segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Folha em Branco (Ilustração)

  Certo dia eu estava aplicando uma prova e os alunos, em silêncio, tentavam responder as perguntas com certa ansiedade.
  Faltavam quinze minutos para o encerramento e um aluno  levantou o braço, dirigiu-se a mim e disse: "Professor, pode me dar uma folha em branco?"
  Levei a folha até sua carteira e perguntei por que queria mais uma folha em branco. Ele respondeu: "Tentei responder as questões, rabisquei tudo, fiz uma grande confusão e queria começar outra vez."
   Apesar do pouco tempo que faltava, confiei no rapaz, dei-lhe a folha em branco e fiquei torcendo por ele.
   Aquela sua atitude causou-me simpatia. Hoje, lembrando aquele episódio simples, comecei a pensar quantas pessoas receberam uma folha em branco, que foi a vida que Deus lhes deu até agora, e só tem feito rabiscos, tentativas frustradas e muita confusão.
   Acho que agora seria bom momento para se pedir a Deus uma folha em branco, uma nova oportunidade para ser feliz.
    Assim como tirar uma boa nota depende exclusivamente da atenção e esforço do aluno, uma vida boa também depende da atenção que damos aos ensinamentos do Mestre.
     Não importa qual seja sua idade, condição financeira, etc., levante o braço, peça uma folha em branco, passe sua vida a limpo. não preocupe-se em tirar dez, em ser o melhor. Preocupe-se apenas em aplicar o aprendizado que recebeu nas aulas do Mestre. Ele se interessa por aquele que pede, que se esforça e que pratica toda a "matéria" dada; portanto, só depende de você.
                                                                                                                            
                                                                                    (Rita Pando)

 "Não aparte da tua boca o livro dessa lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo o que nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e então prudentemente te conduzirás." (Josué 1.8)

(Extraído)

Nenhum comentário:

Postar um comentário