quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A Vontade de Deus


Quando Cristo veio ao mundo disse: "Sacrifício e oferta não quiseste, mas um corpo me preparaste...
   Vim para fazer a tua vontade, ó Deus.(Hebreus 10.5,7)



  Qual é a vontade de Deus? Um sábio disse certa vez: "Existem muitas coisas boas para fazer, mas façamos as poucas coisas que o Senhor nos manda". Morrer para o ego, pensar detidamente a respeito dos princípios de Deus e da vida de Cristo, participar da Santa Ceia e realizar atos de caridade realmente são atitudes que agradam ao Senhor, mas apenas quando estamos vivendo de acordo com sua vontade. 
  Quando elas não combinam com a vontade de Deus, além de o Senhor não ter prazer no que fazemos, rejeitará nossos atos completamente.
  O profeta Samuel disse ao rei Saul: " A caso tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto ao que se obedeça à sua palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros" (1 Samuel 15.22). Aquele que segue a própria vontade independente da  de Deus é culpado de um tipo de idolatria. Em vez de adorar a vontade de Deus, a pessoa, de uma certa maneira adora a sua própria.
  A maior glória que podemos conceder a Deus é ouvir e cumprir sua vontade em todas as coisas. Nosso Redentor veio a esta terra para glorificar o Pai celeste e ensinar-nos, pelo seu exemplo, a fazermos o mesmo.
                                                                                                                    Alfonso di Ligouri (1696-1787)
(Extraído do livro: "Águas da Rocha." vol 1)
      

Nenhum comentário:

Postar um comentário