quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Fé com Atitude



Meus irmão, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode acaso, semelhante fé salvá-lo?
Se um irmão ou irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento de cotidiano,
e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso?
Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só é morta. (Tiago 2: 14-17)

Introdução.
 Muitas pessoas dizem que crêem em Deus, mas, não têm demostrado através de suas atitudes a fé que dizem ter.

 Sabemos que a justificação(salvação) vem pela fé. É pela graça(dádiva) de Deus que somos salvos; não é por obras que tenhamos feito, porém, essa fé deve ser acompanhada de atitudes. Quando a pessoa ouve  a palavra de Deus e crê, ela tem que demostrar a sua crença indo até a Jesus e aceitá-lo como seu Salvador.
 No texto base dessa mensagem diz que a fé se não tiver obras, por si só é morta, isto é, ela é inoperante; a pessoa não consegue nada de Deus com esse tipo de fé. A palavra de Deus diz: Tornai-vos praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos... Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem- aventurado no que realizar.(Tiago 1:22,25)
 A palavra de Deus diz que a fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus. A prática dessa palavra é  atitude, a fé sem atitude de nada vale. A negligência trás más consequências, o negligente é aquele que sabe o que deve fazer, e não o faz simplesmente porque não quer.
 Na parábola dos talentos, fala de um servo negligente, esse homem recebeu do seu senhor um talento(dinheiro), como os outros servos ele tinha que fazer algo para que esse dinheiro se multiplicasse, ao invés disso, ele enterrou o seu talento. Quando o seu senhor voltou e lhe pediu contas, ele não tinha feito nada, e devolveu o que seu senhor lhe tinha dado; esse servo foi considerado pelo seu senhor como um mal e negligente servo, e ele foi punido por isso.
 Da mesma forma será com aqueles que não tomarem atitudes de acordo com a fé que dizem ter. Muitos dizem que crêem em Deus, que são servos de Deus,  mas, não fazem o que o nosso Senhor Deus manda. Sabem o que devem fazer, mas não o fazem. A palavra de Deus diz também, daqueles que deixaram de praticar o amor ao próximo, ela diz assim: Então, o Rei dirá aos que estiverem a sua esquerda:  Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Porque tive fome, e não me deste o que comer; tive sede, e não me deste o que beber;...estando nu não me vestistes; tive enfermo e não fostes ver-me... E eles lhe perguntarão: Senhor quando te vimos com fome, com sede, nu... e não lhe assistimos? Então lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que deixastes  de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixastes de fazer. Então irão estes para o castigo eterno, porém os justos para a vida eterna.(Mat 25:41-46)
 Muitos lêem o texto acima e pensam que precisam fazer caridade para serem salvos, como eu disse no início dessa mensagem, a salvação é pela graça de Deus e não por algo que tenhamos feito, e ela vem através da fé e obediência a palavra de Deus. O deixar de fazer é que caracteriza o pecado, e o pecado gera a morte; a palavra de Deus diz que o salário(paga) do pecado é a morte...(Rom 6:23).
 A desobediência a palavra de Deus é pecado. Vimos que a negligência, a fé sem atitudes trás más consequências, por outro lado, a fé com atitude trás boas consequências, temos vários exemplos de pessoas que agiram a sua fé, uma delas foi Raabe, a meretriz que salvou os dois espias Israelitas, ela os escondeu em sua casa para os proteger dos inimigos, Raabe tinha ouvido falar do Deus do povo de Israel e de como os libertou com mão forte o seu povo da escravidão do Egito, como Deus abriu o mar vermelho e deu vitória ao seu povo; ela ouviu também que o povo de Deus estava prestes a invadir sua terra e tomá-la;  Raabe, cria no poder de Deus e sabia que isso iria acontecer, e pediu aos espias que salvasse ela e sua família, por causa da atitude de Raabe em salvar os espias, ela e sua família foram salvos da morte.
 Um outro exemplo, foi o de Zaqueu, quem não conhece a história do cobrador de impostos, que devido a sua pequena estatura, subiu em uma árvore só para ver Jesus passar. Quando Jesus o viu, o chamou dizendo: Zaqueu desce depressa pois hoje irei em sua casa; Zaqueu  desceu, recebeu Jesus em sua casa com muita alegria, ao ouví-lo , Zaqueu disse: Olha Senhor. tudo que tenho dou aos pobres e se nalguma coisa defraudei à alguém devolvo quatro vezes mais. A maioria dos cobradores de impostos da época, cobravam mais do devia e embolsavam o que sobrava, pelas palavras de Zaqueu parece que ele fazia o mesmo.
 Podemos perceber na história de Zaqueu, que ele ouviu, creu, atendeu o chamado do Senhor, se arrependeu e mostrou o fruto(atitude) de seu arrependimento, isto é, Zaqueu agiu a sua fé e foi salvo. Quem diz que crê em Deus tem que assumí-Lo, confessá-Lo como o seu único e suficiente Salvador.
 Muitos dizem eu creio em Deus, ele está no meu coração, mas, não O confessam como o seu Senhor, não O aceitam como o seu Salvador; essa "fé" é só de boca, não passa de meras palavras, não surte efeito algum para essa pessoa, ela não receberá as bênçãos de Deus e muito menos a salvação eterna.
 Caroª leitorª, vimos nessa mensagem exemplos de pessoas que creram, agiram e foram beneficiadas por Deus. Vimos também, que aqueles que diziam que tinham fé mas foram negligentes, isto é, sabiam o que tinham que fazer e não o fizeram foram castigados.
 Aprendemos que a fé  deve ser acompanhada de atitudes, do contrário cometemos pecado. Deus quer ver a nossa fé demostrada através de atitudes, portanto, se Ele te chamar, atenda-O, se Ele te mandar, obedeça-O, pois só assim obteremos suas bênçãos e consequentemente a salvação eterna.

  Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito Deus.
Em:16/08/2012.
Autora: Sandra Moura. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário