quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Meu Testemunho


José Alves de Moura.
Esse é o meu pai, homem de Deus, um excelente pai e marido, um exemplo de homem de Deus, pastor da igreja Metodista Wesleyana em Rio das Ostras-RJ.





O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei? (salmos 27:1)

Recentemente nossa família, especialmente meu pai, foi surpreendida com uma notícia ruim, meu pai foi diagnosticado com câncer de próstata, não é uma notícia boa de se receber, aliás é mais que péssima; e, tenho que dizer, que quando eu soube dessa notícia chorei muito, o medo veio ao meu coração, medo de ver o meu pai sofrendo, definhando numa cama, medo de perdê-lo. Porém, não deixei o medo  me vencer, lutei contra ele em oração.
 Começamos uma campanha de oração e, nas minhas orações eu dizia pra Deus: Senhor eu não aceito que meu pai venha ser mais uma vítima do câncer, eu não aceito vê-lo sofrendo em uma cama. Amados certo dia quando fiz essa oração Deus confirmou em meu coração que meu pai não morreria dessa doença. Em minhas orações eu pedia: Pai coloca as suas mãos em volta daquela próstata,  não deixe que o câncer se espalhe para outros órgãos, essa era a minha oração constantemente; pois nós a alguns anos atrás sofremos com a perda do irmão do meu pai com a mesma doença, o câncer se espalhou por todo o corpo e ele veio a falecer.
 Finalmente, chegou o dia da cirurgia, a expectativa era grande, a cirurgia foi um sucesso, a minha preocupação era o diabetes, a cicatrização, depois da cirurgia a glicose do sangue de meu pai foi a mais de 300, mas graças a Deus não trouxe complicações, logo conseguiram que ela voltasse ao normal. Enfim, chegou o dia da alta, estávamos felizes e confiantes de que tudo ia sair bem, meu pai veio pra casa com uma sonda porque depois da operação de próstata a bexiga não funciona, essa sonda só poderia tirá-la de dez a quinze dias após a cirurgia é o tempo que a bexiga volta a funcionar. No terceiro dia de operado levamos um susto, a sonda  saiu, ficamos nervosos sem saber o que fazer, liguei para o médico e ele também ficou preocupado a ponto de dizer: Meu Deus! Será que arrebentou isso ou aquilo(isso ou aquilo é por minha conta pois não lembro os nomes que ele usou), vai ter que operar de novo, ele comeu alguma coisa? Eu disse que sim, ele disse: meu Deus se tiver que operar só daqui a oito horas, e eu ouvindo essas palavras de um especialista renomado, conhecido em todo território nacional e tendo que manter a calma para meu pai não perceber.
 Perguntei ao médico: o que eu faço? O medico respondeu: vou pensar, te ligo daqui a pouco, o médico retornou a ligação e disse:  faz o seu pai beber bastante água e leva-o para a emergência, chegando lá mande ligar para o Dr. Ricardo meu auxiliar, e assim fizemos, o médico demorou um pouco, meu pai começou a passar mau, sentindo dores pois a bexiga estava cheia e ele não conseguia urinar, finalmente o médico chegou, chamou uma enfermeira e disse: prepara uma sala pois vou tentar introduzir uma sonda, se ela não entrar providência um quarto para enterná-lo e iremos para o centro cirúrgico. Ai, que meu pai soube da gravidade do problema pois quando terminamos de falar com o seu médico eu disse: Pai não se preocupe, vamos para a emergência chegando lá é só colocar a sonda e viremos embora. Ao saber da gravidade do problema meu pai disse: Tomara que não seja tão demorado como foi na cirurgia!
 Meu pai entrou na sala junto com o médico para fazer o procedimento e eu fiquei do lado de fora em frente a porta andando de um lado para o outro orando e determinando, dizendo: Essa sonda vai entrar e nós vamos voltar pra casa em nome de Jesus! Repeti essa frase por varias vezes, até que, a porta se abriu, o médico saiu e eu perguntei: E ai, doutor, a sonda entrou? E ele respondeu: Entrou.
Agradeci muito a Deus pela vitória; meu pai disse que quando a sonda entrou o médico respirou aliviado. Deus é fiel! Ele não permitiu que meu pai passasse por uma nova cirurgia, mesmo porque, meu pai não suportaria por oito horas aquela dor que estava sentindo devido a bexiga cheia. Como cri e determinei, assim aconteceu, a sonda entrou e nos fomos pra casa. Todavia, tenho que lhes dizer que quando estamos para ir para o hospital, o diabo me fazia lembrar das palavras que o médico me falou, tentando colocar medo em meu coração, tentando me deixar nervosa pois eu estava somente com o meu pai em casa, eu que cuidei dele sozinha, tinha que dirigir até o hospital, estava chovendo muito e já era noite; mas não dei atenção a Satanás, pedi a Deus que tirasse o medo e me desse calma.
Na viagem para o hospital veio em minha mente o Salmo 27:1, que diz: O Senhor é a minha luz e a minha salvação, o que temerei? O Senhor é força da minha vida de que me recearei? Essas palavras ficaram gravadas em meu coração pois quem tem o Senhor não precisa temer, pois Ele está ao nosso lado segurando em nossa mão, nos guiando em todo tempo e cuidando de nós.
Meu pai se recuperou bem, a cicatrização foi perfeita, a biópsia do material retirado comprovou que não deu metástase, isto é, o câncer não se espalhou, só ficou na próstata, meu pai foi liberado pelo médico pois só a cirurgia foi o suficiente para livrá-lo do câncer. Louvo a Deus por essa grande vitória! Isso é para honra e glória de Deus.

