segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Jejun e Oração


"Então proclamei um jejum ali junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante do nosso Deus, a fim de lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos pequeninos, e para toda nossa fazenda." (Esdras 8. 21)

 Esdras recebeu permissão do rei Artaxerxes para voltar a Jerusalém a fim de reconstruir o templo. Em carta o rei disse que todo israelita que quisesse voltar a Jerusalém, tinha sua permissão. Aqui o desafio de Esdras não era apenas dar cabo à reconstrução do templo, mas também a viagem, pois esta seria longa e perigosa. Esse é o motivo pelo qual ele estabelece um dia dedicado ao jejum: suplicar a Deus que os dirigisse na viagem e os livrasse juntamente com seus filhos e os bens que levavam. Ele  sabia que por mais competentes e dispostos que ele e os que o acompanhavam fossem, não poderiam ser bem sucedidos a não ser que a boa mão de Deus estivessem com eles.
 Eis aí uma lição importante. O verdadeiro sucesso na vida não depende apenas do nosso esforço e de nossa qualificação pessoal. Tudo isso é importante. Mas nada disso terá valor se a mão de Deus não estiver sobre nossas vidas. Por isso, ao mesmo tempo em que é necessário nos dedicarmos ao máximo afim de fortalecermos nosso potencial, devemos de igual modo nos dedicar à oração e à dependência de Deus. É isso o que Salomão diz em provérbios: "o cavalo prepara-se para o dia da batalha, mas a vitória vem do Senhor"
 Dedique-se para ser cada vez mais qualificado para enfrentar os desafios da vida. Mas não se esqueça de dedicar-se à oração. E a boa mão de Deus lhe fará prevalecer.

Extraído.

Nenhum comentário:

Postar um comentário