mas também praticantes. O nosso Deus disse para Josué: "Não te apartes de tua boca o livro dessa lei; antes medita nele dia e noite; para que tenhas o cuidado de fazer conforme tudo o que nele está escrito, para que te vá bem e sejas bem-sucedido.(Josué 1.8)
 Queridoª leitorª, que venhamos ser praticantes da palavra de Deus e não somente ouvintes, que venhamos guardar a palavra de Deus para podermos resistir as tentações e vencer as aflições, para que venhamos ser bem-sucedidos e permanecermos firmes na fé em Deus e assim vencer os ventos e as tempestades da vida.

 Que Deus te abençoe e te guarde em nome de Jesus.

Mensagem iluminada pelo Santo Espírito.
Em:14/04/2013.
Autora: Sandra Moura.


quinta-feira, 5 de setembro de 2013

A Flor de Lótus (Ilustração)


"Sábio, como faço para não me aborrecer? Algumas pessoas falam demais, outras são ignorantes. Algumas são indiferentes.
  Sinto ódio das que são mentirosas. Sofro com as que caluniam."
 O sábio então o advertiu: "Pois viva como as flores"
Perguntou o homem:" Como é viver como as flores?"
  Pacientemente, o sábio explicou: "Aprenda com a Flor de Lótus, elas nascem no esterco, entretanto, são puras e perfumadas. Extraem do adubo mal cheiroso tudo que lhes é útil e saudável, mas não permitem que o azedume da terra manche o frescor de suas pétalas.
  É justo angustiar-se com as próprias culpas, mas não é inteligente permitir que os vícios dos outros o importunem. Os defeitos deles são deles e não seus.  Se não são seus, não há razão para aborrecimento.
  Exercite, pois, a virtude de rejeitar todo mal que vem de fora; isso é viver como as flores.
(Autor desconhecido)

  Não podemos nos deixar contaminar com os erros existentes no mundo:
"Bem aventurado os limpos de coração porque eles verão a Deus." (Mat. 5.8)
 
  Devemos sim, influenciar o mundo fazendo o que Jesus nos ensinou:
"Voz sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens." (Mat. 5. 13)

 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas obras e glorifiquem a vosso pai, que está nos céus." (Mat. 5.16)
(Extraído) 


 

sábado, 20 de julho de 2013

Porque Não Devo Ter Medo?



 Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.(Isaías 41.10)

Introdução.
Muitas vezes em meio as adversidades da vida sentimos medo. Todavia o Senhor nosso Deus no diz: Não temas pois jamais os deixarei.

Em meio as adversidades é comum o ser humano sentir medo; medo de perder um ente querido que está doente, de perder o emprego, medo de não suportar a dor do abandono,etc. Porém, nosso Deus nos diz que não devemos ter medo pois pertencemos a Ele, o nosso Deus nos diz em sua palavra: ...Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.(Is 43.1)
Não devemos ter medo pois o nosso Deus nos conhece pelo nome; Ele diz em sua palavra: ...Conheço-te pelo teu nome.(Êx 33.12) Não devemos ter medo pois o nosso Deus nos segura pela mão direita, Ele diz: Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo.(Is 41.13)
Não devemos ter medo pois nosso Deus nos ensina o caminho que devemos andar; Ele nos diz: Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir... Não devemos ter medo pois o nosso Deus envia seu anjo à nossa frente; Ele diz: Eis que eu envio um Anjo adiante de ti, para que te guarde pelo caminho e te leve ao lugar que tenho preparado.(Êx 23. 20)
Não devemos ter medo pois o nosso Deus jamais nos deixará; Ele nos diz: ...De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei.(Hebreus 13 5b) Não devemos ter medo pois o nosso Deus cumpre suas promessas, elas são sim e amém; na Sua palavra diz: Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por Ele é o amém para a glória de Deus, por nosso intermédio.(II Cor 1.20)
Talves, caroª leitorª, você tem sentido medo em meio as adversidades, mas o Espírito Santo te diz hoje: Não tenha medo pois você não está só. Queridoª creia que Deus está do seu lado segurando sua mão direita como um pai segura a mão de seu filho, te conduzindo e passando com você pelas águas, pelos rios e pelo fogo da adversidade pois em sua palavra diz: Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.(Is 43 .2)
O nosso Deus nos diz com estas palavras que não seremos destruídos, vencidos pelas adversidades porque ele está conosco nos ajudando e nos dará o escape, a vitória é promessa Dele, ele nos diz: ...Eu velo sobre minha palavra para à cumprir.(Jeremias 1.12) Creia amadoª na sua vitória em nome de Jesus.

    Que Deus te abençoe em nome de Jesus!


A Pantera (Ilustração)



Uma pantera não parava de queixar-se ante outro animal, dizendo-lhe: "Sou forte e charmosa, dotada de mandíbulas com bons dentes e poderosas garras nas patas e sou a mais dominante dos animais. No entanto, tenho um grande temor do cachorro."
 A pantera continuou reclamando de sua situação, julgando-se inferior e decidiu então colocar fim em sua vida.
 Encontrava-se nesta situação quando chegou o seu amigo elefante; se cumprimentaram e começaram a conversar.
 A pantera observou que o elefante movia constantemente suas orelhas, e lhe perguntou a causa: Vê este minúsculo inseto que zumbe ao meu redor? Se consegue entrar no meu ouvido, estou perdido.
 A pantera disse então: Não seria insensato pôr fim a minha vida, sendo eu muito mais ágil e inteligente que o elefante, assim como muito mais forte e poderosa que o cachorro e o mosquito?

"Se te mostras frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena." (Provérbios 24.10)

"Que diremos, pois, a estas  coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? (Romanos 8.31)

sábado, 1 de junho de 2013

Perdão, Amor e Justiça


Temos sido juízes para as demais pessoas e seus atos. Mas quando se diz respeito aos nossos próprios atos, somos tão misericordiosos.
Há aqueles que dizem ser melhores e superiores aos demais, criticam seus erros e deslizes. Quantas vezes repudiamos as atitudes alheias. Somos os primeiros a apontar o dedo e a julgar as atitudes das pessoas.
 Mas eles mesmos não enxergam os seus próprios.
Porém, não podemos esquecer de uma coisa: Deus é juiz e justo, para Ele não existe pecadinho nem pecadão.
As atitudes injustas de uma ladrão é tão pecado quanto as de quem difama o próximo.
As atitudes injustas de um adultero é tão pecado quanto daqueles que tem malícia e maus olhos.
Então o que adianta ficar repudiando as atitudes alheias?
Olhe para dentro de você e busque perdão, amor e justiça.
Invoque a misericórdia de Deus, e seja humilde para fazer a vontade dEle.
Examine á si próprio, e não aos demais, e procure andar em justiça. Deixando as mágoas, os fingimentos, os maus olhos, a má língua e toda sorte de impureza.

Extraído.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Deus e o tempo

Quem dera pudéssemos parar o tempo e o relógio em determinados momentos. 
Momentos bons e inesquecíveis, que desejássemos termos sempre eles ali.
Como o nascimento de um filho, o casamento, aquele abraço na pessoa amada, o primeiro emprego... e por aí vai...
E se pudéssemos adiantar a hora, naquelas situações ruins que logo queremos que passem? 
Mas o tempo é uma coisa que não podemos nem voltar, nem adiantar.
O que foi feito, está feito e não dá pra voltar.
Porém tem uma coisa que podemos fazer: Aproveitar o tempo.
Quantas vezes temos desperdiçado tempo com coisas vãs  e que em nada edificam?
Poderíamos estar a sós com Deus, buscá-Lo, agradá-Lo e fazermos inúmeras coisas.
Voltar no tempo é impossível. Máquina do tempo, somente em filmes...
Mas você pode mudar seu presente e seu futuro, aproveitando melhor seu tempo, estando com Deus.
Talvez você se diga " se eu pudesse voltar atrás... faria tudo diferente..."
Uma coisa é possível: Você hoje tomar atitudes diferentes, aproveitar o tempo, as oportunidades. E amanhã você irá olhar para hoje e ver que fez tudo diferente.

" Aquilo que foi já é; e o que há de ser já foi; e Deus restaurará o que passou."
Eclesiastes 3.15

      
sandriele- Blog:  www.umaflorparadeus.blogspot.com

sábado, 30 de março de 2013

A Escolha



 Eu acompanhei o momento em que uma jovem mãe tentava induzir seu filho de dois anos de idade a fazer uma escolha: "Você pode comer peixe ou frango", ela disse. Ela limitou as opções, pois a criança era muito pequena para compreender além disso.
 As escolhas com frequência permitem diversas opções, e devem dar espaço para que o indivíduo rejeite algumas alternativas. Adão e Eva estavam no melhor ambiente possível. Deus estabeleceu limites ao redor de uma árvore apenas. Eles tinham uma escolha e não era necessário muita sagacidade para escolher sabiamente. Mas a opção deles foi trágica.
 Alguns culpam Deus pelo que consideram suas restrições, e podem até acusá-lo de tentar controlar suas vidas, porém Deus nos dá uma escolha, assim como a deu a Adão e Eva.
 Sim, Deus estabelece limites para nos proteger. Davi compreendeu isso, pois ele escreveu: "Os teus mandamentos me fazem mais sábio que os meus inimigos, porquanto estão sempre comigo."(Salmo 119.98)
 Deus se preocupa tanto conosco que nos dá limites para que possamos escolher corretamente.