 Talves caroª leitorª, você está passando por algo parecido, te digo, o medo pode até vir em seu coração, mas não deixe que ele permaneça lá, ore a Deus e ele lançará fora todo medo. Creia em Deus Pai, creia em Jesus Cristo e ele te dará a vitória .

   Que Deus te abençoe ricamente e te dê a vitória em nome de Jesus!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

O Propósito do Espírito Santo é nos Libertar do Pecado

 Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança pelo poder do Espírito Santo. (Romanos 15. 13)


Cristo era Deus em forma humana, Ele não tinha pecado, no entanto morreu por causa dos  nossos pecados. Estávamos separados do Pai por causa de nossas transgressões. Entretanto, quando clamamos o nome de Cristo, somos salvos; aceitamos seu perdão purificador e nos tornamos santos para Deus.

Jesus, contudo, não nos livrou apenas do pecado do passado; ele nos deixou o Espírito Santo, que nos ensina todas as coisas e nos dá poder para curar, expulsar demônios e, acima de tudo, sermos como Cristo.

Muitos descrentes argumentam que seria injusto Deus nos criar com a capacidade de pecar e julgar-nos quando cometemos um erro. Entretanto, o Senhor é justo. Ele deseja ter um relacionamento sincero e amoroso com todas as pessoas, por isto possibilitou, pela morte sofrida de seu Filho, que alcançássemos a pureza necessária para estarmos em sua presença e refletirmos sua glória.

Não precisamos preocupar-nos, pensando que Deus é mal ou injusto. Ele não é um tirano sedento de poder. É um Pai amoroso que deseja que seus filhos vivam seguros e em paz; e pelo poder do Espírito Santo, podemos alcançar esse objetivo.

A determinação é boa e impressionante. A genialidade é dom excelente. Os pensamentos inspiram e estimulam. Todavia, é necessária uma capacitação divina_ e mais energia do que a determinação, a genialidade ou o pensamento _ para romper as amarras do pecado e alcançar corações afastados de Deus; para reparar as brechas  e restaurar a igreja aos caminhos antigos da pureza e do poder. Nada além do Espírito Santo pode realizar essa tarefa.


                                                                                                       E. M. Bounds

Extraído do livro: Água da Rocha.
                                                                                            

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Jesus Está no Seu Barco?


Entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram. De repente levantou-se no mar uma grande tempestade, de sorte que o barco era varrido pelas ondas. Ele, porém, estava dormindo.
Os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! Estamos perecendo.
Ele lhes disse: Porque temeis, homens de pequena fé? Então levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se grande bonança. (Mateus 8.23-26)

Introdução.
 Quando Jesus está em nosso barco, ou seja, em nossa vida, não devemos ter medo pois ele dissipa toda tempestade.

