segunda-feira, 10 de maio de 2010

Amor que Sacrifica


Alguns anos atrás, li uma história que ficou gravada em minha mente: Uma senhora que vivia tentando, por muitos anos, ter um filho, viu seu sonho realizado ao receber dos braços de uma enfermeira um lindo bebê. Porém, se surpreendeu ao perceber que a criança havia nascido sem orelhas.
Preocupada, perguntou ao médico se o menino tinha audição perfeita. Um exame foi realizado e ficou constatado que o aparelho auditivo era normal. A mãe, conformada, levou o filho para casa. Seu amor não diminuiu pela criança, mas à medida que ele crescia, observava o tratamento que outras crianças lhe davam.
Frequentemente o menino voltava para casa chorando! Isso era como uma punhalada a ferir e magoar o coração daquela mãe, que consultou o médico para saber se algo poderia ser feito. O médico falou que se encontrassem alguém que doasse as orelhas, poderiam tentar um implante quando o rapaz chegasse aos 21 anos.
Os anos se passaram, e um dia os pais contaram ao filho que tinham encontrado alguém para doar as orelhas. Assim, a cirurgia foi realizada com grande êxito. Que alegria daquela mãe ao contemplar aquele jovem se olhando no espelho dizendo:
_ Veja mãe, agora sou como todos os outros rapazes. Quem me doou estas orelhas?
_ A, meu filho, agora não podemos lhe revelar, mas um dia irá saber.
Passaram-se os anos, e o jovem casou-se e teve filhos.
Certo dia, ocorreu uma das grandes tristezas deste mundo: havia perdido sua mãe. Na sala funerária, pai e filho olham pela última vez o corpo inerte daquela senhora tão bondosa. Depois que todos saíram, o pai chamou o filho para se despedir de sua mãe, e de repente, para a surpresa daquele filho, o pai puxa de lado os longos cabelos de sua esposa e o filho observa , pela primeira vez, que sua mãe não tinha mais orelhas.
Esta é a grande dimensão do amor de uma mãe, assim como foi também o amor de Cristo: Doação! Oferta! Sacrifício!
Feliz dia das Mães! Que Deus a abençoe!

" O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso, o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece, ..." (I Corintios 13.4)
" Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." (I Corintios 13.7)

(Extraído)

3 comentários:

  1. OI Sandra a paz o Senhor te abençõe cada dia mais. Eu estava lendo a mensagem acima o menino que nasceu sem orelhas, A mãe teve coragem de dar as orelhas dela, Para o filho aquilo que estava faltando, Que erá as orelhas para Isto faz parte do amor; Que fez Deus entregar por nós o seu unigenito filho para nós salvar.

    ResponderExcluir
  2. Olá com a paz do Senhor Jesus, há anos atrás, antes da minha conversão, eu li esta ilustração e nunca mais esqueci. será que eu poderia copia-la em meu blog ??
    creio que falará com alguém, assim como falou comigo.
    fique com Deus

    www.varoesvalorosos.blogspot.com

    ResponderExcluir