sábado, 3 de julho de 2010

Fábula da Convivência (Ilustração)


Durante uma era glacial remota, quando parte do globo terrestre esteve coberto por grandes camadas gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram por não se adaptarem às condições do clima hostil.
Foi então que uma grande manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver, começou a se unir e se juntarem mais e mais. Assim, cada um podia se aquecer, enfrentando por mais tempo aquele inverno tenebroso. Porém, vida ingrata, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, e justamente aqueles que forneciam mais calor e calor vital.
Então, magoados, os animais feridos se afastaram por não suportarem mais tempo os espinhos dos seus companheiros, pois doíam muito.
Porém, essa não foi a melhor solução: Afastados, logo começaram a morrer congelados. Todavia, os que não morreram voltaram a se aproximar pouco a pouco, cuidadosamente, de tal forma que conseguiram se juntar o suficiente para resistirem à longa era glacial. E assim, sobreviveram.

Conviver com pessoas agressivas, rancorosas, revoltadas, requer uma grande dose de amor e paciência.
Porém, saber suportar os outros não é favor, é a obrigação de todos os que conhecem a Palavra de Deus, pois todos têm defeito, o único perfeito é Jesus.

"E, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam," (Lucas 6.33)
"Mas a vós, que ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos aborrecem." (6.27)
"A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos amei uns aos outros." (Romanos 13 .8ª)

(Extraído)

Nenhum comentário:

Postar um comentário