 No texto base dessa mensagem mostra um momento difícil  que os discípulos enfrentaram, uma grande tempestade que os colocou em risco de morte. Você pode perceber que Jesus estava no barco, porém, o fato dele está no barco não os isentou de passar por um momento de adversidade. Jesus não nos enganou, ele disse: No mundo passais por aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.(João 16. 33)
  Sabe qual é a diferença de ter Jesus em nosso barco? É que ele nos ajuda a passar pela tempestade e superá-la.
  No momento da tempestade(da adversidade) é muito importante o clamor, o nosso Deus diz: Clama a mim e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.(Jeremias 33:3) Quando os discípulos viram que a situação estava difícil clamaram por Jesus e este os salvou.
 Percebemos que no momento da tempestade os discípulos sentiram medo, mesmo com Jesus dentro do barco. Ter medo é normal no ser humano e animal, o medo é um mecanismo de auto-proteção ele serve para nos proteger de nos expormos ao perigo. Mas, quando este medo atinge um grau elevado, aí sim, há um problema; quando chegamos nesse estágio passamos a duvidar de que conseguiremos vencer mesmo Jesus estando em nosso barco, como aconteceu com os discípulos; esse tipo de medo gera a incredulidade e, a incredulidade impede que sejamos abençoados.
 Precisamos crer que Jesus irá dissipar a tempestade, que ele irá nos ajudar a passar por ela e superá-la pois ele está em nosso barco para nos ajudar e nos proteger.
 Jesus está no seu barco? Então creia na sua vitória, creia que ele dissipará esta tempestade e que logo, logo você verá a bonança, a calma em nome de Jesus.

    Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Santo Espírito.
Em: 17/10/2013.
Autora. Sandra Moura.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

O Sorvete (Ilustração)



 Certa vez levei  meu filho de seis anos ao restaurante. Ele perguntou se poderia dar graças.
Quando concordei, ele disse:
- Deus é bom. Deus é maravilhoso. Obrigado pela comida. Ficarei ainda mais agradecido se mamãe me der sorvete como sobremesa. E liberdade e justiça para todos. Amém.
 Junto com as risadas dos outros clientes, escutei uma mulher comentar:
- É isso que está errado com esse país: As crianças de hoje não sabem nem orar. Pedir sorvete para Deus! Eu nunca vi isso!
 Escutando isso, meu filho banhou-se em lágrimas e perguntou:
- Eu fiz alguma coisa errada? Deus está zangado comigo?
Enquanto eu o abraçava, assegurava-lhe que ele havia feito uma oração maravilhosa, que Deus, com toda certeza, não estava zangado com ele.
 Um cavalheiro mais idoso aproximou-se da mesa, deu uma piscada para meu filho e disse:
- Eu fiquei sabendo que Deus achou que foi uma bela oração.
- Mesmo? Perguntou meu filho.
- Dou a minha palavra.
 Então, num sussurro teatral, ele acrescentou, indicando a mulher cujo  comentário havia desencadeado aquelas lágrimas:
- Que pena que ela nunca tenha pedido sorvete a Deus.
 Às vezes um pouco de sorvete faz bem a alma.
 Naturalmente, comprei sorvete para meu filho no fim da refeição. Ele o olhou fixamente por um momento e fez algo do qual me lembrarei para o resto de minha vida: Pegou o seu sundae e, sem uma palavra, na direção da mulher e o colocou em frente a ela. Sorrindo, disse-lhe:
- Olha, este sorvete é para você! Sorvete às vezes é bom para a alma, e a minha já está bastante boa.
                                                                                                                Afonso Hilar.

 "Abomináveis são para o Senhor os pensamentos do mal, mas as palavras dos puros são aprazíveis." (Provérbios 15.26)
"Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida." ( I Timóteo 1.5)

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Fé com Atitude



Meus irmão, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode acaso, semelhante fé salvá-lo?
Se um irmão ou irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento de cotidiano,
e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso?
Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só é morta. (Tiago 2: 14-17)

Introdução.
 Muitas pessoas dizem que crêem em Deus, mas, não têm demostrado através de suas atitudes a fé que dizem ter.

