sexta-feira, 3 de junho de 2011

O Gato e o Porco (Ilustração)


Vejam um gato! Que limpa criatura! É interessante vê-lo lavar o próprio corpo com a língua e as patas. você, porventura, já viu um porco fazer o mesmo?
Nunca viu nem verá, pois isso é contrário a sua natureza. Ele prefere focinhar na lama. Ensine um porco a lavar-se e a limpar-se como um gato - tarefa inútil.
Você poderá lavar à força aquele porco; ele porém, voltará para a lama e sairá dali tão imundo quanto estava anteriormente. A única maneira de conseguir fazer com que o porco se lavasse voluntariamente seria transformá-lo num gato. Porém, isso é impossível.
Assim acontece com aquele que ainda não conhece Jesus. Você não poderá força-lo a ser santo, pois ele não tem como sê-lo; sua natureza o conduz para outro caminho. Todavia, quando o Senhor fizer dele outro homem, então tudo será espontâneamente diferente. A nova natureza busca a santidade tão espontâneamente como a velha corre atrás da iniquidade. 


O comentário acima nos leva a refletir e entender que devemos sempre seguir o que nos orienta a Palavra de Deus, a qual afirma que somente o Espírito Santo possui o poder de nos convencer da existência do pecado.


"Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos." (Zacarias 4.6)


O mais importante testemunho sobre o poder que Jesus possui para nos transformar em novas criaturas está alicerçado em nossas atitudes.


"Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo vos amou e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave." (Efésios 5.1-2)
(Extraído)





Nenhum comentário:

Postar um comentário