Extraído do livro Nosso Andar Diário.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

O Poder da Oração



 Em 2008, a equipe de filmagem do Dia da Descoberta viajou à China com uma missão especial: recordar a vida do missionário Eric Liddel, o medalhista de ouro das Olimpíadas de 1924, cuja  história foi contada no filme Carruagem de Fogo.
 A equipe levou consigo as três filhas de Eric: Patrícia, Heather, e Maureen, permitindo que elas revisitassem alguns dos lugares onde as duas irmãs mais velhas viveram. A tia idosa Louise também as acompanhava na viagem.
 Numa ocasião, depois que o grupo chegou a Pequim, eles precisavam percorrer um bom trecho a pé com suas bagagens. No caminho, a tia Louise sentiu falta de ar. Um dos membros da equipe do filme sentou-se ao seu lado, colocou a mão no joelho dela e simplismente orou : "Querido Jesus, ajude a tia Louise a respirar." Imediatamente, ela começou a recuperar o fôlego.
 Mais tarde, Heather recontou a história e falou que aquela oração reacendeu a sua fé. Aquele simples ato de fé a lembrou do vínculo contínuo que temos com Jesus _ uma verdade que ela havia ignorado ao longo de sua vida.
 Às vezes precisamos de lembretes de que Deus está perto. Quando chegam as provações e Deus parece distante, lembre-se desta oração e de que estamos apenas a uma oração distanciando-nos da conexão com o Deus do universo.

  "Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará moires do que estas; porque eu vou para meu pai."
 "E tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho."
  "Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei."  (João 14. 12-14)

(Extraído)
 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Buscando a Orientação Divina




 Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus; guia-me o teu bom Espírito por terra plana.
 Pois este é o nosso Deus para todo sempre; ele será nosso guia até a morte. (Salmos 143. 10; 48.14)

Introdução.
 Em certos momentos da vida ficamos desorientados, sem saber o que fazer ou que rumo devemos tomar. Mas, se buscarmos a orientação de Deus seguiremos por caminhos certos.

 O texto base  e o texto de apoio dessa mensagem nos mostra a importância de buscarmos a orientação, a direção de Deus. O salmista Davi nesses Salmos e em muitos outros nos mostra que ele  não abria mão da orientação, da direção de Deus pois sabia que se Deus o guiasse tudo ia dar certo em sua vida; e assim foi, enquanto Deus o dirigia tudo dava certo, enquanto Davi seguia a orientação de Deus ele era vitorioso, porém, quando ele resolveu seguir os seus próprios caminhos, estes o levaram a ruína.
 Todos nós conhecemos a história de Davi, da sua queda espiritual quando adulterou com Batesseba e ainda para piorar a situação mandou matar o marido de sua amante,  com essa atitude Davi se tornou um dos piores homens, naquele momento Davi não era nem sombra do homem que era antes, homem considerado pelo próprio Deus como um homem segundo o Seu coração. É certo quando a Bíblia diz que "há caminhos que ao homem parece direito, mas o fim deles é morte". Mas Davi tinha uma característica importante, ele era humilde e reconheceu o seu erro, arrependeu-se, pediu perdão a Deus e foi perdoado.
 Temos na palavra de Deus exemplos de outras pessoas que também não abriram mão da orientação, da direção de Deus. Me lembro do exemplo de Moisés, quando Deus disse para ele que não ia adiante dele  e do povo de Israel, mas iria manda o Seu anjo pois o povo havia provocado imensamente a sua ira, se ele fosse acabaria consumindo o povo. Porém, Moisés não aceitou o anjo, ele disse: "Senhor, se tu não fores conosco não nos faça sair daqui."(Êxodo 33.15) Moisés sabia que a orientação, a direção de Deus era indispensável, necessária e vital para ele e para o povo de Israel.
 O nosso Deus é o nosso guia, a nossa luz é ele que ilumina nossos passos e nos guia por caminhos certos.
 Um outro exemplo foi o do servo de Abraão, este recebeu uma ordem do seu senhor ele tinha que viajar até a terra se seu senhor a fim de arrumar uma esposa para Isaque no meio de sua parentela. Este servo que a bíblia não relata o nome em certo momento de sua caminhada orou ao Senhor pedindo-lhe direção para achar a moça certa , aquela que Deus já havia preparado para ser esposa de Isaque, e assim foi, Deus colocou no seu caminho a Rebeca a futura esposa do filho de seu senhor, justamente era ela da parentela de se senhor Abraão. Quando buscamos a orientação de Deus ele  nos guia em direção certa, não importa pra que seja a compra de uma casa, a procura de um emprego, de uma esposa, na abertura de um negócio, etc,etc. Seja o que for Deus vai nos dirigir para o melhor pois é isso que ele quer para todos nós.
 Essa orientação tem de ser buscada por toda vida, jamais deve ser dispensada, a palavra de Deus diz que nosso Deus nos guiará até a morte. Se buscarmos sempre a orientação, a direção de Deus tudo vai dar certo em nossa vida pois Ele sabe o que é melhor para nós.
 Talves você se encontra desorientadoª e não sabe que rumo deve tomar, talves a duvida seja se abre um negócio ou não, se mantém esse relacionamento pessoal ou não,etc,etc,etc. Aconselho-te à buscar a orientação de Deus, busque-a através de Sua palavra, se ainda continuar com dúvida procure o seu pastor ou uma pessoa que tem compromisso com Deus e sua palavra, isto é, procure a pessoa certa, não busque orientação de qualquer pessoa, esteja convicto de que a pessoa que você procurar seja a certa; pois do contrário você poderá receber maus conselhos. Jamais dispense a orientação, a direção de Deus, busque-a até o fim de sua vida fazendo assim você será bem-sucedidoª em tudo o que fizer.

    Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em: 03/02/2013.
Autora: Sandra Moura.





 

sábado, 12 de janeiro de 2013

Companhia nas Provas



Quando passares pelas águas, eu serei  contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando  passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.
Porque eu sou o Senhor, teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; (Isaías 43.2,3)

Introdução.
 Quando passamos pelas provas as vezes temos a sensação de que estamos sós. Todavia, nunca estamos sós pois Deus está sempre ao nosso lado.

 O título do texto base dessa mensagem diz que só Deus é o nosso único Salvador, no texto o nosso Senhor diz que não devemos  ter medo porque ele nos remiu, e nos chamou pelo nome; e que somos dele. Ainda que venhamos passar pelas "águas" da aflição, pelos "rios" dos problemas e pelo "fogo" da provação, não seremos "submergidos", não seremos "queimados," isto é, não seremos destruídos porque o nosso Senhor e Salvador nos dará escape.
 Na Bíblia Sagrada há relatos de pessoas que passaram literalmente pela água do mar, pelos rios, pelo fogo e foram acompanhados pelo Senhor Deus. Um deles foi o povo de Israel que atravessou o mar vermelho a pés enchutos e chegaram do outro lado são e salvo porque Deus estava os acompanhando e ajudando. Um outro exemplo foi o de Elias e Eliseu que com a ajuda de Deus atravessaram o rio Jordão a pés enchutos e chegaram do outro lado sem problemas.
 E porque não lembrar de Sadraque, Mesaque e Abdenego que passaram pela fornalha de fogo ardente por causa da fé que professavam, a fornalha foi aquecida sete vezes mais do que o normal, pra se ter uma idéia, ela estava tão quente que só em chegar perto as pessoas morriam queimadas, e esses homens foram lançados nessa fornalha, mas, como nosso Deus é fiel eles não passaram pelo fogo sozinhos, o quarto homem, que é o nosso Senhor Jesus estava lá dentro com eles os protegendo. Quando o rei viu aquela cena ficou sobremodo espantado dizendo: "Como pode ser isso ? Não lançamos três homens dentro da fornalha? Como vejo quatro? E a aparência do quarto homem é semelhante ao filho dos deuses.
 Jesus se fez presente lá na fornalha os desatou e ainda passeou com eles de um lado para o outro dentro daquela fornalha, esses homens foram tirados de dentro da fornalha ilesos, nem um fio de cabelo, nada, absolutamente nada da parte de seus corpos foram queimados, porque o Senhor Deus o Salvador deles estava junto com eles os protegendo, os salvando.
 Talves você esteja passando pela água, pelo rio e pelo fogo da provação, da aflição, dos problemas e você pensa que vai ser submergido, destruído, vencido pelos seus problemas. Talves você pensa que está só nessa luta, mas saiba de uma coisa, o Senhor Jesus está contigo, ele nunca te deixa só pois ele mesmo prometeu isso, quando disse: " Não vos deixarei órfãos... Estarei com vocês até a consumação dos séculos..."  
  O nosso Senhor está te dizendo hoje: "Quando passares pelos problemas da vida, passarei com vocês e lhes darei a salvação, pois Eu Sou o Senhor, o teu Salvador." Queridoª, creia nessa palavra, creia que você não está só e que você sairá desse problema ileso, vitorioso, vitoriosa em nome de Jesus.

   Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito de Deus.
Em:30/12/2012.
Autora: Sandra Moura.