 Sabemos que a justificação(salvação) vem pela fé. É pela graça(dádiva) de Deus que somos salvos; não é por obras que tenhamos feito, porém, essa fé deve ser acompanhada de atitudes. Quando a pessoa ouve  a palavra de Deus e crê, ela tem que demostrar a sua crença indo até a Jesus e aceitá-lo como seu Salvador.
 No texto base dessa mensagem diz que a fé se não tiver obras, por si só é morta, isto é, ela é inoperante; a pessoa não consegue nada de Deus com esse tipo de fé. A palavra de Deus diz: Tornai-vos praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos... Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem- aventurado no que realizar.(Tiago 1:22,25)
 A palavra de Deus diz que a fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus. A prática dessa palavra é  atitude, a fé sem atitude de nada vale. A negligência trás más consequências, o negligente é aquele que sabe o que deve fazer, e não o faz simplesmente porque não quer.
 Na parábola dos talentos, fala de um servo negligente, esse homem recebeu do seu senhor um talento(dinheiro), como os outros servos ele tinha que fazer algo para que esse dinheiro se multiplicasse, ao invés disso, ele enterrou o seu talento. Quando o seu senhor voltou e lhe pediu contas, ele não tinha feito nada, e devolveu o que seu senhor lhe tinha dado; esse servo foi considerado pelo seu senhor como um mal e negligente servo, e ele foi punido por isso.
 Da mesma forma será com aqueles que não tomarem atitudes de acordo com a fé que dizem ter. Muitos dizem que crêem em Deus, que são servos de Deus,  mas, não fazem o que o nosso Senhor Deus manda. Sabem o que devem fazer, mas não o fazem. A palavra de Deus diz também, daqueles que deixaram de praticar o amor ao próximo, ela diz assim: Então, o Rei dirá aos que estiverem a sua esquerda:  Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Porque tive fome, e não me deste o que comer; tive sede, e não me deste o que beber;...estando nu não me vestistes; tive enfermo e não fostes ver-me... E eles lhe perguntarão: Senhor quando te vimos com fome, com sede, nu... e não lhe assistimos? Então lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que deixastes  de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixastes de fazer. Então irão estes para o castigo eterno, porém os justos para a vida eterna.(Mat 25:41-46)
 Muitos lêem o texto acima e pensam que precisam fazer caridade para serem salvos, como eu disse no início dessa mensagem, a salvação é pela graça de Deus e não por algo que tenhamos feito, e ela vem através da fé e obediência a palavra de Deus. O deixar de fazer é que caracteriza o pecado, e o pecado gera a morte; a palavra de Deus diz que o salário(paga) do pecado é a morte...(Rom 6:23).
 A desobediência a palavra de Deus é pecado. Vimos que a negligência, a fé sem atitudes trás más consequências, por outro lado, a fé com atitude trás boas consequências, temos vários exemplos de pessoas que agiram a sua fé, uma delas foi Raabe, a meretriz que salvou os dois espias Israelitas, ela os escondeu em sua casa para os proteger dos inimigos, Raabe tinha ouvido falar do Deus do povo de Israel e de como os libertou com mão forte o seu povo da escravidão do Egito, como Deus abriu o mar vermelho e deu vitória ao seu povo; ela ouviu também que o povo de Deus estava prestes a invadir sua terra e tomá-la;  Raabe, cria no poder de Deus e sabia que isso iria acontecer, e pediu aos espias que salvasse ela e sua família, por causa da atitude de Raabe em salvar os espias, ela e sua família foram salvos da morte.
 Um outro exemplo, foi o de Zaqueu, quem não conhece a história do cobrador de impostos, que devido a sua pequena estatura, subiu em uma árvore só para ver Jesus passar. Quando Jesus o viu, o chamou dizendo: Zaqueu desce depressa pois hoje irei em sua casa; Zaqueu  desceu, recebeu Jesus em sua casa com muita alegria, ao ouví-lo , Zaqueu disse: Olha Senhor. tudo que tenho dou aos pobres e se nalguma coisa defraudei à alguém devolvo quatro vezes mais. A maioria dos cobradores de impostos da época, cobravam mais do devia e embolsavam o que sobrava, pelas palavras de Zaqueu parece que ele fazia o mesmo.
 Podemos perceber na história de Zaqueu, que ele ouviu, creu, atendeu o chamado do Senhor, se arrependeu e mostrou o fruto(atitude) de seu arrependimento, isto é, Zaqueu agiu a sua fé e foi salvo. Quem diz que crê em Deus tem que assumí-Lo, confessá-Lo como o seu único e suficiente Salvador.
 Muitos dizem eu creio em Deus, ele está no meu coração, mas, não O confessam como o seu Senhor, não O aceitam como o seu Salvador; essa "fé" é só de boca, não passa de meras palavras, não surte efeito algum para essa pessoa, ela não receberá as bênçãos de Deus e muito menos a salvação eterna.
 Caroª leitorª, vimos nessa mensagem exemplos de pessoas que creram, agiram e foram beneficiadas por Deus. Vimos também, que aqueles que diziam que tinham fé mas foram negligentes, isto é, sabiam o que tinham que fazer e não o fizeram foram castigados.
 Aprendemos que a fé  deve ser acompanhada de atitudes, do contrário cometemos pecado. Deus quer ver a nossa fé demostrada através de atitudes, portanto, se Ele te chamar, atenda-O, se Ele te mandar, obedeça-O, pois só assim obteremos suas bênçãos e consequentemente a salvação eterna.

  Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Mensagem iluminada pelo Espírito Deus.
Em:16/08/2012.
Autora: Sandra Moura. 

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Vou Deixar na Cruz (Canção)

     


Deixe aos pés de Jesus todas as suas dores, angustias e aflições pois só ele pode te curar, te consolar, te fazer superar todas as dores e ultrapassar todos os obstáculos da vida.